SEJA BEM VINDO

ESSE É UM BLOG PARA QUEM PRETENDE LER E APRENDER RACIOCINANDO, SOBRE TEMAS COMO UMBANDA, MEDIUNIDADE EM GERAL E AUTO-AJUDA. SE VOCÊ CHEGOU ATÉ AQUI, ACREDITE, NÃO FOI POR ACASO. TALVEZ AS RESPOSTAS PARA ALGUMAS DE SUAS DÚVIDAS ESTEJAM EM ALGUNS DOS TEXTOS POSTADOS.

ATENÇÃO: VOCÊ PODE COPIAR OS TEXTOS QUE CONSTAM DESTE BLOG E USÁ-LOS EM OUTROS LOCAIS, MAS NÃO DEIXE DE INDICAR A FONTE, POR FAVOR!

Acompanhantes do Blog

domingo, 25 de novembro de 2007

PERGUNTAS E RESPOSTAS

Ao iniciar este Blog, em maio deste ano (2007) tinha como objetivo criar algumas páginas inovadoras, mas não a ponto de desfigurar a Umbanda ou qualquer outro culto com possíveis delírios oníricos, fantasias e crenças absurdas, como já tive a oportunidade de expor, ainda que nas entrelinhas.

Inovadoras no sentido de expor, tanto para iniciantes quanto para pessoas com mais "tempo de santo", parte das experiências que tive (e ainda venho tendo) na convivência (poderíamos dizer assim) com entidades espirituais bem assim como com encarnados necessitados ou não.


Por conta disso tudo criei esse Blog no qual tento desenvolver textos com palavras fáceis e reflexões o mais explicadas possível. No entanto, UMBANDA e a MEDIUNIDADE não são coisas muito fáceis de se entender e, por mais que tentemos, sempre ficam algumas dúvidas pelo caminho.

As perguntas e respostas que estão abaixo foram escolhidas de uma série feitas aqui mesmo (e não publicadas por conterem e-mails) e em outros lugares virtuais e não virtuais. Espero que sejam respostas que sirvam, senão para todos, pelo menos para uma boa parte dos que já fizeram deste Blog um de seus favoritos.

Em outra oportunidade, se houver mais perguntas aqui não colocadas mas que sejam de interesse geral, possivelmente outra página como esta será aberta.
Espero que as respostas aqui colocadas possam sanar algumas dúvidas de quem as tiver.

Sobre PONTOS RISCADOS.

1- Como posso obter o Ponto riscado do Caboclo Cobra Coral, por exemplo?R: Você não pode. Se trabalha com o caboclo, aguarde até o momento em que ele vai poder riscar, através de você mesmo, o seu próprio ponto que será a princípio sua assinatura - uma forma de você e outros saberem que quem está ali, incorporado, é ele mesmo. No entanto, é muito importante que, se você for médium muito consciente, não risque jamais esse ponto por você mesmo. O Ponto Riscado de uma entidade é tão importante que ela NÃO O RISCA COMPLETAMENTE na frente de todos e a razão está em que, se assim o fizer, num futuro próximo alguém vai poder estar imitando e dizendo estar "tomado(a)" pela mesma entidade. Já pensou isso numa Gira da IURD? Seria a PIRATARIA dos Pontos Riscados.

2- "Meu" Caboclo riscava um ponto antes a agora, que mudei de terreiro, ele modificou o ponto dele. Por que?R: Modificou muito? Ou apenas acrescentou ou retirou algum detalhe?
Essas perguntas, em resposta, cabem porque não é comum uma situação destas e parece até estranha. No entanto, pode ser (apenas pode ser) que no caso de inserção ou retirada de algum símbolo, se deva à sua nova forma de trabalhar junto às entidades do novo local bem assim como à egrégora. Se trocou o ponto todo, aí isso tem que ser estudado mais a fundo porque o que parece é que a entidade espiritual não é mais a mesma, ainda que dê o mesmo nome de falange.

3- "Meu" Preto Velho já risca ponto há muito tempo. No entanto, tem vezes que ele risca uns símbolos a mais e quase sempre diferentes uns dos outros. O que isso significa?
R: Significa que ele está usando seu próprio Ponto de Força para, com algumas modificações, movimentar energias e elementais para trabalhos diversos. Isso não é raro quando tratamos com entidades de fato e que detém o conhecimento de como atuar no mundo astral através de seus Pontos Riscados.

4- Minha criança nunca riscou ponto. Isto está certo?R: Se está ou não está, é uma decisão dela, levando-se em conta que você seja médium preparado e outras entidades até já tenham riscado seus pontos através de você. Em verdade mesmo, eu nunca vi criança riscando ponto de fundamento mesmo. Já vi até ensaiarem alguns riscos no meio daquelas brincadeiras que sabem muito bem fazer, mas riscar mesmo, como Caboclo e Preto Velho, eu ainda não vi, ainda que alguns autores insistam em dizer que riscam.

PERGUNTAS GENERALIZADAS
1- Exu Mirim é criança de Umbanda?

R: Exu Mirim, o nome de falange já diz: é um Exu (uma entidade nessa categoria) que se apresenta como criança mas faz parte, evolutivamente, das falanges de Exus. São conhecidos também como Erês da Poeira e nessas falanges se apresentam ELEMENTAIS e ESPÍRITOS HUMANOS que habitam Planos Vibratórios bem próximos ao nosso. Costumam ser "da pá virada" e se não doutrinados, criam situações não muito agradáveis, tanto para seus médiuns como para quem os assiste. Podem, no entanto, vir a ser trabalhadores muito positivos, desde que tenham aprendido a trabalhar dentro das regras da Umbanda, junto às demais crianças e sob a tutela de um Preto Velho, Caboclo ou Exu de Lei. Uma característica geral bem marcante dos Exus Mirins é a de que fazem de tudo para aparecerem - são carentes de afeto, principalmente.
Crianças que sofreram maus tratos quando em vida, que se "perderam na vida" ou tiveram sérios traumas sentindo-se revoltados com isso; que não tiveram acesso à Educação no sentido de dominação de instintos e reações, costumam fazer parte dessas falanges.
Pelo lado dos Elementais Naturais (Encantados) que também povoam esse nível, costumamos encontrar aqueles que, ainda em fase de formação inicial de suas existências extra físicas, não separam bem de mal ou não reconhecem situações como bem ou mal (como quaisquer uma de nossas crianças nas fases mais elementares de suas vidas encarnadas). Eles apenas reagem de acordo com o que sentem ou agem de acordo com o que necessitam, por puro instinto. Esses elementais (ou encantados) assumem formas diversas e, numa vidência, podem nos aparecer como figuras, se não estranhas, pelo menos interessantíssimas, até mesmo de diabinhos, se esperam que assim sejam mais apreciados.

2- Por que Preto Velho e Caboclo fumam nos Terreiros?
R: Eu não diria que fumam porque eu nunca vi ENTIDADE DE LEI tragar, seja cachimbo ou charuto. O que acontece, na verdade é que eles se valem desses "artifícios" para defumarem, espargindo no ambiente e nos consulentes, a energia que sai do médium, modificada pelo aroma dos fumos específicos. Existe uma modalidade de "passe" que é chamado de "passe de sopro". Nessa modalidade, tanto o doador encarnado quanto o desencarnado incorporado, sopram para o paciente, a energia ectoplásmica da qual ele necessita. Você já deve ter visto isso nas baforadas dos Pretos Velhos e Caboclos, não?

3- Por que entidades de Umbanda bebem?
R: A bebida tem uma aplicação especial quando comedida e não exagerada. Essa aplicação está baseada no fato de que a bebida alcoólica principalmente, atua no médium de diversas formas que acabam facilitando a incorporação mais firme de certas entidades. Vamos tentar compreender: Em primeiro lugar o álcool modifica o estado psíquico de qualquer pessoa provocando, inicialmente, mais relaxamento - um dos comportamentos pedidos a médiuns para que as entidades possam melhor chegar e se assentar. Dando-se continuidade ao ato de beber, esse estado psíquico vai se alterando mais ainda até chegar num ponto em que até mesmo a atenção e certas "travas" que temos de âmbito psicológico, vão se relaxando e, com isso, permitindo que a personalidade espiritual, que não está sentindo os mesmos efeitos, possa se expressar melhor e mais nitidamente, com cada vez menos interferência do médium. Em maior quantidade e se for por conta da entidade mesmo e não pela vontade do próprio médium, este chega até mesmo ao ponto de se anular e permitir uma incorporação quase que total, com inconsciência e tudo.
É fácil de entendermos se observarmos os "bebuns" de plantão na vida normal, não mediúnica. Perceba como eles vão passando por vários estágios desde que começam a beber e, se abusarem, começam a falar demais (nesse estágio seus "freios" já estão soltos) e na continuidade acabam até "apagando". Nesse caso específico, quando não há entidade incorporada, o sujeito pode até mesmo, em certa fase, exteriorizar seu estado psicológico e anímico a ponto de sair falando sobre coisas de que nunca falou antes.
Algumas entidades aproveitam-se dessa vulnerabilidade da matéria e, "bebendo", abrem caminho para incorporações quase que sem barreira alguma.
Pelo lado espiritual, percebemos que, ao beber, acontece um relaxamento de AURA, permitindo dessa forma, que a entidade incorporante tenha mais facilidade de se conectar aos centros mediúnicos do médium já que naquele estado ele perde os medos e pode chegar até a "apagar".
É claro que todo esse processo tem que ser muito bem controlado pela entidade que assim age porque, conseqüentemente, ela se torna responsável pela condição em que vai deixar o médium após. E é claro também, que não só entidades de Lei conhecem essas formas de fragilizar as defesas do médium. A diferença é que os obsessores forçam o humano a esses comportamentos INDUZINDO-LHES A VONTADE E O USO CONTÍNUO, enquanto entidades de Lei só o fazem enquanto incorporadas, sem deixar "vontades posteriores" no médium.

4- E essas entidades que já chegam bêbadas. O que você teria a dizer sobre elas?
R: Essa é uma resposta que eu pensei muito se daria ou não, porque certamente envolve a crença de muitos que vêem em entidades desse tipo, verdadeiros mitos, quando não são. E porque digo que não são? Vamos a um raciocínio lógico partindo do princípio de que estejam realmente bêbadas e isso não seja teatro delas?
Vamos lá: Quem deu de beber a esses espíritos antes deles chegarem? Se a resposta foi ninguém, então é sinal de que eles, para poderem absorver álcool, ou tiveram que se encostar em alguém ou absorver esse álcool até mesmo de algum armazém ou encruzilhada. E que tipo de entidade se encosta, aqui ou ali pra absorver a essência do álcool no intuito de manter "em morte" o que provavelmente mantinha em vida? É só uma questão de raciocínio e eu nem vou me alongar mais nessa análise. Só vou dizer que entidades deste tipo ALÉM DE NÃO SEREM DE UMBANDA, têm que ser muito bem encaminhadas ou doutrinadas no caso de seu médium ter realmente que com elas trabalhar, caso contrário ...

5- Mas e quando chegam, nem bebem e deixam o médium bêbado?

R: Mais uma razão para que o responsável pela Gira as chame de volta (se "tiver na unha", como se diz) e as obrigue a deixar o médium em perfeito estado, fazendo-as aprender desde cedo, que ali naquele Terreiro de Umbanda ELES SÃO APRENDIZES E NÃO PROFESSORES.

6- Abri meu Terreiro de Umbanda e, quando por ocasião da visita de um babalorixá, fiquei sabendo que tinha que mexer nos fundamentos da casa para enterrar uma coisas e firmar o orixá regente. Tenho que fazer isso mesmo?

R: Meu caro. Se o seu Terreiro é de UMBANDA e não de CANDOMBLÉ, você não tem que fundamentar a casa da mesma maneira que fazem por lá. Os fundamentos de uma casa de UMBANDA estão nas firmezas que os GUIAS CHEFES (quando GUIAS DE FATO) determinam e em seus PONTOS RISCADOS (que não existem por lá) específicos para isso que devem estar nos locais também por eles indicados.

7- Mas ele me disse também que para preparar médiuns eu teria que "raspar pro santo". O que faço?

R: Continuo dizendo: Se o seu Terreiro é de UMBANDA, você não tem nada a fazer em termos de raspagem. Se você recebeu ordens para abrir Terreiro, lembre-se de que isso é uma enorme responsabilidade, principalmente quando se tratar de preparar novos médiuns, mas não quer dizer que você tenha que cumprir rituais de Candomblé para praticar Umbanda. Seria o mesmo que os pastores terem que se sagrar padres para poderem ser pastores evangélicos, já que a ICAR é muito mais antiga que a IURD e ambas se fundamentam nos mesmos livros, com interpretações diferentes, é óbvio!

8- Fui num Terreiro e fiquei sabendo que vou trabalhar com o Caboclo Pena Verde. Queria saber do que ele gosta e como ele se veste porque estou com um dinheiro em sobra e pretendo aproveitá-lo pra ir logo comprando o que for preciso.

R: Eu chamo isso de "botar a carroça na frente dos burros". Pegue o seu dinheiro e bote numa caderneta de poupança ou outra aplicação qualquer, já que não tem uso pra ele no momento. Quem disse que o seu Caboclo Pena Verde vai ter que ser igual a qualquer outro? Quem lhe disse que ele vai querer usar isso ou aquilo? Ou será que já temos uniformização de entidades na Umbanda também?
O caso é o seguinte: Você nem sabe, com toda a certeza se vai trabalhar com essa entidade porque nem começou a desenvolver. Daqui a algum tempo, depois que a entidade se manifestar mesmo e puder falar através de você, pergunte a ela. Acho que se for ela mesma a falar, você vai ter uma surpresa enorme.

9- Tenho uma entidade que se diz Cigana das Almas mas que nas giras de Cigana se apresenta como Sulamita. Afinal de contas, quem é ela? Sulamita ou Cigana das Almas?

R: Pois é! Está aí uma encruzilhada legal! Ela deve se apresentar como Pomba Gira Cigana das Almas em Giras de Umbanda, certo? Se for é porque ela é realmente uma Pomba Gira da linhagem dos ciganos que, no entanto, quando se trata de Sessão de Ciganos, especificamente, pode se apresentar com o outro nome porque nessas giras "não baixam Pombas Giras", ou pelo menos assim acreditam.

10- Meu pai de santo disse que eu tenho um oriental que pode trabalhar com curas e que eu deveria procurar outro lugar já que ele não trabalha com a linha do oriente. O que você tem a dizer?

R: Em primeiro lugar que o termo correto é PAI NO SANTO e não DE SANTO porque ele é "seu pai" (orientador) na linha de santo e não pai de qualquer santo
Desculpe-me, aproveitei pra dar uma explicação sobre uma terminologia errada mas que, mesmo errada continua a ser difundida.
Em segundo lugar, achei seu Pai NO Santo muito honesto, não pretendendo prendê-la em seu Terreiro e abrindo-lhe a porta para que você procurasse um lugar que pudesse lhe dar melhores informações sobre o seu "carrêgo espiritual" que, como ele mesmo diz, não está dentro de sua alçada.

Perfeito! Você pode continuar amiga de seu Pai NO Santo (porque ele é honesto) e continuar seu caminho com outro(s) orientador(es).

11- Já estou num terreiro há dois anos e nunca recebi nada. O que faço?

R: Você é médium de incorporação? Tem certeza? Se for, então é porque o Terreiro em que você está não agrada seu carrêgo espiritual e, provavelmente, se você lhe der chance, vai encaminhá-lo futuramente para outro lugar. Simples assim.

12- Com quanto Exus eu posso trabalhar?

R: Êta perguntinha danada, sô! Para explicar tenho que fazer uma introdução de alguns conceitos.
Vejamos: Você recebe, desde o nascimento a influência maior de uma ou duas Vibrações Originais, ou de Raiz ou de Orixás. Tudo bem até aí?

Pois bem. Essas Vibrações Originais que são na verdade as ENERGIAS que mais lhe afetam e estão mais em sintonia com suas glândulas pineal, pituitária e outras, permitem que, através de você, se apresentem diversos tipos de entidades espirituais de diversas classes e padrões evolutivos, desde os mais altos até os mais baixos. Numa determinada faixa vibratória encontramos os nossos amigos EXUS e POMBA GIRAS que também podem atuar em você através dessas canalizações energéticas.
Pois muito bem. Digamos que você esteja sob influência maior da Vibração Original a qual damos o nome de OGUM que, por conseqüência do que já foi dito, lhe permitiria, por exemplo, a atuação de Tranca Ruas, Rompe Fogo, Pimenta e outros. Nesse caso você poderá, de acordo com a gerência de sua coroa, trabalhar incorporando um deles e ter até outro, da mesma vibração (orixá), como dirigente ou chefe. Como não recebemos apenas a influência de uma Vibração Original, então temos o que chamamos o segundo santo, o terceiro, o quarto ... e cada um deles permite a canalização de outros tipos de Exus de acordo com seus padrões vibratórios, de forma que, talvez, você venha a trabalhar com um Exu do "primeiro santo" (primeira VIBRAÇÃO ORIGINAL) e mais um do segundo ou terceiro ou até mesmo que venha a trabalhar com um do terceiro e resguardo dos outros. O que vai decidir mesmo é a regência de sua Coroa. De uma forma geral e teoricamente, você poderia trabalhar com um Exu ou Pomba Gira de cada Vibração Orixá que lhe atua mais fortemente, até o terceiro santo ou quarto na hierarquia de sua Coroa, no entanto, o que acontece mesmo é que se venha a trabalhar incorporando, um ou dois deles e os outros fiquem como que de guarda, só por fora. Trabalhar (incorporar) com meia dúzia de Exus, não é nada certo!

13- Exu é diabo, afinal de contas?

R: Diabo, maninho, é o que ALIMENTAMOS dentro de cada um de nós quando nos desviamos dos caminhos do bem e partimos para engambelar outros, tirar dinheiro dos pobres, dar golpes nos amigos e nos não tão amigos, etc, etc.
O Diabo é o lado negro de nossas próprias personalidades.
Exu pode sim, ser o diabo, como qualquer um de nós também pode, mas originalmente, para a UMBANDA, os Exus são entidades que, tendo vindo da Quimbanda, ainda não atingiram um grau evolutivo que os envie para Planos Dimensionais Superiores, provavelmente por seus comportamentos nada indicados quando ainda em terra. São irmãos espirituais em evolução como qualquer um de nós e se aceitam os princípios de UMBANDA e passam a trabalhar dentro deles, já é sinal de que evoluíram o suficiente para entenderem que precisam se esforçar para melhorarem seus caminhos. Isso quando se tratam de espíritos. Quando se tratam de Elementais, não deixam de ser entidades em evolução, só que essa evolução ocorre paralelamente à nossa e eles nunca chegarão a encarnar, ou seja, todo o trabalho evolutivo deles é pelo lado de lá mesmo.

14- O que são elementais e qual a diferença deles para os espíritos?
R: Não complicando muito. Espíritos humanos são aquelas entidades que já tiveram alguma vez encarnados em terra ou que ainda estarão e Espíritos elementais (os naturais e não os falsos) são entidades que também habitam os Planos imateriais mas que têm um Plano de Evolução paralelo ao nosso - nunca encarnaram e nunca vão encarnar, como os orixás de Candomblé, por exemplo.

15- Os elementais então são esse que chamamos gnomos, salamandras, silfos e ondinas?

R: Esses são os que fazem parte da cultura popular de alguns países e foram "importados" aqui pro nosso "Brasilzão". No entanto, podemos dizer que há um sem número de tipos de elementais de várias espécies e também com os mais diversos graus de elevação. Os mais "terra a terra" são os que se alimentam de sangue de animais abatidos ou mortos naturalmente, enquanto que os mais elevados que se conhece, alimentam-se de energias muito menos densas do que possamos imaginar.

16- O que é isso de elementais falsos?

R: Falsos Elementais são aqueles que acabamos criando através de nossa própria mente, desejos e medos, figurando entre eles muitos desses que nos aparecem como diabos, de chifre e tudo, que nada mais são do que exteriorizações e condensações energéticas de formas ou figuras simbólicas que tememos e por isso mesmo estamos sempre a imaginá-las.
No livro Umbanda Sem Medo Volume II tem um capítulo que explica melhor isso.

17- Minha mediunidade está aflorando e eu tenho vidência. O caso é que só me aparecem espíritos pedindo orações, chorando, sofrendo ... Como posso lidar com isso?

R: Esse é quase um caso clássico. A vidência vem aparecendo e só aparecem "coisas ruins" pra se ver.
Normal quanto à vidência e anormal quanto ao que você está vendo pois, se assim está ocorrendo, é porque a sua sintonia ( a sua antena - pineal e pituitária) está voltada para esse nível espiritual onde só há esse tipo de entidades. O que você tem a fazer é procurar um bom orientador que faça com que sua vidência saia desse nível (ou até permaneça também) e alcance outros níveis vibracionais e com isso você possa ver que nem tudo o que existe do outro lado é só miséria e gente sofrendo. Resumindo: É uma questão de sintonizar sua antena mediúnica abrindo-a para uma gama maior de freqüências.

18- Meu pai de santo diz que meu caboclo tem que bater cabeça pro dele e ele não faz. Aí ele diz que eu sou teimosa. Ele está certo?
R: Minha cara, essa é uma situação difícil de ser analisada assim, por correspondência. Existe um sem número de fatores que podem levar a essa situação e eu não teria condições de, de longe, analisá-las perfeitamente. Experimente "bater um papo" com seu Pai NO Santo e entender, dele, o porquê de seu Caboclo ter que bater cabeça para o dele, ok?

19- Fui num Terreiro de Umbanda em que o Chefe era Seu Zé Pelintra e gostei muito. Ele me chamou pra desenvolver lá e disse que a gente tinha um longo caminho pela frente. O que acha disso?

R: Em primeiro lugar, se o Chefe era Seu Zé Pelintra esse Terreiro não era de Umbanda, ainda que assim se rotulasse. Se ele a chamou para desenvolver, será decisão sua ir ou não e será decisão de seus amigos espirituais, continuar ou não lá, desde que tenha começado. Enfim, essa é uma pergunta sobre uma particularidade que para ser respondida seria preciso sabermos umas tantas outras também particularidades. O melhor é você buscar dentro de si mesma ou junto a alguém que realmente tenha "santo" e esteja mais perto de você, as respostas para isso.

20- Seu Zé Pelintra é Exu, Mestre ou Caboclo?

R: Na Umbanda é EXU, no Catimbó, onde se originou, é MESTRE e na Quimbanda eu não sei, mas me parece ser mestre também. Como Caboclo eu nunca vi!

21- Quando montei meu grupo pedi a um sacerdote de Umbanda pra ir lá e me dar umas orientações. Ele foi e firmou minha tronqueira da forma que disse ser a correta. Estou passando a chefia do Terreiro para um dos médiuns e não sei o que fazer com a tronqueira, já que o sacerdote foi morar longe e eu perdi contato com ele.

R: Minha amiga. Essa é uma situação básica: Se outro médium vai assumir a direção de seu grupo, naturalmente o(s) Exu(s) dele deverá(ão) estar firmado(s) na tronqueira. Se é assim, converse diretamente com o(s) Exu(s) desse médium e peça a ele(s) e não a qualquer sacerdote de fora, a forma correta dele(s) ser(em) firmado(s) na tronqueira. Se o médium está preparado para assumir tão grande responsabilidade, tem que estar preparado também para dar passagem positiva a seu(s) Exu(s), de forma a que ele(s) possa(m) dizer exatamente o que deve ser feito. Se isso não acontecer é porque o médium não está tão preparado assim.

22- Você acredita em Jogo de Búzios?

R: Se você quer saber, eu nem sei se posso acreditar em Jogo de Búzios como verdadeiro jogo de tradição mesmo porque, ao longo do tempo, tudo o que era fundamento vem deixando de ser e, portanto ...
Vejamos: O Opelê Ifá era um jogo que só poderia ser feito através de autênticos babalawôs (homens) preparados especificamente para essa missão. Os Irindinloguns (agora chamados mirindinloguns) o jogo com 16 + 1 búzios era originalmente realizados apenas por sacerdotes (homens). Hoje tudo mudou e às mulheres também foi dado o direito de fazerem seus jogos. O que mudou? Foi o fundamento ou a tradição?
Tirando esses fatos de lado, mesmo que sejam constatação de fatos verídicos, acredito que algumas pessoas - homens ou mulheres - dotadas de sensibilidade mediúnica possam alcançar informações vindas do outro lado e que a "caída dos búzios" já não signifique tanto assim, valendo mesmo o melhor contato psíquico com o(s) mentor(es) que respondem, considerando-se aqui contatos realmente positivos e não certas engambelações que existem por aí.

23- Mas não é esse o único modo de sabermos nossos orixás?
R: Essa é uma crença difundida por alguns de nossos irmãos africanistas, com uma certa intenção de dizerem, nas entrelinhas, que sem sacerdote de Candomblé (que jogue búzios) não se pode conhecer as Raízes Espirituais de alguém. Em outras palavras: que sem africanismo a Umbanda não vai. Pensando melhor sobre isso, dei de cara com a seguinte situação:
Em cultos afro de raíz (e só os de raiz mesmo) isso pode ter mesmo fundamento, já que orixá nenhum fala, se exprime e tem até que aprender a dançar, se expressar razoavelmente depois de ter sido "feito" na coroa dos yawôs, precisando, talvez sim, de uma forma diferenciada para transmitir seus desejos e fundamentos. Mas quem responde na Umbanda são espíritos totalmente conhecedores da palavra, sabem se expressar (se o médium assim lhes permite) e, se de Umbanda mesmo, conhecedores, tanto das Energias/Vibrações Originais (Orixás), quanto de suas formas de serem tratadas, atraídas, fixadas. Portanto, no caso de Umbanda com mediunidade de fato, os jogos de búzios são totalmente dispensáveis, o que se prova, na prática, quando vemos que a maioria dos Terreiros ditos de Umbanda não têm ninguém que jogue búzios - são as próprias entidades que alcançam a coroa de seus protegidos.

24- Comecei há pouco num Terreiro e quando sinto o espírito se aproximar acho que fico tenso e não sei se sou eu ou é o espírito que está ali presente.

R: Essa é a dúvida de todos os que se iniciam no desenvolvimento da mediunidade de incorporação, principalmente se essa mediunidade não é karmica (ou cármica) - quando por isso mesmo, as entidades tendem a vir "abrindo espaço" desde o outro lado, ao mesmo tempo em que a "vida rola", de uma forma que, quando o médium chega a ir a um Terreiro, acaba "recebendo" logo na primeira ida e com toda a força.
Acontece que, em grande parte das vezes e até mesmo por este "temor" que existe naturalmente, os médiuns vão sendo "tomados aos poucos" e de acordo com a perda desse medo e sua entrega psíquica à entidade incorporante. Dessa forma, somente aos poucos e com bom e muito treino, a mente vai se embotando na presença da entidade ao mesmo tempo em que ela vai assumindo mais e mais controle, inclusive sobre o corpo físico.
Quanto de controle a entidade vai precisar ou vai se utilizar é que depende muito de inúmeros fatores, sendo que, até para existir a possibilidade destes maiores ou menores controles, será preciso que o médium tenha tido preparação adequada em seus treinamentos e isso demanda tempo.

25- Como se faz pra ficar inconsciente?

R: Não se faz! 
Melhor dizendo: Não existe uma fórmula especial para se alcançar a inconsciência imediatamente. O que existe é tempo e dedicação aos treinamentos mediúnicos com as entidades e suas energias. Para a inconsciência temporária ou total será necessário um perfeito entrosamento energético e psíquico entre entidade e médium.

26- Afinal de contas, tem ou não tem atabaques na Umbanda?
R: Sabe que eu já não sei? 

Tem tanta gente que diz que os atabaques são peças importantíssimas, indispensáveis, enquanto outros os acham totalmente dispensáveis e até mesmo sinal de selvageria ...
O que posso lhe explicar, e mesmo assim "por cima", é que SONS de qualquer natureza podem influenciar a mente consciente e até mesmo a inconsciente de muitos de nós, provocando estados de "transe"(alteração da consciência e estados mentais). Se partirmos dessa premissa, podemos concluir que o barulho dos atabaques pode fazer o mesmo, principalmente por se tratarem de sons repetitivos e orquestrados dentro de certas cadências. Nesse caso, se bem utilizados, os atabaques cumprem a tarefa de colocar as mentes dos médiuns em estado de transe passivo, receptivas a influências externas. Agora se é obrigatório a utilização de atabaques ... sei não!
Eu, pelo menos, iniciei em um Centro que nem de longe queria saber de atabaques e nem por isso os médiuns deixavam de se desenvolver ou trabalharem.

Na UMBANDA ORIGINAL a nós trazida pelo Caboclo das Sete Encruzilhadas, os tambores nunca foram usados.

27- Nossos guias são sempre mais evoluídos que nós?
R: Se forem GUIAS DE FATO mesmo, são sim. O que vemos muito na atualidade é uma imensa maioria aceitar que porque chega no Terreiro e incorpora então já é GUIA, o que está muito longe da verdade.
Somente podem ser considerados GUIAS DE FATO, espíritos que, além de se preocuparem em fazer caridade para outros, cuidam de seus médiuns, principalmente no que concerne a princípios de crescimento espiritual, comportamental e éticos. Os VERDADEIROS GUIAS são nossos MENTORES ESPIRITUAIS e não todos os que, através de nós, descem à terra para praticarem a caridade e com isso aprontarem a própria evolução - a estes damos a classificação de ESPÍRITOS PROTETORES, quando o são realmente.
O VERDADEIRO GUIA preocupa-se com seu "cavalo", "aparelho", médium e traz ensinamentos, não só sobre a vida carnal, mas também sobre a espiritual, com um detalhe que muitas vezes passa despercebido mas que deveria ser levado em alta consideração: NÃO TENTAM INTERFERIR NO LIVRE ARBÍTRIO.

Eles ensinam e esperam a resposta de compreensão de seus "filhos". Se não a vêem, depois de algum tempo nessa tentativa, acabam por "irem ao ló" em busca de quem os compreenda, sendo substituídos até mesmo por outras entidades da mesma falange mas em grau de PROTETORES.
Espíritos protetores têm ações diferentes em relação à mesma situação - incompreensão, "ouvidos de mercador" por parte dos médiuns.
Eles costumam avisar, avisar e, depois, se for importante para eles, criam algumas situações às vezes até "meio doidas", através das quais o médium entenda que está indo contra a correnteza, podendo até, no caso da compreensão de alguns deles, "domarem o cavalinho" com algumas "surras".
E por que essas atitudes tão diferentes de um e de outro?

Simples. ESPÍRITOS GUIAS, MENTORES, são mais evoluídos que os médiuns que ELES escolhem para orientar - por isso mesmo podem GUIÁ-LOS pelos caminhos da espiritualidade - e não dependem só deste ou daquele médium.
Não está na caridade que possam fazer a todos as suas missões e sim, principalmente, no que podem ensinar a este ou aquele ser vivo, já que suas missões são de ORIENTADORES e não mais de trabalhadores braçais (embora não fujam quando têm que encarar as batalhas), enquanto que os PROTETORES precisam desses médiuns para poderem fazer caridades através deles, razão pela qual, tentam "domá-los" quando estes não colaboram.
Em síntese: PROTETORES podem ser mais evoluídos ou não que o médium, enquanto que GUIAS, se forem GUIAS mesmo, SEMPRE SÃO MAIS EVOLUÍDOS que o médium. O problema é saber separar quem é GUIA de quem é PROTETOR.

28- Existem guias mais fortes que outros, ou todos são iguais?
R: O que existem são entidades que têm maiores experiências espirituais, mais conhecimentos ou fazem parte de falanges mais guerreiras ou menos guerreiras em termo de força como tendemos a compreender, porque isso também é bem relativo pois, dependendo do tipo de trabalho que deva ser realizado, haverá entidades e falanges que a uma primeira vista nos parecem frágeis (povo das águas, por exemplo) que realizam trabalhos que as falanges guerreiras não conseguem.
A respeito disso, observando uma vez uma Preta Velha que recebia um trabalho feito na Linha de Exu para ser desfeito, ela simplesmente invocou o povo das águas e com eles trabalhou, o que me causou curiosidade.

Quando pude e perguntei, obtive como resposta: -"Exu não é fogo? Com o que se combate fogo, mô fio?" Calei-me, claro!

29- Você afirma que as entidades de Umbanda são os Caboclos, Pretos Velhos e Crianças. Então o que devemos fazer em relação a outras falanges que se apresentam, como boiadeiros, baianos, ciganos? Devemos repeli-los?

R: Olha só! As falanges diferentes que ora estão já incluídas na Umbanda, vieram, ou dos Candomblés, ou da Quimbanda, exceto essas de Ciganos que, pelo menos nos Candomblés que conheço e nas Quimbandas, nunca se apresentaram. Todas essas entidades, ainda que não se apresentem como tal, trabalham e sempre trabalharam em Giras de Umbanda e até mesmo nas Mesas Kardecistas, su-til-men-te, humildemente, como entidades auxiliares "INVISÍVEIS", sem incorporarem e sem que se fizessem festas ou cultos para eles.
No caso de Terreiros, quem manda é o Chefe Espiritual (aquele que determina as regras) que, se pelo menos tender a ser de Umbanda vai ser, ou um Caboclo e/ou um Preto Velho (e não algum dessas falanges auxiliares). Esse Chefe Espiritual e sua falange é que, através de seus conhecimentos, suas formas de trabalhar, suas preferências, determina que tipo de entidades podem ou não podem fazer parte de sua Egrégora e, nesse caso específico, nem o médium chefe pode se intrometer já que esse tópico é de exclusiva determinação espiritual. No entanto, é preciso que fique bem claro que, sendo aceitas em uns Terreiros e outros não, em qualquer caso essas entidades estão ali para aprenderem e trabalharem de acordo com a Lei de Umbanda e sob comando. O que não pode é quererem ditar regras e passarem por cima do Chefe Espiritual, porque nesses casos, na maioria das vezes as raízes de onde vieram vão "gritar mais alto" e aí ...

Acontece mais ou menos assim: Você tem uma classe afinada (admitindo que seja professor ou professora) com alunos aplicados, de bom comportamento e índole e num determinado momento você admite nesta classe alguns alunos vindo por exemplo, de uma FUNABEM. Não deixam de ser seres humanos e devem ser tratados como tal, mas o principal motivo para que ali estejam é o de que, em contato com os de melhores níveis comportamentais, com eles vão aprendendo e se socializando, ou seja: os antigos e bons alunos (povo de umbanda) são os exemplos em que os novos (os agregados) devem se basear e unir de uma forma que TODOS cresçam por igual.
Se no entanto isso não acontecer e por qualquer motivo O CHEFE (você) não conseguir colocar os freios e passar os ensinamentos que esses novos alunos deveriam receber, torna-se claro que ao invés de SE modificarem tentarão modificar os antigos alunos e tudo mais à sua volta, inclusive os hábitos da classe (os rituais), de forma a que, toda a classe, ao invés de melhorar, desça ao nível deles, com o risco dessa classe acabar virando uma sucursal da FUNABEM, entendeu? Nesse ponto o Chefe (você) já deixou de ser o Chefe e só pensa que é.

30- Meu Exu disse que já podia ter passado para o lado dos Guias mas preferiu continuar o trabalho duro nas trevas porque ali sente que poderá ajudar mais. O que acha disso?

R: Partindo do princípio de que ele esteja agindo assim por esta razão mesmo, existem, tanto Exus quanto Oguns e outros, que trabalham ao nível de umas espécies de UMBRAL (uma porteira ou uma porta dimensional, como queiram) que tanto dão passagem para níveis inferiores, quanto inversamente. Nesses portais existem as entidades que trazem outras das trevas e as que as recebem e encaminham.
Seu Exu tem todo o direito de trabalhar de qualquer um dos dois lados, por que não?

31- Afinal, já existia Umbanda antes do Caboclo das Sete Encruzilhadas, ou não?

R: Parece-me que essa pergunta é sempre fomentada pela dúvida quando escutamos ou lemos que antes do CDSE já existia UMBANDA NO BRASIL, e isso já está mais que provado que NÃO É VERDADE. Nos tópicos do Blog com títulos: "Umbanda - Uma Seita Afro?" e "Tenda Espírita Nossa Senhora da Piedade (Regimento Interno)" creio que já deixei bem explicado. Mas, para reforçar ainda mais, lembremos também o livro de João do Rio, publicado em 1904, no qual descreve todos os cultos e seitas e cujas práticas assistiu, NÃO CITANDO UMA VEZ SEQUER, O TERMO UMBANDA.
Veja bem: O que vemos por parte de alguns é que não conseguem aceitar que o que lhes ensinaram, não condiz com a realidade e, por mais que se provem, por documentos, testemunhos ou quaisquer outros meios, continuarão fazendo "ouvidos de mercador" e afirmando que já faziam uma coisa que não existia antes
O que fazer com os cegos que não querem ver?

32- Os orixás batem em seus médiuns?

R: Para lhe responder a essa questão seria interessante que eu soubesse o que você considera orixás:
a) Se são algum tipo de entidade espiritual ou elemental com raciocínio e forma humanizada própria ou não;
b) Se são energias provenientes da energia criadora (Vibração Original ou de Raíz) e portanto sem forma física e não incorporantes;
c) Se são entidades elementais que nunca tiveram experiências entre os humanos e por isso precisam aprender, com eles, a se comunicarem ...
De qualquer forma, sendo eles entidades ou energias não existe isso de baterem em médiuns. Entidades que "batem" em médiuns, dependendo da(s) besteira(s) que possa(m) estar fazendo, são entidades espirituais em nível ou grau de obsessores, Protetores e muito raramente Guias (observe a resposta à pergunta nº28).
Agora, se você está se referindo àquelas "sovas" que costumam acontecer quando alguns médiuns em inicio de aprendizagem costumam levar, elas se devem a uma não doutrinação das entidades (não orixás) que tentam incorporar à força e também à falta de sintonia entre elas e o médium que, com medo normalmente, acaba criando barreira psíquica e energética para a entrada das energias que tem que receber antes mesmo do processo de incorporação.
Melhores explicações sobre esse tema no Livro Umbanda Sem Medo.

33- O que representa a Encruzilhada para os Umbandistas e os Exus?

R: A encruzilhada é, basicamente, um símbolo da indecisão, de uma inércia à princípio, seguida de uma tomada obrigatória de posição mais adiante. Quando chegamos a uma podemos, nos casos em que não tenhamos certeza absoluta do caminho a tomar, acabar escolhendo a pista errada com conseqüências às vezes desagradáveis. Quando chegamos a uma encruzilhada física ou psicológica em nossas vidas e nos sobrevêm as indecisões, costumamos apelar para uma ajuda física, psicológica e até mesmo espiritual no intuito de nos auxiliar na escolha do caminho ou das decisões certas a serem tomadas para que possamos continuar no rumo certo de nossas vidas.
A figura de Exu e Pomba Gira como "donos das Encruzilhadas" nos remete à ideía de que essa ajuda (no caso dela vir a ser espiritual) nos possa ser revelada por essas entidades que, por existirem em Planos Espirituais bem próximos ao nosso - o físico - também têm maior facilidade de comunicação com os encarnados e, por causa disto, poderem ser eles os que mais facilmente nos encaminhariam para o lado certo a nos dirigir.
Oferendas eram e são feitas em encruzilhadas quando é necessária uma tomada de posição radical em relação a determinado assunto, justamente buscando, ao agradar o "dono" ou "dona", trazer para o nosso lado a amizade e a boa orientação e até, porque não dizer, uma "forcinha". Mas se por um lado podemos encontrar nas encruzilhadas físicas das ruas bons Exus, também corremos o risco de, ao estarmos tentando nos comunicar, o façamos com o que costumamos chamar de kiumbas, rabos de encruza, etc, que por ali também transitam. Por isso, nunca é demais realçarmos que trabalhos em encruzilhadas podem também ser "facas de dois gumes", pricipalmente para ingênuos que acham que só por estarem ali com suas oferendas, já estarão acompanhados de bons amigos ... Não é bem assim não e muita firmeza anterior é bom que seja feita junto aos Guias e Protetores que, aí sim, nos acompanharão até lá, se for o caso.

Ficamos por aqui por enquanto. Quaisquer outras dúvidas e/ou complementações podem ser adicionadas clicando-se no link COMENTÁRIOS, logo abaixo.
Meu Fraterno Saravá a Todos.

-*-*-*-*-*-*-*-*-*-*-*-*-

Aceite a sugestão e leia as matérias sob os  títulos abaixo (é só clicar no nome) e participe também:
EXU na Umbanda o Grande Mistério. Um Mistério? PARTE I
EXU na Umbanda o Grande Mistério. Um Mistério? PARTE II
EXU na Umbanda o Grande Mistério. Um Mistério? PARTE III
EXU na Umbanda o Grande Mistério. Um Mistério? PARTE IV
EXU na Umbanda o Grande Mistério. Um Mistério? PARTE V
PERGUNTAS E RESPOSTAS SOBRE EXUS
PERGUNTAS E RESPOSTAS SOBRE EXUS (continuação a ser complementada)

ESTA PÁGINA ESTÁ ENCERRADA PARA PERGUNTAS E RESPOSTAS. 

PODE E ATÉ DEVE SERVIR APENAS PARA CONSULTAS A PERGUNTAS JÁ FEITAS POR NOSSOS LEITORES, BEM ASSIM COMO ÀS RESPOSTAS JÁ DADAS.

NOVA PÁGINA DE PERGUNTAS E RESPOSTAS NO SEGUINTE LINK:

http://umbandasemmedo.blogspot.com.br/2013/09/nova-pagina-de-perguntas-e-respostas.html

330 comentários:

  1. amigo gostaria de saber o endereço dessa casa.. me envie um email para jlimamanchete@oi.com.br pois procuro uma casa de umbanda para me consultar com entidades..e gostei dessa nossa senhora da piedade..fica em niteroi ne? um abraço e aguardo logo a resposta..kero me consultar logo..obrigado

    ResponderExcluir
  2. Posso fazer comentários sobre o Blog?

    Em primeiro lugar está muito legal, meus parabéns! =)

    Um toque que eu quero dar aqui e que eu não concordei foi em relação aos pontos riscados das Crianças na Umbanda que é colocado como se elas não riscassem pontos com fundamentos tal qual Caboclos, PVs, Exus... Mas bem, no "meu" terreiro toda entidade tem ponto riscado sim, inclusive Crianças, até pq mtas vezes representam algo de extrema importância na coroa do médium, o que ocorre mto no "meu" terreiro, e aí elas tem ponto sim, normalzinho como as outras entidades, onde apresentam sua faixa vibratória, Orixá que comanda e tudo mais. Penso que, apesar de se apresentarem como Crianças, sabemos que podem ser espíritos antiqüíssimos e tem mta luz, caso de uma Criança que conheço lá do terreiro, se apresenta como um caboclinho, uma PV me contou a história dele relatado por ele mesmo em uma obrgação... que ele já havia sido um índio muuuito velho, conhecedor de muita coisa da mata, das ervas e tudo mais, e hoje na Umbanda trabalha como uma Criança sob a vibração de Oxóssi, um Caboclinho... o mais incrível são as ervas que ele passa para quem precisa de algo. Espírito de muita luz, muito fundamento.

    Se você acha que não tem é só pq ainda não viu! hehehe

    muita Paz e Luz para todos!

    Continue assim, blog interessantíssimo, deveríamos ter mais estudiosos sérios de Umbanda!

    ResponderExcluir
  3. BELEZA, JOÃO PAULO.

    Você não só pode como deve fazer comentários.

    Que bom podermos contar com experiências de outros como vc, então.

    Como acho que deixei claro lá, EU NÃO CONHECIA MESMO crianças que riscassem pontos de fundamento e só tinha visto, até então, riscos sem sentido e mais nada. Mas concordo com você quando afirma que nessas falanges podem existir espíritos muito mais antigos que possamos imaginar e não desconfio, nem um pouco, da sabedoria deste caboclinho ao qual vc se refere.

    Viu só? Acabei aprendendo mais um pouquinho e podendo agora, com certeza, dizer que riscam sim.

    Meu caro ANÔNIMO.
    Enviei-te, por e-mail o local na Net com o endereço, através de quem, poderá manter contato com a família do nosso irmão Zélio de Moraes. Espero que lhe seja últil.

    MEU SINCERO SARAVÁ AOS DOIS E QUE TUPÃ SEJA SEMPRE LUZ EM NOSSOS CAMINHOS!!!

    ResponderExcluir
  4. Sou leiga no assunto estou precisando fazer uma pergunta e não encontro onde, espero que aqui eu consiga uma resposta, fui ao um terreiro e o chefe da casa com quem passei pediu pra que eu fosse na mata e acendesse uma vela pra cada orixa, gostaria de saber porque e pra que? Obrigado

    ResponderExcluir
  5. gostaria de parabenizar os senhores e senhoras que pertencem a tenda espírita que todos umbandistas deveriam honrar, pertenço a um templo onde os médiuns usam letras para identificar sua evolução tipo I, B,T,SCCT.CCT Eentre outros o que vcs acham disto?

    ResponderExcluir
  6. Isto de se acender uma vela para cada orixá, tanto pode ser uma forma de se pedir agô (licença) a cada um para que se processe algum pedido seu, como, em caso de iniciação no culto, ser uma forma de apresentá-la aos mesmos como nova iniciante.

    O mais recomendado é que você faça a pergunta para a entidade ou o encarnado que lhe receitou esse procedimento. Mais do que niguém ele poderá lhe explicar o exato objetivo.

    ResponderExcluir
  7. Maria Clara

    Este é um procedimento normal em alguns Terreiros e tem como objetivo diferenciar aqueles que já estão mais treinados dos que ainda estão pouco ou não treinados. Nada tem a ver com EVOLUÇÃO e sim com ser mais treinado ou menos, a não ser que essa EVOLUÇÃO a que você se refira queira significar EVOLUÇÃO MEDIÚNICA e não ESPIRITUAL, obrigatoriamente.

    Pode parecer às vezes, ao menos para os que trazem consigo algum complexo de inferioridade, que se quer destacar esses médiuns, ao mesmo tempo em que acaba se diminuindo a capacidade dos outros, mas se encararmos a situação de uma outra forma, uma forma menos complexada, perceberemos que aqueles que trazem consigo verdadeiras intenções de MELHORAS no campo mediúnico, ao se depararem com os que já alcançaram algumas melhoras (os identificados pelas letras, no caso de sua mensagem) deverão se sentir incentivados a chegarem também (por esforços próprios) àquelas posições, ao ponto de também poderem receber seus distintivos.

    Eu particularmente, embora nunca tenha usado esta forma de identificação, nada tenho contra ela se for utilizada como incentivo e não como menosprezo - quando médiuns que se acham "mais adiantados" ou até mesmo "mais evoluídos", como você citou, passam a olhar os demais como se "menos importantes" ou até mesmo escória fossem.

    Espero ter correspondido às suas expectiativas.

    Meu Sincero Saravá!!

    C.Zeus

    ResponderExcluir
  8. OLÁ EU TENHO COMO INTIDADE O CABOCLO PENA AMARELA E GOSTARIA DE RECEBER INFORMAÇÕES SOBRE ELE JA PROCUREI EM TODO O LUGAR E NÃO ENCONTRO...
    SE PUDEREM ME AJUDAR AGRADEÇO..
    A UNICA COISA QUE SEI É QUE ELE É FILHO DE JUREMA E OXUM AJUDOU A CRIAR...

    DESDE JA AGRADEÇO...

    QUE DEUS ABENÇOE TODOS VOÇÊS...

    ResponderExcluir
  9. Meu caro ANÔNIMO.

    Parece-me que sua dúvida está respondida na questão número 9, quando falamos do Caboclo Pena Verde.

    O que vale para Seu Pena Verde, vale também para o senhor Pena Amarela.

    Cada entidade é um ESPÍRITO DIFERENTE e, deste modo, falar sobre um Pena Amarela não significa estarmos falando sobre todos os outros que se apresentam sob este mesmo NOME RITUALÍSTICO.

    Espero ter podido ajudar.

    ResponderExcluir
  10. Gostaria de agradecer ao Templo Ogum Mege o qual frequento pois lá me sinto muito bem principalmente com Mãe Marlene que desenvolve seu trabalho junto de seu filho carnal e prestam muita caridade Parabéns a todos que postam comentários neste blog e a quem os responde aplausos por responder ´~ao bem as nossas duvidas.Vocês são a Tenda fundada por Sr. Zélio de Moraes?

    ResponderExcluir
  11. Agradecemos seus elogios ao Blog e desejamos, com toda a sinceridade que o Templo Ogum Megê, ao qual você se refere, possa vir a ser SEMPRE um pilar de força, auxílio e orientações positivas para todos que a ele acorrerem.

    Se você quiser divulgar o endereço, não exite!

    Quanto à sua pergunta a resposta é não. Não pertencemos ao grupo mediúnico da Tenda Espírita Nossa Senhora da Piedade (TENSP), mas nutrimos grande respeito, tanto por suas orígens, quanto pelos que lá ainda labutam em prol de uma Umbanda limpa de vaidades e presunções, em prol da caridade através do trabalho com Espíritos, como desde o início foi indicado pelo saudoso Caboclo das Sete Encruzilhadas e seu médium, o também saudoso Zélio Fernandino de Moraes.

    Nosso sincero SARAVÁ pra você e pra todos os que levam a Umbanda muito a sério!

    ResponderExcluir
  12. Olá, gostei muito do blog e tenho uma duvida q me deixará muito agradecida se puder ser respondida. Estou frequentando uma casa de umbanda a mais ou menos 2 meses e lá o pai da casa é um exu( tranca ruas), ele quem dá consulta e desenvolve os médiuns, embora o pai de santo tbm incorpore um caboclo que por sinal dá nome à casa. Li numa de suas respostas que normalmente na umbanda o chefe da casa ou é caboclo ou preto velho e na última gira q fui foi cantado um ponto que falava de quimbanda. Será que esse terreiro é mesmo de umbanda? O que acha disso? Um abraço!

    ResponderExcluir
  13. Sinto ter que dizer-lhe isto, maninha, mas, DECIDIDAMENTE ESTE TERREIRO NÃO É DE UMBANDA, por mais que assim se auto-rotule.

    Nas UMBANDAS DE VERDADE, Exu de Lei não pode nem BOTAR MÃO NA CABEÇA de qualquer médium, quanto mais DESENVOLVÊ-LO. E Exu de Lei SABE DISTO!

    Já fico até imaginando Pretos Velhos e Caboclos "tendo que bater cabeça pra Exu" neste "seu" terreiro, numa completa e TOTAL INVERSÃO DE VALORES, por conta do desconhecimento nem sempre ingênuo de certas pessoas e/ou entidades.

    São coisas como esta que causam cada vez mais confusão nas cabeças de quem está começando e pensando o estar fazendo na Umbanda. E daí também advém as afirmações posteriores sobre Exu ser mais evoluído que Pretos Velhos e Caboclos, que Exu é um "iluminado", que Exu é o maior, ou seja, uma verdadeira EXUMANIA que se percebe estar tomando conta do povão que, desconhecedor DO QUE É BÁSICO PARA A UMBANDA, acaba caindo em armadilhas que, por certo, os fará um dia a terem que pagar dízimos, se é que me entende.

    Paz, Harmonia e decisões sábias em sua vida!!

    ResponderExcluir
  14. Olá... eu sou novo na umbanda, eu tenho 19 anos e começei a uns 4 meses a frequentar um terreiro, mas eu não sei muito a respeito da umbanda, eu sou um medium de incorporação, eu sinto uma vibração muito forte quando estou nas giras, mas eu não consigo incorporar completamente, sabe eu vejo e escuto tudo, e isso me da medo, então eu travo, afinal isso é uma coisa séria então eu tenho medo q dizer o que eu acho e não estar encorporado sabe, tenho medo de enganar os outros, como eu faço para ter um melhor desenvolvimento, uma maior concentração e uma firmeza maior de cabeça? e Também o que me deixa inseguro é que quando minhas entidades vem, elas não não nomes, não dão nada, e isso me deixa mais e mais confuso... o que eu posso fazer em relação a isso e conseguir de fato incorporar sem sombras de dúvidas?
    Muito obrigado...

    ResponderExcluir
  15. Kaique (Você me lembrou um antigo colega de escola que tinha esse apelido e chamava-se Carlos Henrique).

    Quatro meses é quase nada pra efeito de treinamento mediúnico, meu caro, especialmente se nos lembrarmos de que esse treinamento NÃO É DIÁRIO.

    Você ainda tem muito caminho pela frente. Sugiro que releia, nesse mesmo tema, as respostas número 25 e 26 e, principalmente, NÃO TENHA PRESSA porque ela pode sua maior inimiga.

    Cada um tem seu tempo certo e dependente de seus próprios esforços pessoais em buscar, MENTALMENTE, a presença e sintonia cada vez mais "sólida" desses amigos que nos acompanham. Isso não é "bicho de sete cabeças", mas depende de treino e repetição, treino e repetição, treino e repetição ...

    Entendeu?

    Fraterno abraço e muitas vitórias nessa sua estrada, lembrando-se, como nos ensina Preto Velho que: "É de vagar, é devagarinho, Mas quem caminha com velho, nunca fica pelo caminho!"

    ResponderExcluir
  16. Olá,meu nome é Jussara e estou em desenvolvimento a +ou- 10 meses.No início eu só tremia e chorava muito durante as giras,agora minhas entidades veêm mais não falam,nem seus nomes e nem pontos eles riscaram...Além disso eu fico consciente durante todo o tempo em que eles se fazem presente no domínio do meu corpo.Isso é normal,às vezes me sinto mal,tenho muitas dúvidas sobre essa consciência,não quero enganar nínguém.Mas por outro lado imagino que em estado normal não faria nenhuma daquelas coisas...Grande abraço e desculpe por enviar a pergunta em comentários,o blog é muito bom tira muitas dúvidas,parabéns e forte abraço da irmã de fé,Jussara.

    ResponderExcluir
  17. Antes de mais nada, Jussara, desculpe-me, tanto o atraso em publicar seu comentário como de lhe dar uma resposta adequada. Estive trocando computador e tudo o que se possa imaginar, o que acarretou num imenso atraso de toda a minha correspondência.

    Mas vamos lá.

    Cada pessoa é uma pessoa e em cada um a mediunidade se manifesta em níveis diferentes, o que faz com que uns desenvolvam mais rápido a sintonia com seus companheiros espirituais e outros demorem mais.

    10 meses não é lá tanto tempo assim, se você for honesta e não quiser "botar a carroça na frente dos burros". Medianamente um treinamento mediúnico razoável se dá com 1 ano ou mais de prática, principalmente se verificarmos que essa prática não é diária. Portanto, o fato de suas entidades já se apresentarem mas ainda não falarem, dizerem nomes ou riscarem pontos nesse tempo, não é nada anormal.

    Quanto à consciência, já que você começou com ela, ainda vai levar um bom tempo para que vá percebendo coisas tipo:

    1- Lembro de algumas coisas, mas não de tudo;
    2- Sei que a entidade falava com fulano, mas não consigo me lembrar o que era;
    3- O tempo passou e eu nem senti;
    4- Como é que eu esqueço de tudo se, na hora, eu via e escutava tudo?

    Se é que você vai chegar à inconsciência total (coisa muito rara na atualidade por diversos motivos), isto só vai se dar muito tempo depois. Mas quando começarem a surgir os primeiros sintomas que nos levam a essas indagações acima, com certeza as entidades já estarão se comunicando muito melhor e até riscando seus pontos ... se os tiverem.

    Não se apresse. Aqui vale muito o velho ditado: "A pressa é a inimiga da perfeição."

    Vá sentindo cada influência energética que passa por você; aprenda a identificá-las e a separá-las; tente perceber qual é mais "pesada" e qual é a mais "leve"; qual a deixa melhor; qual se achega como pai ou mãe (você sente isto no carinho que passam pra você)e quais se achegam apenas para chegarem enquanto não trabalham (faz parte do treinamento), e por aí vá se sintonizando com cada uma delas.

    Você só tem a ganhar sendo HONESTA CONSIGO MESMA!

    Receba um forte e sincero abraço.

    Claudio

    ResponderExcluir
  18. Olá.Gostaria de saber como se procede os casamentos na Umbanda.Vi um ritual na praia em que aneis foram amarrados e jogados ao mar.Tem como desfazer esse tipo de ritual?Eles são legalizados?Um abraço forte

    ResponderExcluir
  19. olá... gostaria de saber o que isso pode significar...
    Já faz algum tempo que tenho tido uma vontade incontrolável de tomar champagne... sempre gostei, mas ta muito estranho pq num tinha essa necessidade, e junto com isso, quando anoitece, venho sentindo um cheiro de perfume muito forte e enjoativo, cheiro que não conheço... geralmente quando estou com meu noivo. Mas ja senti esse cheiro na ausência dele tbm. Gostaria de saber se existe alguma explicação para isso...
    Fico no aguardo de sua resposta,
    e desde já agradeço pela atenção!

    ResponderExcluir
  20. Olá, senhor Anônimo.

    Se você visitar 10 Terreiros que relizem casamentos, provavelmente verá 10 formas diferentes de fazê-lo, o que nos leva à conclusão de que não há uma forma padrão para isso. Quanto à legalização, parece-me que sim, desde que o Terreiro seja reconhecido oficialmente como Religioso e de Utilidade pública.

    Como para mim esse tipo de ritual é meramente subjetivo, abstrato (seja na Umbanda como em qualquer outra religião), nunca me ative muito (além de não ter realizado) a ele. Mas foi interessante (no mínimo) essa forma de amarrar alianças e jogá-las ao mar.

    Por que vc pergunta sobre a forma de desfazê-lo? Os casados já se arrependeram do que fizeram?


    Renatha

    Da foram que você está descrevendo os fatos, pode ser que esteja recebendo a vista de uma entidade tipo Pomba Gira que, em alguns casos, repassa ao médium esse tipo de sensações. Com que intenções? Não dá pra aquilatar.

    De qualquer forma, pra que você tenha uma opinião mais competente através de uma análise direta a seu caso, é melhor que procure um Terreiro e busque lá melhores informações.

    ResponderExcluir
  21. eu gostaria de saber meu marido ja foi orgam mas ele se for em qulquer centro ele não recebe de jeito nenhum qulquer orixás ele é do dia 15/09/1954 vc pode me responder essa pergunta ? e tem mais ele não pode beber nada de alcool pois chega perto de mim eu me arrepio toda e se ele ficar bravo quebra ou se corta e depois não lembra de nada e se ele for em algum centro fica com dor de cabeça e se arrepia todo gostaria que alguem me respodesse o porque , obrigado

    ResponderExcluir
  22. Prezada ANÔNIMA.

    Se o seu marido era OGAN, mas OGAN mesmo e não apenas assim o intitularam, então ELE NÃO PODE MESMO INCORPORAR (ou "receber") Espírito ou Orixá Nagô algum, já que este título é dado apenas para aqueles que, ou "NÃO RODAM", como se diz no Candomblé, ou NÃO INCORPORAM, como se diz na Umbanda. Em ambos os casos esse CARGO (OGAN) é dado a Auxiliares de Giras e Rituais que DEVEM ESTAR "ACORDADOS" O TEMPO TODO.

    Quanto ao fato de quando ele bebe lhe causar este mal-estar e ter esse tipo de atitudes que você descreve, pode ser atuação de algum tipo de encosto que não vai incorporar se ele for Ogan, mas pode muito bem dominar sua mente pelo fato da bebida alcoólica enfraquecer o escudo natural - AURA - de qualquer um e facilitar esse tipo de contato numa forma de "entorpecimento psíquico", razão pela qual ele diz "não se lembrar de nada" depois do efeito do álcool.

    Como já disse antes, um OGAN, de fato, não incorpora e também não sente esses arrepios se for a algum Centro. Parece-me que a "mediunidade desse ogan" está mais à flor da pele do que ele pode imaginar e, pior ainda, que ele se ligou, no Astral, a uma faixa vibratória de espíritos que não são lá muto bons companheiros.

    Sugiro que você o estimule a buscar um bom Terreiro de Umbanda ou Centro Espírita em que possam verificar esse quadro pessoalmente.

    ResponderExcluir
  23. oi gostaria de saber se a umbanda é para o bem total e se pode ajudar com doenças incuraveis? obrigada, Priscila

    ResponderExcluir
  24. A UMBANDA, Priscila só é UM - BAN - DA se for PARA O BEM dos que a procuram, sendo esse BEM, realizado através dos MÉDIUNS e ESPÍRITOS que compõem o quadro de atendimento de cada Terreiro ou Centro.

    Se você encontrar algum lugar se dizendo Umbanda se propondo a fazer amarrações ou qualquer outro tipo de maldade que vise prejudicar um ou outro, PODE TER CERTEZA DE QUE NÃO É UMBANDA - É APENAS PIRATARIA!!!!!

    Quanto a Umbanda poder ajudar em casos de doenças ditas "incuráveis", com certeza pode sim. Mas isso vai depender, primeiramente da FÉ que o(a) doente aplicar nesse sentido - e às vezes pessoas diretamente ligadas a ele(a) - e também da capacidade dos médiuns e espíritos que atenderem cada caso, pois o fato de espíritos estarem envolvidos, não significa exatamente que TODOS TENHAM QUE SER "MILAGREIROS".

    Há todo um contexto dependente de manipulação de energias e, principalmente por parte do(a) doente, a CAPACIDADE OU POSSIBILIDADE DE ABSORÇÃO dessas energias manipuladas no Plano Astral.

    O que quero dizer com isto?

    Que ainda que se movam todas as energias positivas do mundo em favor de uma pessoa, se ela mesma não tiver fé e permitir o envolvimento, praticamente nada se poderá fazer - seria como trazer-se o remédio e o(a) doente não tomar.

    Mas isso não é só na Umbanda não. Perceba que o que mais os "pregadores de milagres" fazem em todos os casos, é tentar fazer nascer (ou renascer)a FÉ no interior de cada pessoa, já que este é o fator que mais pode, tanto PRODUZIR A CURA, quanto IMPOSSIBILITÁ-LA.
    Receba um abraço fraterno.

    ResponderExcluir
  25. Olá! Primeiramente parabéns por seu trabalho, o fato de esclarecer dúvidas faz com que ajude e ilumine muitas pessoas que estão em diferentes estágios desta trajetória!! A minha dúvida (uma delas, pois tenho muitas) creio que seja simples..frequento a umbanda a quase um ano, estou em desenvolvimento a 3 meses. Passo sempre com o mesmo médium (guias) nas giras, ainda não consegui desvincular para passar com os outros. Adquiri segurança no desenvolver de meu processo, e um certo apego..enfim vc acha que é errado, ou então que eu deveria desvincular de uma vez? Sei que os demais tb são ótimos, e tds tem a ensinar..mas ainda não consigo!! O que isso quer dizer? O que acha que devo fazer? Obrigada! abraços.

    ResponderExcluir
  26. Agradeço, de antemão, aos seus elogios, minha cara Anônima (pena que seja anônima).

    Quanto a vc "passar" sempre por um mesmo médium e seus guias, (estou entendendo isto como estar sendo diretamente orientada e energizada pelas entidades deste, ok?) em princípio nada vejo de mal. Se bem que, a fim de experiências com sua própria mediunidade e as sensações que ela lhe traz, talvez fosse interessante que recebesse também as energias de outras entidades e médiuns. Desvincular-se totalmente não é preciso já que se sente bem na situação atual - isso pode ser sinal de que as energias e entidades de ambos são compatíveis, entrelaçam-se bem, o que costuma facilitar muito o desenvolvimento da mediunidade.

    Pelo que me relata, acredito que nada haja de errado no processo de seu desenvolvimento e, portanto, você pode continuar no mesmo caminho e com muita fé que sua GUARDA ESPIRITUAL logo, logo acaba se apresentando e cada vez melhor.

    O conselho é sempre o mesmo para todos os iniciantes: NÃO TENHA PRESSA, NÃO COLOQUE A CARROÇA NA FRENTE DOS CAVALOS, DEIXE AS ENERGIAS FLUÍREM ATRAVÉS DE VOCÊ E PROCURE APRENDER A SENTIR E DIFERENCIAR CADA UMA DELAS POR SI.

    Procure manter sempre seus pensamentos elevados e busque com isso, sintonizar-se com espíritos amigos que realmente valham a pena ter como companheiros e GUIAS. Os demais se apresentarão por intermédio ou intercessão destes.

    Receba um fraterno abraço e votos de que seu desenvolvimento ocorra sempre em níveis de muita luz!!!

    ResponderExcluir
  27. e uma pergunta?
    uma pessoa pode ter qntos caboclos e uma curiosidade estou em desenvolvimento mas minha cabocla jurema ja vem firme so nao sei ainda da onde ela eh,mas ja sonhei cm o ponto dela, e descobri q tenho um caboclinho ou uma caboclinha nao sei o certo mas ja vem na terra e um caboclo q nao conhçe ainda so veio duas vezes,.........

    ResponderExcluir
  28. Oi, Karina

    Esse negócio de "quantos Caboclos" é bem relativo e depende exclusivamente de decisões deles lá, possivelmente relativas aos tipos de trabalhos e objetivos que terão junto ao médium durante a presente encarnação. De qualquer forma, qualquer tipo de exagêros deve ser estudado e observado em cada caso.

    ResponderExcluir
  29. existe cabocla jureminha da mata virgem?
    sabe me diz algo sobre ela.....

    ResponderExcluir
  30. Salve, Karina.

    Existe sim esta falange. Mas, como você deve saber, este é um Nome Ritualístico de FALANGE (grupo) de Espíritos e, neste caso, o máximo que lhe posso falar é que são entidades femininas que têm estreita ligação com a energia Oxossi, porque as particularidades de cada espírito dessa falange, você só poderá conhecer conversando com elas mesmas.

    Numa mesma falange você poderá encontrar curandeiras, feiticeiras, doutrinadoras, "demandeiras", etc., etc., etc., todas se apresentando pelo mesmo NOME RITUAL.

    ResponderExcluir
  31. Oi gente meo nome é Vanessa espero que elguém posso tirar essa duvida de mim :)
    - sobre umbanda ja tenho este conhecimento faz um tempo
    me falaram que eu sou ekedi ate ai tudo bem
    uma pessoa importante que ajuda a todos quando necessario na casa certo
    também me falaram que eu poderia desenvolver meo guia ce eu quisesse claro
    Verdade isso gente eu posso desenvolver meo Guia
    gostaria muito disso de fazer parte da casa cujo ja frequento algumas vezes

    eu posso desenvolver meo guia ja que Deus me deo esse dom de ser Ekedi
    que não são todos que tem :)
    me repondan gente E-mail cida.galor@hotmail.com ou nessa_z0@hotmail.com
    o mais rapido
    Obrigada gente desde de jaÁ
    beijO

    ResponderExcluir
  32. Oi, Vanessa

    Está estranha essa sua narrativa de que seria Ekédi e ao mesmo tempo poderia "desenvolver seu guia".

    Em princípio as ekédis não são médiuns de incorporação e não podem "rodar" ou receber qualquer tipo de espíritos ou orixás.

    Dá pra explicar melhor? Tem certeza de que lhe disseram que é ekédi?

    ResponderExcluir
  33. olá, gostei do blog.
    hj fui pela primeira vez num terreiro de umbanda. gostei pra caramba. Fui atendido por uma cabocla.. dentre tudo q perguntei, uma coisa me impressionou. Eu disse q eu queria fazer uma oferenda pra o exu, pq to com problemas no meu trabalho e tbm problemas materiais. eu ja havia pesquisado e ja sabia o q oferecer e como proceder. na hora q falei isso a entidade me disse pra eu nao mexer com o que tá quieto. Na hora eu quiz perguntar pq, mas nao consegui. fiquei intimidado.Vc saberia me explicar pq? meu email é paulo.paulo07@hotmail.com muito obrigado.

    ResponderExcluir
  34. A resposta para você é simples, meu caro anônimo.

    Você sabe o que é um Exu de VERDADE? Tem certeza de que sabe? Conhece as conseqüências de mexer com o que muito possivelmente não conheça? Você acha que por simples "pesquisas" pode ser capaz de impressionar um verdadeiro Exu a ponto dele atender seus pedidos? Sabe do risco de você alcançar o que chamam de kiumba, com muito mais facilidade, desde que não saiba MEXER COM EXU de verdade e da conseqüência de você arrumar um ENCOSTO pro resto de sua vida, já que foi você mesmo quem foi procurá-lo?

    Vai pelo que lhe disse a Cabocla e por mim também: NÃO MEXA COM O QUE ESTÁ QUIETO, a não ser que você saiba com certeza absoluta sobre tudo o que lhe perguntei antes.

    Exus, a despeito de toda essa "belezura" que estão tentando lhes dar nos dias de hoje, não são entidades para qualquer um ir atiçar, não! Todo cuidado ainda é pouco!

    ResponderExcluir
  35. Oi... postei uma pergunta a alguns dias atraz e ainda não obtive resposta, não sei se postei certo ou se vc ainda não teve tempo de responder, é só pra saber....
    Axé

    ResponderExcluir
  36. o que acontece , se um ogam bater a cabeça no pé da mãe de santo?e se ele virar o atabaque de cabeça pra baixo?

    ResponderExcluir
  37. Meu querido amigo, aconteceu comigo algo inusitado. A família da minha noiva é da umbanda. Não frequentam terreiro e esporadicamente meu cunhado incorpora em CASA, o TRANCA RUA DAS SETE ENCRUZILHADAS. Pois bem, dia 21 de março de 2010, por volta das 21:00, cheguei na casa dos pais da minha noiva, pois estes ligaram para ela dizendo que o seu tranca rua queria falar com ela. Após entrar na casa, fui recebido com palavrões e gargalhadas do seu tranca rua. Em determinado momento, baixou na minha sogra o OMOLÚ que, juntamente com o TRANCA RUA que estava no meu cunhado, começaram a gritar e me agredir verbalmente alegando que minha mãe estaria fazendo trabalhos para levar minha noiva para o "buraco", sendo que minha mãe é católica e não mexe com trabalhos. Assim, por ser espírita KARDECISTA, resolvi retirar-me do recinto para não entrar em conflito com tais entidades, uma vez que as respeito. No entanto, no momento que me levantei e peguei minha carteira para ir embora - tudo estava acontecendo na sala da casa -, passei a ser AGREDIDO FISICAMENTE pelo tranca rua. Agressões essas que foram desde empurrões, peitadas e gravata no pescoço. Por sinal de respeito, resolvi ficar mas não vendo a hora de ir embora dali. As agressões físicas foram desnecessárias e tinham como objetivo me forçar a ouvir o que tinham para falar, sob pena de me passar o rabo. Insisti que queria sair dali e novamente fui agredido. Fui vítima dos crimes de cárcere privado e lesões corporais.
    Assim, gostaria de saber se a prática de violência física pelas entidades é comum? Se ele podia me passar o rabo como falou, pq então me agrediu fisicamente? E o fato das sessões acontecer sempre na sala da casa que é um ambiente familiar, é normal?

    Grato desde já.

    ResponderExcluir
  38. Em primeiro lugar, pelas minhas raízes, DECONHEÇO essa entidade que se denomina Tranca Ruas das Sete Encruzilhadas. Ou ele é Tranca Ruas ou é Sete Encruzilhadas e segundo, pelo que se pode inferir, esta "entidade" está mais para a entidade "EU MESMO" do que para uma que seja de Quimbanda ou Umbanda.

    Exus que se apresentam como Omolus, se forem mesmo, NEM FALAM DIREITO (costumam ser fechados, soturnos) e, por isto, muito menos ficam dando gritinhos histéricos.

    O que está me parecendo é que você foi vítima de um belo TEATRO, uma representação barata do que os envolvidos ACHAM que seria um Tranca Ruas e um Omulu.

    A resposta para sua pergunta é um alto e retumbante NÃO!A prática da violência física é apenas humana.

    Esses tipos de Espíritos, se pretendem lhe fazer algum mal, não precisam atacá-lo quando incorporados - eles o fazem de lá, do lado espiritual mesmo.

    O máximo que essas "entidades", se fossem verdadeiras, poderiam fazer, seria advertí-lo de que algo estaria sendo feito e, neste caso, se estivesse mesmo, deveriam lhe dar provas disto para que você mesmo visse ou as procurasse.

    Não sei qual será sua posição a ser tomada para o fato, mas advirtuo de que isso tudo não passou de uma péssima interpretação teatral de duas pessoas que se dizem médiuns e sequer sabem com o que estão brincando.

    Sessões em casa até podem acontecer, em alguns casos, SE OS MÉDIUNS ENVOLVIDOS estiverem muito bem preparados e conhecerem muito bem aquilo com que pretendem lidar, O QUE NÃO É O CASO DESTA FAMÍLIA que, claramente, usa de "personalidades alheias" para fazer valer suas opinões e atitudes como se "vindas do Astral".

    Sugiro que você procure algum outro lugar em que haja ESPÍRITOS DE FATO, para confirmar o que lhe digo, em caso de dúvidas.

    Fraterno abraço.

    Claudio

    ResponderExcluir
  39. Amigo Cláudio, agradeço-lhe de coração por ter respondido às minhas indagações. Realmente o que houve foi muito forte, a ponto de eu ter terminado meu noivado de 3 anos. Nunca mais quero chegar perto dessa família que, infelizmente, denigrem a imagem da tão respeitada umbada, que é para o bem. Estou triste pela separação, mas feliz em saber que me livrei de pessoas más intencionadas que se valem da violência física e de supostas entidades para impor suas opiniões pessoais que, diga-se de passagem, eram ridículas. Penso que pagarão o preço por mexer dessa forma com tais entidades.

    OBS: Até agora estou constrangido pelo que passei, muito pertubado, mas senti um alívio com suas palavras.

    Muito obrigado amigo.

    ResponderExcluir
  40. Ahhhhh, esqueci de dizer: Meu cunhado afirma ser médium inconsciente, uma vez que de nada lembra após a incorporação, por isso perguntei sobre as agressões físicas. Na verdade então, ele é bem consciente, isso se incorporar mesmo né? como estava há 3 anos com a minha noiva, seu pai me contou certa vez que no começo de seu casamento, a sua esposa (mãe da minha noiva) recebia o omolú e fazia ele ficar de castigo, de joelhos atrás da porta e de cara para a parede. Ele, por sua vez, sempre ficava e achou bonito o tranca rua me agredir, pois disse que era para me proteger, uma vez que se eu saísse dalí, iria sofrer um acidente. Qtos absursos! Mais uma vez, obrigado pela sua atenção.

    ResponderExcluir
  41. Só rindo mesmo, desculpe-me!!!

    "... certa vez que no começo de seu casamento, a sua esposa (mãe da minha noiva) recebia o omolú e fazia ele ficar de castigo, de joelhos atrás da porta e de cara para a parede"

    Isso de um Omulu baixar pra deixar o filho da médium de castigo, de joelho, atrás da porta e de cara pra parede é mais que SURREAL. Chega a ser INFÂME!!! Psicologia do Terror (espiritual?) aplicada desde a infância. Dá pra entender o porquê de acharem normal a agressão física feita à sua pessoa.

    Quanto ao demais, acredito que você tenha "tomado prumo" e esteja, agora, em outros caminhos menos problemáticos.

    Só posso lhe desejar tudo de bom e que Oxalá o mantenha sempre orientado pela SUA GRANDE LUZ!!!

    ResponderExcluir
  42. Lilian

    Desculpe-me mas não encontrei a sua postagem, por mais que a procurasse.

    Se ainda for de sua vontade, dá pra recolocá-la?

    *********************************

    Devasso'S Party

    Se o Ogan bater cabeça aos pés da Mãe no Santo, ele pode, tanto a estar saudando como a seu orixá.

    Se ele virar o atabaque de cabeça para baixo ele a está desafiando e discordando, ou do que vê ou do que viu.

    Se ele fizer as duas coisas em seqüência, será sinal de que ele estará pedindo perdão ou licença ao orixá da Mãe no Santo pelo que fará após e, com a virada do atabaque, estará desafiando a Mãe no Santo e até encerrando o toque. Isto seria DEMANDA PURA!

    Espero que tenha sido apenas uma pergunta no geral e não tenha acontecido de verdade.

    ResponderExcluir
  43. Ola. Gostaria de tirar uma duvida que sempre esteve comigo.
    Eu tenho uma certa mediunidade, nunca imcorporei, mas é por medo. MAs a questão não é essa. Eu gostaria de saber se existe alguma coisa prejudicial entre um medium beber alccol e suas atitudes depois. Eu bebo vamos dizer assim, desde os meus 14 anos, mas depois dos meus 17, sempre que eu bebo, eu começo a ficar diferente. O primeiro que aparece é a gagueira. Eu simplesmente não consigo falar algumas palavras, e as vezes eu não consigo falar uma frase completa. Parece que tem uma trava na minha garganta que não deixa a palavra sair. É uma coisa bem chata. E tem dias tbm, que do nada me da amnesia total. E tem pessoas que falam que minha fisionomia muda, eu pareço outra pessoa. E é claro entre as atitudes, as vezes eu faço coisas que na minha plena consiencia, NUNCA faria ou falaria. Coisas do tipo, chegar e gritar com a minha mãe e meu pai falando que eu odeio eles, mas sem motivo algum. Ai que surge minha duvida, sera que eu possa estar sendo manipulada por alguma coisa quando eu bebo?

    Aguardo resposta.

    Boa tarde.

    ResponderExcluir
  44. Olá, Gabi

    A resposta pra você é PODE SER SIM, QUE ESTEJA SENDO MANIPULDA POR "ALGUMA COISA" sempre que bebe, pois a bebida, como já tive oportunidade de escrever sobre, provoca o relaxamento da Aura e a consequente vulnerabilidade para que qualquer "coisa" espiritual, seja ela boa ou má, estabeleça melhores contatos com seu psiquismo chegando a este ponto mesmo - o de manipular o comportamento da pessoa.

    Se esta pessoa tiver um grau de mediunidade ao nível de ter que ser trabalhado então, o perigo de virar um marionete da "coisa" ainda é maior pelo fato das "coisas" mais terra a terra serem sempre as que mais rapidamente se aproximam daqueles em que vêem potencial mediúnico não controlado, usando-os para satisfazerem seus vícios de encarnados que foram um dia e dos quais ainda não se livraram, mesmo tendo "passado para o lado de lá".

    ResponderExcluir
  45. Então Claudio, o melhor seria eu trabalhar minha mediunidade para que eu consiga controlar as coisas? Eu esqueci de comentar tbm que ando sentindo algumas presenças comigo, principalmente quando eu durmo. E tbm, depois que eu vou em churrascos e essas coisas que a gente sempre acaba bebendo uma cervejinha rs*, eu sinto nos outros dias, vamos dizer assim, uma "depressão". Fica vindo pensamentos negativos e outras coisas. E uma vez eu li não me lembro agora onde, que falava que os "obsessores" se aproveitam de suas "vitimas" durante a noite, enquanto elas dormem e ainda dizia assim " e essas pessoas ainda pensam que tiveram um simples pesadelo". Então o que vc me sugere? Que eu tente mesmo trabalhar a mediunidade para que eu consiga controlar mais as coisas?

    ResponderExcluir
  46. Claudio

    Agora lendo com mais calma os comentarios, li o caso de uma mulher que disse que quando o marido dela bebe, ele fica violento e até se corta. Isso tbm acontecia comigo, será que seria o mesmo caso pra mim? Poderia ser mesmo um "encosto" se aproveitando de mim? Eu deveria mesmo então começar a frequentar mais os centros? Mas ai, eu não posso mais beber, não é? Ou tem algo que eu poderia fazer para me proteger?

    To gostando muito desse blog. Toda vez que eu posso, passo aqui para dar uma olhadinha e tentar tirar minhas duvidas.

    Muito bom.

    ResponderExcluir
  47. Creio que você deva, sim, dar maior atenção à sua mediunidade, não só pelo que me expôs antes mas, principalmente pelo que está expondo agora sobre o que está acontecendo (depressão, sensação de "presença"...)

    À noite, enquanto dormimos, o relaxamento de Aura é inevitável. Não vou entrar em maiores detalhes sobre esta atuação de obsessores poderem ser maiores durante à noite, enquanto dormimos, porque este assunto é delicado e normalmente só é tratado mais a fundo entre pessoas que conhecem certas utilidades e suas conseqüências para este fato, lembrando-nos que estamos escrevendo onde todos podem ler. De qualquer modo, o que você já escreveu está correto.

    Ainda pelo que você expõe, pode ser sim, que esteja sofrendo a atuação de algum tipo de ESPÍRITO ENCOSTADO (encosto) o que, neste caso, nos leva à mesma situação: VOCÊ DEVE PROCURAR TRABALHAR SUA MEDIUNIDADE. Para o seu caso com mais um agravante posível: TALVEZ SEJA NECESSÁRIO QUE PASSE ANTES POR UMA OU VÁRIAS CORRENTES DE EXPURGO (desobsessão), devendo procurar para isto um Centro ou Terreiro SÉRIO, que faça este tipo de trabalho, ainda que possa sentir certa dificuldade em encontrá-lo(s). Seja PERSEVERANTE!!!

    Para melhores e mais aprofundadas explicações sobre PROCESSOS OBSESSIVOS, sugiro que leia as seguintes postagens aqui mesmo no Blog, nos seguintes endereços:

    http://umbandasemmedo.blogspot.com/2008/06/processos-obsessivos-i.html

    http://umbandasemmedo.blogspot.com/2008/08/processos-obsessivos-ii.html

    http://umbandasemmedo.blogspot.com/2008/09/processos-obsessivos-iii.html

    Tenho certeza de que vai gostar e se orientar bastante sobre as possibilidades.

    Escreva sempre que desejar, amiga!

    ResponderExcluir
  48. Irmão Cláudio Zeus, parabéns, suas respostas são muito racionais.
    Gostaria de ter uma opinião sua sobre como se faz um Pai No Santo.
    Existe uma forma " correta " na Umbanda ?
    Como seria essa feitura, afinal é preciso ter a coroa bem protegida dos ataques espirituais( que acontecem a todos os terreiros )que não são poucos. E quem nao estiver com a coroa firmada, bem feita, sofre bastante , correto ?
    Como se consagra um Pai no Santo na Umbanda ?
    Afinal muitos mediuns saem de seus terreiros por divergencias, ou presunção, e acreditam que com seus anos de conhecimento e trabalho mediúnico, são suficientes para comandar uma casa. E normalmente se intitulam " dirigentes ", não Pai no Santo, forma de disfarçar que não são sacerdotes.
    Explique essa para nós.
    Saravá irmão.
    Mauro

    ResponderExcluir
  49. Salve, Mauro.

    Obrigado por tê-lo aqui no Blog, entre os que deixam seus comentários e sugestões.

    O assunto sobre o qual você me ecreve, você há de convir, é bem complicado e, seguindo a "filosofia linguística" de um certo nordestino que adora inventar palavras, eu diria que até "cabriocárico".

    A questão é a seguinte. Existem Umbandas que fazem INICIAÇÕES PARA ESTE FIM (FEITURAS só no Candomblé) e existem também as que não fazem por só lidarem com Espiritos Humanos desencarnados.

    As que fazem e são sérias (e por isto não iniciam para este fim qualquer um), têm por objetivo, além de preparar o iniciado passando-lhes os conhecimentos básicos e fundamentais que irão aplicar no decorrer de suas vidas, tanto no trato com seres espirituais de natureza humana (Espíritos Humanos desencarnados), quanto seres espirituais de natureza não humana (Elementais da Natureza - os que são ligados à Natureza em suas diversas formas e que também são chamados de orixás), para o que se levam um bom tempo (alguns anos) na apreciação das capacidades de quem vai ser iniciado, suas reações frente a diversas situações, tanto espirituais quanto de vida simples, etc.

    Tendo sido aprovado, não só pela Chefia Encarnada, mas principalmente pela Chefia Espiritual, esse encarnado é então apresentado aos Elementais da Natureza, ou em seus sítios próprios (rios, praias, matas, etc) ou em algum lugar apropriado dentro do próprio Terreiro para o qual esses Elementais são atraídos por oferendas e "rezas" a eles destinadas sem qualquer introdução de ejé (sangue), sendo nestes locais que se fazem uma espécie de "pacto de amizade" que, dependendo do conhecimento do Iniciador e das raízes de seus conhecimentos, vai variar nas formas de seus rituais para este objetivo.

    Entendem-se então, que a partir deste "pacto de amizade", ficará o então INICIADO em melhor sintonia com estes seres que, por sua vez, lhes serão mais atenciosos, recebendo-o e atendendo-o amistosamente, bem assim como aos seus pedidos futuros sempre que a eles recorrer.

    De uma forma geral, por este "pacto" o então iniciado passa a contar com mais proteção destes seres da Natureza e, por "estreitamento dos laços de amizade" entre eles (e com os Espíritos Humanos também) ao longo do tempo, poderá adquirir a possibilidade de vir a ser, ou não um verdadeiro Pai No Santo de algum grupamento, já que os "axés" necessários para tal vêm exatamente através de seus conhecimentos adquiridos ao logo deste tempo e destes laços de amizade, através da qual virá a receber informações de nível bem mais profundo e às vezes particulares em relação A ELE MESMO e aos dois tipos de Espíritos a que se juntou por pacto e sintonia.

    Se você fizer uma análise bem reflexiva do que leu antes, chegará à conclusão de que um VERDADEIRO PAI NO SANTO, só o será se a ESPIRITUALIDADE ASSIM PERMITIR, já que serão eles lá que lhe passarão, OU NÃO (e isto vai depender de vários fatôres) os ensinamentos mais profundos e relativos àquilo que deve e pode receber para que chegue a tal posição e, PRINCIPALMENTE, para que seja RECONHECIDO E RESPEITADO pelos Espíritos humanos e Naturais como tal.

    Espero ter podido me fazer entender.

    Um GRANDE SARAVÁ pra você também!!!

    ResponderExcluir
  50. claudio

    eu e minha esposa frequentamos algumas sessoes de umbanda, sempre conversavamos com seu ze pilintra,fizemos alguns rituais,ele dizia que minha esposa tinha que trabalhar no centro,mas paramos de frequentar por motivos particulares,entao esses dias sonhei com uma amiga que trabalha nesse centro, ela no sonho me disse que estavao me chamando e eu deveria ir la que queriam conversar comigo.Fiquei meio sem saber oque fazer se vou ou nao oque vc acha. devo ir ou nao?

    ResponderExcluir
  51. Salve, ANÔNIMO (Rssss)

    A questão verdadeira é a seguinte:

    1- VOCÊ QUER VOLTAR LÁ?

    2- Quando lá esteve sentiu alguma forma de identificação com o que ali acontecia?

    3- Observou e compactuou com o comportamento dos médiuns, do(a) Chefe de Terreiro e/ou da entidade com quem lidava?

    4- A ENERGIA da Casa foi positiva pra você e sua esposa?

    Se todas as suas respostas forem positivas, então não há mal algum em você lá voltar. Mas tenha em mente que, se o Terreiro for dirigido por algum tipo de Zé Pelintra (ou qualquer outro tipo de EXU), ainda que se lhe respeitem, com toda a certeza NÃO É UM TERREIRO DE UMBANDA, ainda que assim seja apresentado.

    Receba um fraterno abraço.

    ResponderExcluir
  52. Ola Claudio Zeus
    Meu nome é Robson, sou iniciado na umbanda a mais de 3 anos e estou em desenvouvimento, porém sou medium consiênte e não me cinto bem com isso.
    Achei de grande ajuda o que você disse nesta pagina.
    Me tire uma grande duvida. Estou em uma casa onde eu procuro conhecimento sempre que me é dada esta oportunidade. A entidade maria padilia do meu pai NO santo falou para a minha pomba gira cigana, que numa proxima incorporação ela desse o nome e riscase seu ponto. Obs(eu vi, ouvi e lembro de tudo), e isso tem me deixado de cuca quente e meio desesperado.
    Como você pode me ajudar neste caso que tem tirado meu sossego, pois fico com a impreção que eu (Robson) é que tenho que resolver.
    Me ajude por favor.
    Meus parabens, e um grande AXÊ.

    ResponderExcluir
  53. Claudio Zeus, meus parabens pela pagina.
    Meu nome é Robson e tenho as mesmas duvidas que o irmão Kaique, porém sou iniciado na umbanda a pelo menos 4 anos mas ja estou na segunda casa. Eu estou atravessando pelas mesmas questões, vejo, ouço e participo e para min isto não esta certo, mas levando em conta que não é diário mesmo assim são 4 anos e não 4 meses.

    A Padilha do meu pai no santo falou para minha pomba gira cigana que na proxima encorporação na minha cabeça ela dicesse o nome e riscasse seu ponto. Olha o tamanho da confusão na minha cabeça. Sou um medium conciênte e nenhuma entidade que eu trabalho fez esta proeza, a casa não realiza trabalho de desenvolvimento mediunico só as sessões uma vez por mês, pois como você mesmo disse so com a pratica se consegue um resultado perfeito ou proximo. Ja conversei sobre este assunto com o pai e com algumas entidades que diz que é assim mesmo e que aos poucos melhora mas eu não vejo.
    como você pode me ajudar?
    É possivel fazer o desenvolvimento em casa ou outro local?
    Me ajude por favor, um grande abraço e axé.

    ResponderExcluir
  54. Olá, Robson e Anônimo.

    Devem ser uma só pessoa, não?

    Como eu posso ajudá-lo?

    Sabe que eu não sei?

    O máximo que lhe posso dizer é que confie em você e na entidade porque se ela tiver mesmo que riscar seu ponto, vai fazê-lo. E se não estiver na hora certa, seja lá por que motivo for, ela não vai fazê-lo, o que não deve servir de entrave para sua crença e melhoria futura de sua mediunidade.

    Como já disse e você já leu, REAFIRMO que sintonia vibratória entre médium consciente e Espíritos cresce na medida em que haja TREINAMENTO e ADAPTAÇÕES entre um e outro, o que leva tempo e demanda paciência.

    Se seu pai no santo acha que você está pronto pra canalizar perfeitmente sua P.G., quem sou eu pra contrariá-lo, não é mesmo?

    Só espero que você NÃO "monte a entidade" (e risque você mesmo) e NÃO venha a ser um tipo de "médium" desses ANÍMICOS que se está vendo por aí que sobre ANIMISMO tente solidificar a sua crença e sua fé porque isto muitos já tentaram e hoje pagam dízimos.

    Os que ainda tentam (que não são poucos), na melhor das hipóteses, mais cedo ou mais tarde, vão pelo mesmo caminho deixando a Umbanda ... GRAÇAS A DEUS!!!!!!

    ResponderExcluir
  55. Ola!! Estou pesquisando sobre o caboclo giramundo, mas pouca coisa encontrei. Gostaria de saber mais informações sobre ele. Agradecida. Marcia

    ResponderExcluir
  56. Fica aberto o pedido para quem quiser e puder ajudar à Marcia em alguma particularidade DESTA FALANGE.

    ResponderExcluir
  57. Eu gostaria de saber se tem algum horario impróprio para sair do centro digo da sessão.

    ResponderExcluir
  58. Veja só, Pablo!

    Normalmente horário impróprio seria no meio de uma sessão de descarrego ainda não finalizada adequadamente, ou em uma sessão de Exus e PGs. Demais casos devem ser perguntados no(s) local(ais) que você for, onde, dependendo das próprias avaliações e análises, lhe dirão com mais propriedade em que outros mais.

    Um fraterno SARAVÁ pra você!

    ResponderExcluir
  59. boa noite , frequentava uma cas cm um amigo e um dia bolei em uma festa de exu,depois de um tempo me diseram que seu tranca rua das almas andava comigo que eu teria que colocar roupa,tenho uma estatueta do senhor tranca ruas na porteira no quintal da minha casa,nom me sinto preparado para o tal feito de colocar roupa e queria despachar de maneira correta a estatueta queria saber se podem me ajudar com uma forma de fazer sem afronta-lo

    ResponderExcluir
  60. GOSTARIA MUITO DE SABER AONDE POSSO ENCONTRAR INFORMAÇOES SOBRE O CABOCLO PENA AMARELA MINHA RECEBEU UMA PSICOGRAFIA QUE PEDIA P ELA FAZER UMA GUIA DESSE CABOCLO MAS N ACHAMOS ND Q FALASSE SOBRE ELE... SE PUDER ME RESPONDER NO tati_boo@click21.com.br agradeço
    e parabens pelo blog

    ResponderExcluir
  61. Tati.

    Uma pergunta de igual conteúdo já está respondida lá em cima e vou apenas reproduzir (copiar e colar) a resposta que dei na ocasião e que não mudou com o tempo.

    VEJA ABAIXO.

    Meu caro ANÔNIMO.

    Parece-me que sua dúvida está respondida na questão número 9, quando falamos do Caboclo Pena Verde.

    O que vale para Seu Pena Verde, vale também para o senhor Pena Amarela.

    Cada entidade é um ESPÍRITO DIFERENTE e, deste modo, falar sobre um Pena Amarela não significa estarmos falando sobre todos os outros que se apresentam sob este mesmo NOME RITUALÍSTICO.

    Espero ter podido ajudá-la.

    ResponderExcluir
  62. Fui em varios centros de umbanda,sempre me falam que tenho mediunidade e tal...no ultimo que fui ..depois do PASSE me colocaram numa GIRA tipo os mediuns faziam um circulo e eu ficava no meio, ai tipo pediram pra eu rodar pra DIREITA eu girei ate notei algo mas fiquei todo consciente...depois pediram pra eu rodar pra esquerda ai eu senti uma energizacao maior...qual o significado de se rodara pra direita(sentido horario) e pra esquerda(anti horario?)?

    ResponderExcluir
  63. Gostaria de saber se normalmente os trabalhos são cobrados, o preço varia muito? Quero aproximar um grande amor mas estou com muito medo.

    Obrigada

    ResponderExcluir
  64. COBRADOS??? Estamos falando de UM-BAN-DA de fato e direito??

    Sei não, amiga. Nunca vi TERREIRO DE UMBANDA DE VERDADE cobrar por trabalhos. Alíás, se cobrar pelo trabalho já nem é UMBANDA.

    Acredito que alguns possam até cobrar elementos materiais tipo velas, fumo, tuia, etc., que foram ou serão usados no seu trabalho até porque também não é justo que gastem material de uso interno, normalmente comprado pelos médiuns que às vezes o fazem com dificuldades, para alguém que vai chegar lá, pedir uma ajuda e depois, como naturalmente será o seu caso (pelo objetivo que pretende alcançar), quando muito volte pra agradecer e depois pra sua vidinha "feliz" de novo. Mas para o seu caso especificamente, se for algum tipo de AMARRAÇÃO o que pretende, creio estar errada em procurar qualquer Terreiro que seja de UMBANDA de FATO porque, como todo umbandista sabe, NÃO É ESTA UMA ESPECIALIDADE DESTE CULTO, entende?

    ResponderExcluir
  65. Para o ANÔNIMO ANTERIOR

    Este movimento de rodar tem como objetivo inical e básico alterar o estado de consciência do indivíduo e colocá-lo, digamos assim, a mercê de uma atuação externa que tanto pode ser de um Espírito como de um hipnotizador, por exemplo.

    No caso de ser Espíritual essa atuação que se busca, não tendo sido sua sensação apenas uma reação ao fato de ter estado rodando pra a direita e logo depois para a esquerda (porque isso também causa desequilíbrio e alterações na consciência) podemos julgar que tenha acontecido pelo fato de que, pelo menos simbolicamente, por uma interpretção ocultista, os giros para a esquerda determinem a descida das entidades (e energias) para a terra e para a direita o contrário - a subida ou à ida oló.

    Mas antes que aceite isto como verdade total, sugiro que de uma próxima vez, peça para que iniciem as rodadas para a esquerda e depois para a direita e procure observar as sensações que isto lhe causará.

    Comparando as duas formas, sendo diferentes ou não, você já terá uma boa base para iniciar suas própria pesquisas a respeito, creio.

    ResponderExcluir
  66. e´normal um pai de santo nao receber os guias dele durante os trabalhos isso esta acontecendo a muito tempo eu estou com medo por favor meajude com uma resposta muito obrigada.eu adoro a umbanda

    ResponderExcluir
  67. que oxala´ilumine a todos

    ResponderExcluir
  68. frequento um terrero de umbanda so que estou percebendo que o pai de santo ou guia da frente, não recebe seus guias so os médios laterais estou achando muito estranho, aguardo sua resposta José

    ResponderExcluir
  69. Olá a tdos, será que alguém pode me ajuda, fui a um terreiro a um ano +/- atras, e o pai no santo de lá me chamou para conversa, não me lembro qual entidade estava usando ele no momento, ela me falou que eu tenho que desenvolver, pois as entidades que me acompanham tinham essa necessidade, e que seriam eles Exu 7 facas e Maria Padilha, porem eu fui embora e não voltei mais lá, agora estou namorando um rapaz que ele e a familia dele, todos recebem, ontem meu namorado recebeu o Lucifer, e ele me chamou para conversar no meio da conversa ele me falou q eu tenho que desenvolver para trazer o 7 facas, e me mandou comprar a capa dele e os 7 punhais, e me falou que daki 7 semanas o 7 facas virá e ele não vai nem precisar colocar a mão para que isso aconteça, não estou acostumada com isso, e tenho que confersar que estou com muito medo, tem como eu não desenvolver? Não me sinto preparada para uma responsabilidade dessas? Será que alguém pode me ajuda!!!!
    desde já agradeço a todos!
    bjus

    ResponderExcluir
  70. Ao Anônimo que perguntou sobre ser normal ou não um Pai no Santo não estar recebendo seus Guias durante os trabalhos.

    Veja bem, meu caro anônimo que, normal, normal, não é não e isto pode advir, de situações "especiais" peklas quais esteja passando o médium em questão, sejam elas boas ou ruins.

    Não conhecendo o fato mais profundamente, é só isto que posso falar sobre.

    Fraterno Abraço e que OXALÁ o ilumine mais a cada dia!

    ResponderExcluir
  71. Saravá, José dos Santos.

    Interessante que acabo de responder a alguém (anônimo) que parece estar passando por este problema.

    Como respondi ele faço também pra você: Não conheço a situação a fundo, particular em que isto esteja acontecendo. Pode ser que isso seja um fato negativo ou até não, como por exemplo quando entidades evitam de "baixarem" para se manterem desligadas do médium, FISICAMENTE, e permanecerem ligadas MENTALMENTE, apenas, o que lhes concede um potencial muito maior de visão geral sobre o que ocorre nas Giras.

    De qualquer forma, como nos Terreiros de Umbanda sempre se espera que a Entidade ou Entidades CHEFES se apresentem nas Giras, fica parecendo estranho sim, este fato. Mas como já disse, é impossível dar-se uma opinião sincera embasado apenas no fato observado, sem mais outros parâmetros que devem ser analisados em questões como esta.

    ResponderExcluir
  72. Saravá LU.

    Eitaaaa! Como é que a Exuzada está tomando conta da Banda, não é mesmo?

    Em seu lugar até eu estaria com muito medo, minha cara, de só ver e receber determinações de Exus e mais Exus, sabia? Ainda mais com esta "orientação(?)" de já comprar capas e punhais sem nem mesmo o exu ter pisado em terra e tido a condição de dizer por ele mesmo o que pretende!

    É a isto que se chama COLOCAR A CARROÇA NA FRENTE DOS BURROS e o que cria o risco de preparar MAIS UM MÉDIUM PURAMENTE ANÍMICO, dos que se enfeitam todo de "entidade", mas Espírito mesmo que é bom, nem chega perto.

    Minha opinião sincera é de que você SIGA SEUS impulsos, sua vida, e, se realmente quiser entrar na UMBANDA pela porta da frente, no momento certo, aquele que aparece dentro de nós, procure um Terreiro e comunique-se com um bom CABOCLO (CABOCLA) ou PRETO VELHO (PRETA VELHA) DA LEI, que sejam firmes e sérios em médiuns sérios, SEM LHES CONTAR DO ACONTECIDO para que a Entidade que lhe atender veja por ela mesma a necessidade OU NÃO destas medidas que, logo de cara eu lhe digo que não são nada apreciáveis.

    O PRINCIPAL é que você NÃO TENHA MEDO e também que NÃO ASSUMA O MEDO QUE ESTÃO TENTANDO LHE IMPUTAR. Esta tática de CONDUZIR PELO MEDO costuma ser muito usada por alguns, até de outras religiões, quando pretendem gerar certas "impressões".

    Que OGUM lhe abra os caminhos e a mente, LU, agora e sempre!!

    ResponderExcluir
  73. Gostaria de saber todas as formas de saber quais os santos que eu carrego... Na Umbanda a mãe-de-santo diz que todos nós carregamos sete santos...mas eu queria descobrir se existe alguma outra forma de alguem me dizer quais os santos que eu carrego,sem precisar entrar dentro de um terreiro para manifestações e sem perguntar para a mãe ou o pai-de-santo quais são os meus 7 santos,pois muitas vezes,em alguns terreiros eles não gostam de responder à essas perguntas...no máximo eles respondem quem é o seu pai e a sua mãe-de-cabeça...só quero uma forma fácil e prática de saber todos os que eu carrego sem precisar também conversar com alguma entidade para ela me revelar os mesmos.Pois na casa que eu frequento a mãe-de-santo quer que agente entre no terreiro e participe da corrente,pois só assim nós saberemos quem carrega quem.Ela só diz quem são os seus pais de cabeça (no máximo)... aguardo respostas)

    ResponderExcluir
  74. olá...por favor...tire minha dúvida por favor...os buzios mostraram q sou filho de Xango...há dois anos cultuo essa entidade recebo direitinho realmente é o caboclo de xango,porem nao deu nome até agora...na gira de oxosse , recebi meu caboclo e deu o nome...pena verde...duvida , posso ter dois caboclos? sendo meu pai de cabeça é xango , o que esta acontecendo?
    abraço

    ResponderExcluir
  75. Se você quer a ÚNICA FÓRMULA INFALÍVEL DE SABER "OS SANTOS" QUE CARREGA eu posso lhe dizer: Treine sua mediunidade, mas treine mesmo até que os Espíritos possam falar através de você perfeitamente e sem qualquer intromissão sua.

    Quando chegar a este estágio peça então a alguém que pergunte aos seus companheiros de estrada sobre os seus "santos" e eles lhe dirão, ou não (dependendo de ser neceessário, ou não, também) QUAIS SÃO OS SEUS SANTOS.

    Lembre-se de que os Espíritos que o acompanham são os que MAIS CONHECEM SOBRE VOCÊ MESMO e, desta forma, se ELES (e não você) conseguirem se comunicar perfeitamente, JAMAIS ERRARÃO no apontamento em questão.

    Todos os outros métodos, ainda que acertem aqui ou ali, SÃO FALÍVEIS.

    Que Zambi o abençoe e ilumine!

    ResponderExcluir
  76. O Caboclo Pena Verde costuma se apresentar por Oxossi em filhos de Xangô, realmente.

    Quanto à sua dúvida, pode sim! Não há nada de anormal nisto!

    O que pode acontecer muito normalmente também, é que, como o Pena Verde já se apresentou, deverá ser seu Caboclo de TRABALHO, aquele que vai na frente e encara as demandas e problemas, enquanto que o outro, o de Xangô (se é que é um Caboclo - índio - mesmo), por ser mais ligado à Coroa, fique como uma espécie de "coordenador de trabalhos" ou auxiliar para assuntos mais diretamente ligados à Coroa.

    De qualquer forma, só estou lhe dando POSSIBILIDADES que conheço inclusive, mas não vá achar que TEM QUE SER ASSIM porque quem deve resolver estes assuntos são eles mesmo, PELO LADO DE LÁ, e como Espírito PENSA, RACIOCINA E VÊ OUTRAS POSSIBILIDADES, o melhor é vc ficar como espectador e deixar que eles decidam quem vai ser o que em sua Banda, ok?

    Paz e Harmonia em sua vida!!

    ResponderExcluir
  77. Oi, meu nome é Tainá, eu frequento um terreiro de Umbanda a um ano. Antes eu ia em outros mais resolvi ficar só em um, e o que eu escolhi me agrada. Eu sempre senti vibrações, mais agora elas estão mais fortes. Quando o trabalho começa eu já sinto a entidade se aproximar, eu sinto a vibração dela e começo a tremer, ficar com as pernas bambas e ela começa a tomar conta das minhas mãos, dos meus braços e da minha perna e eu começo a tremer. Já me falaram que eu tenho toda a linha da direita e eles já estão prontos para trabalharem. Eu gosto muito de lá, mas tenho apenas 16 anos... gostaria de desenvolver, mas será que está cedo demais?

    ResponderExcluir
  78. Anônimo... olá! A pomba-gira de um amigo meu disse que minha tia está certa,q eu sou filho de oxalá mas quem tá reinando é Oxossi.eu nao entendi muito bem isso...gostaria que me explicasse melhor...eu pensei na seguinte hipotese: ja q oxala na vem(ou nao pode incorporar),quem responde e um dos seus filhos q ele colocou para reinar na minha coroa...neste caso Oxossi. me responda se dentro da historia da umbanda ou até msm no candomble existe as famosas brigas de cabeça na qual dois santos brigam pela sua cabeça. um filho de santo me disse q essas coisas nao existem. "ou e ou nao e". ele tb disse q nao existe esse negocio de outro santo responder so pq o outro nao veio ou nao pode vir...eu nao sou filho de santo,nao tenhu nda na cabeça,nao tenhu nenhum santo feito,so frequentei poucas vezes.foi aew q esse amigo meu contrariou o argumento daquele outro filho de santo dizendo q os santos podem sim brigar pela sua kbça.ainda mais quando vc nao tem nda na coroa... aguardo respostas...

    ResponderExcluir
  79. Saravá, Tainá!

    A idade nem sempre é importante, mas a MATURIDADE a SERIEDADE, a HONESTIDADE para consigo e os amigos espirituais que vão se achegar a você, SIM!!!

    De posse dessa informação e levando em conta as sensações que você já está sentindo, deverá ser SUA a decisão de se sentir preparada ou não para os caminhos que a esperam.

    Se VOCÊ decidir que NÃO É A HORA, no entanto, sugiro que se afaste,pelo menos temporariamente de qualquer Corrente Mediúnica para evitar que essas sensações, que são mediúnicas de fato, fiquem mais fortes ainda independente de sua vontade, já que a própria egrégora que se forma em cada local onde se trabalha mediunicamente acaba atuando nas pessoas que tenham a mediunidade prestes a "estourar", como no seu caso, acelerando e aumentando ainda mais as ligações espirituais que já possa trazer consigo.

    Daí, pra você começar a incorporar no meio da rua, em alguns casos, pode ser "um passo"!

    Que a LUZ MAIOR ilumine seus pensamentos e lhe aponte os caminhos certos a serem seguidos.

    ResponderExcluir
  80. Saravá, Luan!

    Vamos por partes.

    "Quem está reinando é Oxossi" significa que você tem Oxossi (na verdade um Caboclo) de frente, MAIS ATUANTE.

    Esse "Oxossi" pode ser seu "terceiro santo", como se diz, ou ajuntó e, principalmente, aquele que abre seus caminhos e de certa forma guerreia por você".

    Quanto às "brigas de santo", sugiro que você leia o seguinte tópico aqui mesmo neste Blog:

    SOU MÉDIUM E AÍ? - PARTE IV E FINAL neste link: http://umbandasemmedo.blogspot.com/2008/12/sou-mdium-e-parte-iv-e-final.html

    Talvez seja até interessante você ler todas as partes desta matéria já que estou lhe indicando acima apenas a parte final.

    Receba um Fraterno abraço.

    ResponderExcluir
  81. João:14.16
    "Jesus disse:Eu Sou o Caminho a Verdade e a Vida,Ninguem chega ao Pai se não por mim . "
    Deus não te deu oportunidade de chegar até ele atraves de orixas,te falo isso porque ja fui do candomblé,e fui muito enganado...
    e profetizo na vida de vocês que jesus vai tirar as escamas da vista de vocês no nome de Jesus ! amém..
    OBs^:não vim aqui pra discutir,nem pra desrespeitar a religão de vocês,só quero mostrar a verdade! paz

    ResponderExcluir
  82. OLÁ CLAUDIO!! COMO POSSO AUXILIAR UMA PESSOA QUE TEM MEDIUNIDADE ESPONJA?? ELEM DO SEU LIVRO TEM ALGUM OUTRO LOCAL ONDE POSSO ESTUDAR ESTE ASSUNTO?

    ResponderExcluir
  83. Prezado DEVASSO'S PARTY

    Você tem razão no que diz, apoiado, por pura crença naquilo que leu no livro de João (ou lhe ensinaram) que foi um dos escolhidos no Concílio de Nicéia em 325 D.C. para constituirem os 4 Evangelhos. Sobre isto eu lhe indicaria que lesse a matéria do seguinte site: http://www.juraemprosaeverso.com.br/TudoSobre/OConcilioDeNiceia.htm

    Quem sabe assim vc tenha u'a melhor idéia sobre em que patamares se apoiaram para criarem as tais "Santas Escituras", não é mesmo?

    E talvez seja também interessante que vc tenha acesso a este endereço: https://retalhosdeexistencia.wordpress.com/2011/04/26/a-biblia-nao-e-confiavel/

    Baseado no que vai ler nestes dois endereços, tente garantir, depois, que o senhor Yoshua (Jesus é tentativa de tradução) tenha, realmente dito isto e que não seja apenas mais uma INSERÇÃO POR PARTE DOS EXEGETAS tentando HIPERVALORIZAR a crença em aceitação naquela época por Constantino - imperador Romano - como "A ÚNICA QUE SALVARIA".

    Quanto à sua experiência negativa no Candomblé, só tenho a lamentar. Devo apenas lembrá-lo de que TODAS AS RELIGIÕES enquanto CULTOS, são conduzidas e orientadas POR SERES HUMANOS com todas as falhas possíveis relativas às interpretações de cada um, bem assim como a outros problemas até mesmo comportamentais provenientes do CARÁTER e IDONEIDADE de quem dirige. Desta forma, assim como você entende que tenha sido enganado pelo Candomblé (não o foi, mas sim,talvez, por QUEM O TENHA ORIENTADO) pode, mais adiante, chegar à mesma conclusão sobre a religião à qual hoje está ligado e compreende (como talvez tenha compreendido da mesma forma quando no Candomblé) como A VERDADEIRA E ÚNICA.

    A ÚNICA E VERDEIRA RELIGIÃO (religação) meu caro, só acontece ou poderá acontecer DENTRO DE VOCÊ. É por seu intermédio e só por este caminho, que você se achega ao CRIADOR e por mais ninguém ou religião nenhuma.

    Qualquer elevação de um ser humano ao nível de MITO ou DEUS e único que pode salvar é heresia até mesmo nos segmentos ditos Cristãos.

    Que o(a) CRIADOR(A) UNIVERSAL Oriente cada passo de seu caminho, em qualquer segmento religioso que você escolha como O SEU MAIS ACERTADO, são meus sinceros votos.

    ResponderExcluir
  84. Salve, Binho!!

    Alguns exemplos de como melhorar esses sintomas eu dei no próprio texto sobre MEDIUNIDADE ESPONJA, baseando-se eles em treinamento mental quase que especificamente. Veja lá em http://umbandasemmedo.blogspot.com/search?q=mediunidade+esponja .

    Para VOCÊ ajudar alguém que apresente estes sintomas, fica difícil eu explicar aqui, até porque não sei até onde você entende da matéria ou até onde poderá ir com esta pessoa em especial a partir do entendimento de que cada pessoa é UM INDIVÍDUO, UMA ENTIDADE particular e que por isto mesmo pode apresentar reações também particulares a cada estímulo que se lhe possam aplicar.

    Aliás, nem mesmo sei se o fator esponja nesta pessoa é proveniente de atuação espiritual somente ou também psicológico, o que também deve ser avaliado para uma ajuda consistente.

    Desculpe-me, mas acredito que o melhor conselho que lhe possa dar é que leve esta pessoa a um Centro Espírita ou Terreiro de fé e veja lá mesmo, se o caso é espiritual, meramente psíquico ou ambos os casos, a partir do que, muito provavelmente, também será informado sobre a melhor maneira de ajudar.

    Fraterno abraço,

    Claudio.

    ResponderExcluir
  85. Anônimo... olá! gostaria de saber se vc sabe alguma coisa sobre o exu caveira da porteira ou porta do cemitério... fiquei sabendo que eu carrego esse exu... gostaria de saber mais sobre ele... aguardo respostas.

    ResponderExcluir
  86. Anônimo. Oi! eu gostaria de saber se vc pode me recomendar algum outro site na internet q possa me dizer quais são os meus orixás da cabeça.Vc faria isso por mim...algum site onde eu possa colocar a minha data de nascimento e ele me dizer tais orixás. De repente até vc poderia me dizer. Não tenhu dinheiro infelizmente, se vc pudesse me recomendar um que seja grátis a consulta, eu ficaria muito agradecido.

    ResponderExcluir
  87. Anônimo. Oi! Acredito que você possa me dizer quais são meus pais de cabeça já que vc parece ter muitos anos de experiência no espiritismo. meu e-mail é luanbiri@hotmail.com. Aguardo respostas... Tenho muitas dúvidas em relação a essa religião. E se eu quiser me entregar de corpo e alma a ela, eu preciso de alguém que possa esclarer as mesmas. Obrigado.

    ResponderExcluir
  88. Salve, Luan!!

    Sobre Exu Caveira só posso lhe afirmar COM CONVICÇÃO que é o nome de UMA FALANGE DE EXUS que trabalha na energia das Almas e em planos vibratórios bastante densos, bem vizinhos ao nosso Plano material.

    Quanto às potencialidades de cada entidade desta falange, para uma resposta acertada, sem erros, é preciso que cada uma delas seja consultada já que cada entidade destas é UM ESPÍRITO IDIVIDUALIZADO em como tal, tem suas próprias potencialidades, bem assim como direitos e deveres dentro da falange a qual se uniu.

    Recomendar algum site para os fins a que você se propõe eu não faria. Se pessoalmente já é não é muito fácil dizer-se quais as vibraçoes originais que comandam uma vida, o que se dirá via internet. E de mais a mais, se você está tentando fazer isto via UMBANDA, lembre-se de que em UMBANDA as consultas são GRÁTIS porque quem atende em Umbanda não vive de Umbanda.

    Como disse antes, pessoalmente já é difícil acertar-se, sem sombra de dúvidas, "os orixás" de cada um e, como sempre disse a afirmo, o melhor método, INFALÍVEL MESMO, é o da consulta aos seus próprios protetores e Guias,depois que eles estiverem muito bem sintonizados com você. TODOS os demais métodos podem sofrer interferências, tanto de perturbações que o possam acompanhar, quanto de psiquismos seus e de quem possa tentar fazer este tipo de leitura.

    Você não acha que está tentando colocar a carroça na frente dos cavalos não?

    Fraterno Abraço

    ResponderExcluir
  89. BOM DIA MEU AMIGO.GOSTARIA DE SABER SUA OPINIÃO SOBRE OS LIVROS W.W. MATTA E SILVA? POSSO UTILIZA-LOS COMO PESQUISAS?? SÃO FONTES SEGURAS??
    ATÉ MAIS...

    ResponderExcluir
  90. Amigo, sou totalmente leigo no assunto e gostaria de tirar uma duvida, fui na casa de um amigo e lá encontrei uma imagem era um homem vermelho com chifres, um "cafanhaque" tinha uma chave na mão e ao seu lado tinha umas 7 igreginhas e uma vela acesa metade vermelha e metade preta, o que é isso ? É do bem ? é da umbanda?

    Obrigado!

    ResponderExcluir
  91. Binho,

    Sobre os livros de Woodrow Wilson da Matta e Silva, não os desaconselho mas também não lhe garanto que tudo o que encontrar neles deva ser o que tenha de crer ser "O CORRETO", o "IMUTÁVEL", até porque W.W. seguia UMA DAS ESCOLAS ESPIRITUAIS UMBANDISTAS que provavelmente existem no Espaço Astral, não sendo o detentor de uma "realidade universal umbandista", por conseguinte.

    Sintetizando apenas para o que escrevi acima não ficar "flutuando na imaginação", entenda que no espaço Astral (ou Plano Astral) existem Espíritos de diversas categorias, formas de entendimento, evolução, etc, e que esses diversos Espíritos se afeiçoam às também DIVERSAS CORRENTES DE PENSAMENTO E OBRAS que se formam lá por sintonias vibratórias, semelhanças de formas de pensar e agir, etc.

    Saber-se sobre isto adquire grande importância quando se trata de analisarmos certos aspectos das diversas Linhas Espiritualistas que se formam, tanto lá quanto cá e, PRINCIPALMENTE, a que Linha Espiritualista (ou a que Linhas) estamos cada um de nós ligados enquanto encarnados, o que só nos é revelado na medida em que passamos a conhecer muito bem nossos próprios "acompanhantes espirituais", percebe?

    Digo isto porque, se o seu acompanhamento espiritual for de entidades que sigam no espaço a linha Doutrinária trazida por Pai Guiné (o mentor espiritual das obras e Matta e Silva), então, tudo bem pra você porque praticamente tudo o que está escrito nessas obras lhe servirá como orientação. Mas se o seu acompanhamento espiritual for de uma Escola Doutrinária diferente ... o que pode acontecer é você misturar azeite e água pretendendo que se fundam totalmente, o que não vai acontecer.

    Ler as obras de Matta e Silva é um ato que eu até indico. Mas aguardar que seus acompanhantes espirituais (seu carrego espiritual) lhe orientem sobre o que, como e quando fazer ou seguir é ainda MUITO MAIS IMPORTANTE, se o seu caso for de pesquisa para aplicações futuras.

    E só como exemplo tirado de mim mesmo a título de reforçar o que lhe digo acima, tenho dentre meus acompanhantes espirituais, tanto dos que seguem pelo menos em parte os ensinamentos de Matta e Silva, quanto os que têm outras Escolas Espiritualistas como norte de suas ações.

    Percebe que se eu tivesse me empolgado por apenas pela linha de pensamentos pregada por Matta e Silva, seguindo-a fielmente, eu talvez estaria criando óbices para que os outros se apresentassem COMO ELES SÃO REALMENTE?

    Receba um fraterno abraço,

    Claudio

    ResponderExcluir
  92. Salve André.

    Essas imagens que se compram nas "Casa Especializadas", acabam por criarem falsas interpretações sobre a figura dos Espíritos que se encontram na CONDIÇÃO DE EXUS, pelo menos para a Umbanda que, se for mesmo UMBANDA, trata logo de os ir orientando de diversos modos para que possam ir assumindo conceitos de MORALIDADE (Exus de verdade são essencialmente AMORAIS mas não necessariamente IMORAIS o que espero que compreenda) e até mesmo civilidade, já que Espíritos na condição primária de EXUS são normalmente aqueles que, quando em vida material estiveram um tanto ou quanto fora desses princípios.

    Existem sim, Espíritos que assumem essas "características físicas" e aparecem para clarividentes como tal, mas não são EXUS COROADOS na UMBANDA, ou seja, não se pode dizer que sejam Exus de Umbanda, mas sim de algum outro culto que lhes favoreça assim se apresentarem para que, de alguma forma, imponham "medo e respeito" a seus seguidores e quiçá a outros, que mesmo não sendo seus seguidores, passam a temê-los (pela aparência) e também àqueles que a eles cultuam, percebeu?

    Se a imagem da casa de seu amigo está ali para o bem ou para o mal, não posso afirmar com toda a certeza. Mas que ali está para causar esta impressão de certo temor ou medo para quem dela se aproximar, com aquela mensagem subliminar que diz: "CUIDADO QUE QUEM MANDA AQUI SOU EU!"... não tenho a menor dúvida.

    Essas imagens funcionam realmente, como VERDADEIRAS CARRANCAS pra espantarem os desavisados.

    Receba um fraterno abraço,

    Claudio

    P.S.: O fato de você ter visto a vela preta e vermelha acesa junto à imagem só indica que o seu amigo cultua Exu desta maneira.

    ResponderExcluir
  93. Boa tarde
    O meu caso éo seguinte
    Estou na religião vai fazer 2 anos
    e logo em seguida 1°eles me disenvolviam no ponto do ogum da oxum e da cabocla jurema , mas neste periodo quem sempre ficava , era o ogum
    e ate hj 1e6 meses eu trabalho com ele , mas estou em desenvolvimento ainda.
    Mas de uns tempos pra cá , a Jurema no ponto dela tem chegado eo emu ogum me larga , e ela é muito traiçoeira cmg pois ela me deixa toda duida e me derruba na maioria das veses , então eu gostaria de saber isto é norma
    ?
    Meu email é mayara@gtmweb.com.br
    Desde já agradeço
    Obs:Por que em pouco tempo o meu ogum chegava firme?as veses quando estamos desenvolvendo, que eu saiba eles só fiam encostados mas como sou conciente sei oque estou fazendo , mas não tenho cordenação de mim mesma .
    helpemeeeeeeeeeeeeeee

    ResponderExcluir
  94. Salve Mayara.

    NORMAL, normal, não é não!

    Entidade que derruba médium, ou está precisando ser "domada" ou é o médium que ainda não está preparado(a) para a energia que ela traz.

    Acredito que os chefes espirituais e materiais de sua Banda estejam atentos a esses detalhes e que com mais tempo estes "trancos" deixem de existir. Se persistirem, no entanto, será necessária uma avaliação local e mais profunda sobre esta interação porque Espírito nenhum tem que derrubar seu médium, não.

    A chegada FIRME do seu Ogum em menor espaço de tempo pode estar ligada a uma já melhor sintonia entre as energias que giram em seu sistema nervoso/aparelho medúnico e a Entidade específica, desde ainda antes dele se apresentar mediunicamente, não acontecendo o mesmo entre você e a Cabocla.

    Sugiro que você peça à cúpula material do Terreiro onde está que observe melhor essa sua interação com a Cabocla e que peça a ela que CHEGUE MAIS MANSINHA e que CONTROLE MAIS SUA SAÍDA porque nem sempre uma entidade sabe como chegar e sair nas primeiras vezes em que entra em contato com um determinado médium. Choques vibratórios que gerem tombos podem acontecer nessas ocasiões.

    Paz e LUZ em seus caminhos!

    ResponderExcluir
  95. Então se eu não estou pronta para que ela trabalhe cmg , porque ela insiste em chegar?

    ResponderExcluir
  96. Mayara

    Os motivos podem ser vários e dentre eles vou destacar apenas alguns.

    1- Você pode ter um "caminho" a ser percorrido na espiritualidade (mediunicamente) com esta entidade e está atrasada em sua preparação para tal;

    2- Ela é uma Cabocla apressada que pretende forçar você a contatos diretos com ela nem que seja a "ferro e fogo". Este seria o caso em que haveria necessidade de "domá-la" como lhe escrevi acima;

    3- Muito grande diferença entre as energias que a Cabocla traz e as suas próprias, o que acaba caindo no caso de você ainda não estar preparada para esta entidade o que, como já escrevi antes, poderá ir acontecendo com o tempo;

    4- Ela ser um kiumba que lhe causa estes desconfortos propositalmente e ninguém estar percebendo isto.

    Como não quero acreditar nesta última hipótese, prefiro entender que o caso em questão esteja enquadrado numa das três primeiras.

    Acredito eu que com o passar do tempo e o enquadrmento mútuo, as energias suas e dela irão interagir de melhor forma e que esses desconfortos irão deixando de existir.

    Esse seu problema não é tão incomum, minha amiga. Já tive a oportunidade de ver vários casos idênticos ao longo de minhas experiências com a espiritualidade. Infelizmente alguns Dirigentes simplesmente "deixam como está pra verem como é que fica", como se diz no popular, até mesmo porque TÊM MEDO e não se acham capacitados para corrigir erros de Espíritos, principalmente, por entenderem-nos como se "divindades" fossem. Espero que não seja o caso dos Dirigentes de sua Banda.

    Diga-me uma coisa: O que lhe dizem os Dirigentes deste Terreiro ou Centro em que você está sobre este "comportamento da Cabocla"?

    O que eles estão fazendo para que ela se adapte melhor e deixe de provocar estes desconfortos em você?

    Considerar isto NORMAL e apenas "deixar rolar" não seria nada NORMAL, como já lhe afirmei acima

    ResponderExcluir
  97. ola boa noite!eu gosto muito do seu site e resolvi vim pedir ajuda para uma duvida, tenho 30 anos frequento a umbanda a dois anos e desde a primeitra vez que fui la, fui chamada pra entrar no terreiro, so que sempre q penso em entrar, tenho algo para resolver , e eu ando tendo dor de cabeça, nos dias de trabalho apesar de nao ter entrado, fico com as pernas meias bambas, enjoo, isso nos dias de trabalho e nos outros dias sinto alguns arrepios durante o dia que chegam a sacodir os ombros, mas sinto uma sensaçao boa, a minha duvida é : eu nesses dois anos, tenho muitoa a melhorar , mas me considero uma pessoa humilde e tratar o proximo como meu irmao sempre, mas as vezes tenho alguns pensamentos negativos, que nao gostaria de ter e andei lendo alguns artigos sobre o perigo de vc entrar pra gira estando obsidiado, e os guias do centro nunca me falram nada, no começo me mandaram tomar muito banho de levante , mas agora nao e pedem sempre pra mim fazer defumaçao na casa, e tenho muito amor pela umbanda, so que gosto muito de estudar e ler, e o que vcs acham ?gostaria muito de uma ajuda .obrigada

    ResponderExcluir
  98. oi tudo bem ?frequento a umbanda ha dois anos e desde a primeira vez que fuina casa me falaram pra vestir o branco ainda nao vesti, pq tenho filho e ainda nao consegui deixar ele com alguem pra pode rentrar, mas uma coisa que as vezes vem a minha cabeça é que um dia fui com uma miga que ela queria jogar buzios e eu tb joguei e ela me disse que tinha o corpo sujo, que nao poderia começar sem fazer um trabalho de limpeza e cobraria caro pra isso, e que eu nao poderia começar assim pq tudo de ruim ia vir pra cima de mim na hora da gira, e que sou filha de oxum e que oxum queria que eu deitasse meus cabelos pra ela, é esse termo de candomble, e ela disse que eu teria q fazer isso, mas eu nao quero ir pro camdomble, ela ficou me pondo medo sei la falando que deveria entra rnno candomble pq no candomble vc nao precisa girar, e qdo vc estiver pronto vc recebe e pronto , mas sou umbandista amo a umbanda, so que ainda sou iniciante, ne?tenho minhas duvidas e gostaria que poudesse me esclarecer, e outra sempre os guias me falavam pra tomar banhos , hoje nao, me sinto muito bem e eles falam so pra mim fazer a defumaçao, e isso que ela disse tem logica?nao tive a oportunida de acompnahar o desenvolvimento de um iniciante,é possivel isso?sempre iremos receber espiritos melhores do que nos ou nao?me ajude com essa duvida obrigada

    ResponderExcluir
  99. Desculpe-me Paula, pela demora em respondê-la mas, sem mais delongas, vamos ao que interessa.

    SOBRE SUA PRIMEIRA POSTAGEM:

    Ter pensamentos nem sempre condizentes com um padrão supostamente angélico é coisa de ser humano, o que todos nós somos e não obrigatoriamente ação de possíveis obsessores. Se o local onde você for se preparar mediunicamente for um LOCAL SÉRIO, preocupado com o bem estar dos médiuns sob sua responsabilidade, não tenha dúvidas de que, no caso de haver algum tipo de obsessão, eles a detectarão e a orientarão sobre o que fazer PARA SE AJUSTAR À CORRENTE ESPIRITUAL DA CASA.

    PARA O SEU SEGUNDO POST

    Se você frequenta a Umbanda há 2 anos em um mesmo lugar e pretende fazer parte do Corpo Mediúnico deste lugar, o mais correto é que exponha lá sobre essas dúvidas que surgiram através desta sua consulta aos búzios porque CANDOMBLÉ NÃO É UMBANDA, e as compreensões e a até as TÉCNICAS DE TRABALHO são bem diferentes, de forma que, ao fazer o que lhe orientaram no Candomblé você poderá, mesmo que inconscientemente, estar se adaptando a outras formas de trabalho e consequentemente a outras egrégoras que, não necessáriamente sejam compatíveis com a egrégora do local que você escolheu antes como "seu caminho".

    Ficar "CORRENDO GIRA" e, principalmente Giras de Bandas diferentes enquanto se está em fase de desenvolvimento pode ser até perigoso em certos casos, mormente aqueles em que as Bandas são completamente diferentes.

    Se o que a pessoa que jogou os búzios lhe falou tem lógica, ou não, o que posso lhe dizer é que este procedimento existe de fato, mas NÃO POSSO LHE AFIRMAR que no seu caso seja necessário ou mesmo urgente poque isto só se pode "ver" pessoalmente. Mas há uma coisa que é bem importante pra você saber: OUÇA MAIS O SEU INTERIOR e FUJA RAPIDAMENTE DOS MEDOS QUE TENTEM LHE IMPOR, seja em que lugar for.

    Religião, ESPIRITUALIDADE, não pode ser incutida por pressões advindas de fora de nosso próprio EU, jamais!!!

    Que OXALÁ e YEMANJÁ sejam sempre os norteadores de seus caminhos!

    Claudio

    P.S.: Sobre o "sempre iremos receber espíritos melhores do que nós..."

    Se for Umbanda mesmo o que você procura, sinto dizer que NÃO.

    Umbanda foi criada para que aprendêssemos com os melhores que nós e ensinássemos aos que, mesmo já do outro lado, ainda estão bem aquém da compreensão necessária até mesmo para os caminhos que passaram a trilhar após seus desencarnes. O verdadeiro médium umbandista não cultua ou idolatra espíritos como muitos acham, mas aprende com uns e ensina a outros e, desta forma, volta e meia terá que estar "de frente" com entidades bem mais inferiores espiritualmente que ele, situação para a qual DEVERÁ ESTAR MUITO BEM PREPARADO.

    ResponderExcluir
  100. gostaria de saber o endereço da sua casa de umbanda, se poder me manda pelo email renata.2311@hotmail.com
    obrigada,bjkss

    ResponderExcluir
  101. OLA CLAUDIO TENHO DUVIDAS SOBRE ESTAS PESSOAS QUE LEEM A SORTE ATRAVÉS DE CARTAS E OUTROS. QUE TIPO DE ENTIDADES AUXILIAM NESTE TRABALHO? POIS O QUE LI É Q ESPIRITOS SUPERIORES NÃO AUXILIAM NESTAS TAREFAS

    ResponderExcluir
  102. Renata.

    Nos dias de hoje não faço parte de mais nenhuma "Casa de Umbanda" especificamente.

    Há alguns anos atrás o Caboclo "reuniu a tropa", conversou com cada um deles particularmente e me direcionou para o campo das pesquisas e divulgações destas depois de algumas provações pelas quais tive que passar. Desde então vou a Terreiros, Centros e Roças para conhecer suas práticas e formas de trabalho e interajo com minha própria Banda, na maioria das vezes sem necessidade de incorporações, para solidificar, ou descartar, esta ou aquela aprendizagem dentre as muitas que vou recolhendo pelos caminhos.

    Que Yemanjá a cubra com sua luz e mantenha sempre firme sua mente.

    Claudio

    ResponderExcluir
  103. DAIGO

    Cada pessoa é uma pessoa diferente e CADA UM ATRAÍ PARA JUNTO DE SI entidades que se assemelham, senão na maioria de suas formas de pensar e ver a vida e a espiritualidade, com certeza à maioria de tudo o que forma o que chamamos de psiquismo. É por isto mesmo que os mais antigos já diziam: "QUER CONHECER MAIS PROFUNDAMENTE UM MÉDIUM, CONHEÇA O MAIS QUE PUDER DAS ENTIDADE QUE O RODEIAM". Isto porque no final das contas, esta entidades, por se achegarem ao médium por SEMELHANÇAS (idéias , formas de pensar e agir, ações e reações, etc), acabam refletindo em seus comportamentos partes da ou toda a personalidade VERDADEIRA do médium que acompanham.

    Da mesma forma, para essas pessoas que entendem "ler a sorte" através das cartas e outros jogos, se achegam Espíritos que se comprazem neste tipo de comunicação, isto levando em conta que haja mediunidade de fato nestas práticas e não apenas a tentativa de ganhar dinheiro dos crentes por suas ignorâncias e crendices.

    Visto pelo lado de uma "espiritualidade maior" que viria pela visão kardecista mais divulgada e também adotada por muitos umbandistas, realmente Espíritos de LUZ não se preocupariam com probleminhas tão imediatos e às vezes até mesmo corriqueiros, triviais, vulgares. Por um outro lado, às vezes são exatamente esses probleminhas corriqueiros, vulgares, grande entraves nas vidas de muitos, especialmente aqueles que costumam valorizar demais, ainda que INCONSCIENTEMENTE, "pequenos pregos", alçando-os ao patamar de grande pilares.

    Uma falha na personalidade ou no psiquismo, poderíamos julgar, o que no entanto, sendo apenas NOSSO JULGAMENTO, em nada os ajudaria, o que essas pessoas que "põem cartas" ou "jogam buzios" ou até mesmo FAZEM PSICOGRAFIAS PARTICULARES ou DIRECIONADAS (é, pois é, isto também faz parte desta análise), quando bem intencionadas acabam por fazer, na medida em que lhes revelam como lidar com esses "pequenos pregos" e talvez, quem sabe, livrando-os deles.

    Para que analisássemos cada situação destas (CARTAS, BÚZIOS, PSICOGRAFIAS) e verificássemos se para elas colaboram Espíritos de LUZ, ou não, seria preciso que conhecessemos cada uma delas, os médiuns envolvidos, seus carregos espirituais e os objetivos destes. Generalizadamente costuma-se dizer que não são Espírtos de Luz ou "Bons Espíritos" que participam, o que pode até acontecer em grande parte dos casos pelos interesses monetários dos "médiuns" aí envolvidos, mas veja bem: GENERALIZADAMENTE, o que pode não ser verdade em muitos e muitos casos.

    Espero ter podido me fazer entender.

    Forte abraço, DAIGO.

    Claudio

    ResponderExcluir
  104. Bém so tenho alguma duvida sobre o q eu carrego sou de 24-08-1989 quero saber q tipo de pombagira carrego

    ResponderExcluir
  105. Olá, Lucas.

    Você quer uma resposta SÉRIA, sem "ilusionismos" e ilusões que podem acabar criando formas pensamentos em sua mente, ou pretende exatamente isto: ser vítima do "Grande Guru detentor dos Segredos dos Arcanos Maiores e Menores da Cabala Umbandista"?

    Se sua resposta for relativa á minha primeira hipótese acima citada a resposta é NÃO SEI MESMO! Data de nascimento não quer dizer absolutamente nada para que se chegue a esta conclusão. O melhor é que VOCÊ PERGUNTE A ELA MESMA.

    Se sua resposta for relativa à segunda hipótese, sinto muito, mas antes ainda de responder sob esta formatação, teremos que procurar e encontrar este "Grande Guru" que acabei de criar para incentivar as mentes mais fantasiosas, em algum lugar do mundo.

    Espero que compreenda!

    Fraterno abraço.

    ResponderExcluir
  106. Olá a todos!!!

    Bom meu nome é jhony e eu gostaria de saber se pomba gira chora quando em terra?? Pois vi um dia desses uma encorporada chorando, mas trabalhando normalmente.Passou a seção toda escorrendo lagrimas dos seus olhos...isso é possivel? Abraço e obrigado!!

    ResponderExcluir
  107. eu tive um sonho com uma pomba gira me dizendo que minha pomba gira é a pomba gira cigana. o que isso pode significar ?

    ResponderExcluir
  108. Parece que o asssunto agora é de "virar a banda"!!! kkkkk

    JHONY

    Sinceramente EU nunca vi uma Pomba Gira chorando em público. Mas isto não quer dizer que não possa acontecer, não é mesmo? Afinal todas são ESPÍRITOS e como tal carregam SENTIMENTOS e EMOÇÕES em seus acervos mentais.

    Se você me perguntasse o mesmo sobre Caboclos/Caboclas e Pretos ou Pretas Velhas, certamente minha resposta seria afirmativa.


    VIVIANE

    Não estou afirmando "com todas as letras", como se diz, mas se verdadeiro este sonho e não apenas uma projeção de seu subconsciente por uma vontade inconsciente de que o fato seja real, este sonho não dá margem nem a interpretações e significa isto mesmo: A Pomba Gira que a acompanha é da falange das CIGANAS.

    Fraterno abraço aos dois.

    ResponderExcluir
  109. Este comentário foi removido pelo autor.

    ResponderExcluir
  110. Meu Saravá, Cigana do Oriente.

    Não entendi muito bem sua pergunta:

    "O que isso (isso o que?) significa de verdade em relação a mim e as minhas entidades?"

    A que "isso" vc se refere em sua pergunta?

    - Ao fato de ter incorporado enquanto fazia as unhas?
    - Ao fato da Cabocla Jurema e da Oxum terem chegado no mesmo dia e já terem riscado seu ponto?
    - Ao fato da Jurema ter dado passagem para a Oxum?
    - Ao fato de tudo ter acontecido num mesmo dia?

    Por favor, explique-me um pouquinho mais!

    ResponderExcluir
  111. tenho compreenção de todos esses fatos que vc postou, mas tenho esse questionamento, pq sempre notei o desenvolvimento pra depois a incorporação, no meu caso ao contrário, então me pergunto pq?existe ai claro a regra de que não nos governamos, mas tem alguma explicaçõa qd isso acontece?uma pessoa receber suas entidades sem nem mesmo ter o compromisso?

    ResponderExcluir
  112. desculpe exclui minha pergunta sem querer...o fato é, normalmente há primeiro o desenvolvimento e depois a incorporação..qd isso acontece ao contrário, mesmo a pessoa ainda não tendo ligação com a umbanda, tem um sentido?se sim qual esse sentido em relação a pessoa e a suas entidades?...sempre considerei que era a hora e ponto...mas existe outra explicação?se sim desconheço, por isso minha pergunta..obrigada irmão..axé

    ResponderExcluir
  113. boa tarde Claudio!! o que significa sonhar com cemitério?? estar caminhando dentro dele??

    ResponderExcluir
  114. Meu Saravá de novo, Ciganado Oriente.

    Você não precisava ter retirado sua primeira postagem.

    O chamado DESENVOLVIMENTO é aplicável a todos os que estão em processo inicial do despertar de suas potencialidades mediúnicas e nem chegam a "dar passagem" a entidades, ou às vezes sim, mas dependendo de muitas correções.

    Existem, no entanto, o que creio ter sido o seu caso, aqueles que são chamados de "médiuns de berço" e que já teriam vindo desde o nascimento com suas potencialidades desenvolvidas e sintonizadas com os espíritos com que viria a trabalhar. Nestes casos, desde as primeiras atuações, este tipo de médiuns já se apresentam praticamente "prontos para o trabalho", precisando, talvez, de alguns pequenos ajustes aqui ou ali para que se tornem plenamente preparados.

    Só tem uma coisa: Não existe isto de "receber entidades desta maneira, sem ter o compromisso, porque médiuns "de berço" são normalmente os que mais têm compromissos com a espiritualidade, compromissos estes combinados desde antes de seu nascimento.

    Espero ter podido ajudá-la

    Fraterno abraço.

    Claudio

    ResponderExcluir
  115. Salve, BINHO!!

    Olha só!

    Este negócio de interpretar sonhos é meio complicado, viu?

    Sabe o porquê?

    Porque os sonhos, em muitas das vezes, senão na maioria, nos transmitem informações através de uma simbologia atrelada ao inconsciente de quem sonha, ou seja se você achar que Cemitério é uma coisa funesta, a mensagem terá um fundo funesto em seu contexto; se você achar que Cemitério é ambiente de paz, como muitos acham também, a mensagem poderá ser de paz e alegrias.

    Da mesma maneira ocorre com sonhos com cobras, morcegos, dias ensolarados (que muitos temem) e daí por diante.

    Faça uma coisa: analise o que o cemitério significa para você; analise depois se estava caminhando tranquilamente, sofregamente, apressadamente, com algum medo ou terror e, se possível, para onde iria no tal passeio.

    Só mesmo você, diante de análises pautadas em suas reações emocionais frente às imagens é que poderá chegar a uma conclusão, sem erros sobre este sonho.

    Receba um forte abraço.

    Claudio

    ResponderExcluir
  116. BOA TARDE CLAUDIO!
    GOSTARIA DE SABER SE VC PODE INDICAR ALGUM LIVRO P/ PESQUISA SOBRE CULTO A JUREMA NO CATIMBO E SE ESTE LIVRO PODE SER BAIXADO.

    ResponderExcluir
  117. Poxa, Binho, sinto informá-lo de que não conheço nenhuma obra de cabedal suficiente para tal finalidade. Mas se você estiver a fim mesmo de buscar, entre na página do 4shared (http://www.4shared.com/ ) e use o mecanismo de busca que lá existe.

    Pode ser que encontre lá algum download que o ajude.

    Receba um forte abraço!

    ResponderExcluir
  118. Bom dia a todos, na verdade nao quero fazer comentarios, e se possivel tirar algumas duvidas,por exemplo ja fui em ums terreiros e nem sempre me sentir a vontade, tenho tido muita tonteira e nao posso pssar a mao na cabeca que comeco a ficar meio tonto, antes eu tinha umas visoes meio estranhas, podia ver coisas antes de a ontecerem, sentia presenca de pessoas ao meu lado mesmo estando sozinho e uma serie de coisas q se eu for contar aki passaria o dia todo, so quando um pai no santo fez ums trabalho em mim dizendo q tudo ia melhorar foi justamente o contrario tudo esta se acabando e so nao passa esta tontura em minha cabeca, sempre tenho sonhos em q estou em um terreiro vestido de camisa verde e calca branca as vezes todo de preto ou vermelho,tenho um vontade muito grande de desenhar um simbolo no xao e deitar dentro com velas em cada menbro,so gostaria de saber o q e isto, e porque algumas pessoas q frequentar terreiros a vezes quando me ver parecen q tem medo de mimevitam ate de me olhar e nem passam por mim desvia o caminho.se poderes me ajudar eu sgradeco de coracao...

    ResponderExcluir
  119. Nossa, adorei esse blog! É ótimo, ajuda bastante! Aproveitando, gostaria de saber como posso saber se sou Ogan (feminino)? Entrei num centro de umbanda há um tempo, o qual não tenho frequentado mais por enquanto, pelo menos, do qual gosto muito, me sinto bem, sinto ser um lugar bem iluminado, entretanto tive bastante dificuldade para desenvolver incorporação, me sinto distante do lugar, como se fosse um lugar muito além da minha Luz ainda, preciso crescer mais para poder estar ali, principalmente por apresentar uma filosofia de auto ditadismo. Desenvolvi alguma coisa, mas fico consciente o tempo todo e não falo nada e noutro dia li em algum lugar que um dos motivos de Ogan ser Ogan é porque fica consciente durante todo o tempo! Além disso, gosto muito de batuque, poderia ter alguma relação?
    Obrigada.

    ResponderExcluir
  120. Edson

    Pelos seus comentários fica quase que patente que você está com sua mediunidade à flor da pele e, mais ainda, está sofrendo de algum ataque obsessivo.

    Sugiro que você procure até com certa urgência, algum Centro ou Terreiro que trabalhe com correntes de desobsessão ou descarga e encaminhamento e não deixe NINGUÉM inventar de lhe dar "obrigações" no estado em que se encontra porque antes de qualquer coisa que venha a fazer, urge que você se desvencilhe deste tipo de influência espiritual que parece estar lhe rondando

    Fraterno abraço.

    ResponderExcluir
  121. B

    O feminino de Ogan seria Ekédi mas não se aplicaria a Terreiros de Umbanda, como também o termo Ogan.

    Diferentemente do que lhe disseram ou você possa ter lido, tanto Ogan, quanto a Ekédi (que são termos usados nos cultos africanizados - Candomblés e congêneres) simplesmente NÃO INCORPORAM, NÃO SENTEM A INFLUÊNCIA DE ENVOLVIMENTO DOS ESPÍRITOS, de forma que FICAM CONSCIENTES (o tempo todo) PORQUE NÃO INCORPORAM e não porque incorporam e permanecem conscientes.

    O estado de consciência acontece em maior grau ou menor. de acordo com a sua "afinação energética" com a ou as entidades que de você se achegam e pode diminuir (você se tornar menos consciente)com o passar do tempo e o aumento desta afinação, tempo este que varia de uma para outra pessoa de acordo com seu treinamento, segurança e liberação de seus processos mentais para as entidades com as quais virá a trabalhar, significando isto CONFIANÇA TOTAL DO MÉDIUM nessas entidades.

    Para informações mais completas, sugiro que você leia, neste mesmo Blog, as matérias nestes dois links:

    http://umbandasemmedo.blogspot.com/2007/10/preparao-de-um-mdium-na-umbanda-parte-i.html

    http://umbandasemmedo.blogspot.com/2007/10/preparao-de-um-mdium-na-umbanda-parte.html

    E também a série de postagens que sob título SOU MÉDIUM, E AÍ? que inicia em http://umbandasemmedo.blogspot.com/2008/11/sou-mdium-e-parte-i.html

    Fraterno abraço,

    Claudio

    ResponderExcluir
  122. Boa noite, muito obrigado pela ajuda, e olha so a coicidencia hoje um amigo me levou em um terreiro muito umilde e a primeira coisa q eu vi foi um sertificado e a carteirinha do pai no santo pendurados em local bem ao alcanse de todos os olhares e pelo q me enformei isto e obrigatorio aki no Para, e o mais importante e q sai de la me sentido muito bem as minhas tonturas passarao e ele me disse q eu tinha a escolha de trabalhar a minha medionidade ou nao, so q ele me aconselhou q se trabalhece e me esplicoumuitos pontos q para mim estavao obscuros,ele me pediu para voutar la amanham e ja q me fez bem axo q devo ir....muito obrigado pela atencao...

    ResponderExcluir
  123. Claro que deve voltar sim!!!!

    Em todo o meu tempo de Banda, meu caro, os melhores Terreiros que conheci, aqueles nos quais encontrei mais exé, nguzo, força, foram exatamente os mais humildes e até mesmo com menor número de médiuns.

    Se você se sentiu bem neste, pode ser um bom sinal de que tenha encontrado um bom caminho para dar início ao seu treinamento mediúnico que, pelo que me expôs, volto a dizer que está "à flor da pele".

    Boa SORTE, PAZ, SAÚDE E MUITAS VITÓRIAS são meus sinceros desejos para você.

    Que Zambi seja sempre LUZ em seus caminhos!!!

    Fraterno abraço,

    Claudio

    ResponderExcluir
  124. bom dia meu amigo
    poderia me falar alguma coisa sobre
    ogum matinata e ogum megê??? gostaria de saber algo sobre eles

    ResponderExcluir
  125. BOA TARDE CLAUDIO
    GOSTARIA DE SABER SUA OPINIÃO SOBRE A UTILIZAÇÃO, NA UMBANDA, DE ELEMETOS COMO PITO, ERVAS, ARCO e FLECHA E OUTROS. FREQUENTO UMA CASA DE UMBANDA ONDE UTILIZAMOS ESTES ELEMENTOS E ALGUNS MÉDIUNS JULGAM DESNECESSÁRIOS E ACHAM ALGUMAS MANIFESTAÇÕES MUITO CHAMATIVAS. EX: UM CABLOCO QUANDO CHEGA TEM SEU GRITO
    SEI QUE COMO MÉDIUM POSSO AMENIZAR ESTA MANIFESTAÇÃO, MAS SERIA CORRETO BLOQUEAR ESTA MANIFESTAÇÃO SÓ POR CAUSA DO PRECONCEITO DE ALGUNS MÉDIUNS??

    ResponderExcluir
  126. Salve, Binho!

    Sobre Ogum Matinata quase nada. Apenas que seria um tipo de falange ligada à vibração de Oxalá e seus falangeiros fazem melhor contato para pedidos e oferendas em campos abertos cobertos de relva e/ou floridos. Incorporado eu nunca vi, confesso-lhe.

    Quanto a Ogum Megê seria uma outra falange desta mesma Linha - OGUM - diretamente ligada à Linha das Almas, sendo saudado e oferendado em portas de kalunga. Alguns os têm como guardiães da kalunga pequena e, por isto mesmo, antes de adentrarem-na fazem a eles uma saudação e/ou entrega na porta de entrada principal.

    Quanto à utilização de pito, ervas, arco e flecha, etc., obrigatoriamente necessário não é não. E tanto é assim que muitos Centros de Umbanda desses objetos não fazem uso. No entanto, devido a questões intrínsecas relativas às entidades que estarão em terra, não sendo exagero ou do psiquismo dos médiuns, nada contra, pois cada entidade sabe muito bem os porquês de deverem se utilizar desses apetrechos.

    Espero ter podido ajudá-lo.

    ResponderExcluir
  127. Olá, fiquei impressionado com a sabedoria de vcs acerca da umbanda. É como se me tirasse vários véus de meus olhos. Bom, gostaria de questionar sobre o termo "ERAS". Significa dia, mês ou ano? Foi me dito por um exu das sete encruzas que teria um acontecimento dentro de sete eras, mas fiquei na dúvida se seria sete dias.
    Obrigado..
    Sandro Lúcio

    ResponderExcluir
  128. Olá, não sei se minha postagem anterior foi encaminhada, mas eu questionava sobre o termo "ERAS". Qto tempo é uma era? Um Exu das Sete Encruzas me disse q algo aconteceria em 7 eras e eu fiquei na dúvida...
    Grato,
    Sandro Lúcio

    ResponderExcluir
  129. Unknown .... ahahahahaha! Muito criativo!

    Meu prezado ou prezada.

    O termo ERAS é de uso muito relativo. Em seu conceito padrão significa UM PERÍODO QUALQUER em que aconteçam (comecem e terminem)fatos históricos, em que ocorram modificações na natureza, em que ocorra um fato político, etc. e, sendo desta forma, não se pode especificar o que seja ou quantos anos compõem UMA ERA já que cada um desses acontecimentos acima citados pode existir por tempo totalmente diferente dos outros.

    Para ser mais direto com você, sugiro que se dirija ao Exu que lhe falou de ERAS e pergunte a ele mesmo A QUE TIPO DE ERA ELE ESTÁ SE REFERINDO quando lhe diz o que acima foi exposto porque, ao meu ver, ele foi totalmente INESPECÍFICO não tendo lhe explicado isto!

    Espero ter podido lhe ajudar.

    ResponderExcluir
  130. Boa tarde, antes de mais nada parabéns pelo Blog e muita Luz a todos. Sou João Augusto. Médium Umbandista e trabalho em Terreiro de Umbanda Sagrada há alguns anos. Trabalho com o Preto Velho Pai Icanga, Preto Velho Pai Guiné, Senhor João Boiadeiro, Caboclo Tupinambá, Criança Cosminho dentre outras entidades. Tenho meu Gongá em casa, mas somente para minhas orações e oferendas. Minha namorada também é Médium como já foi dito pela minha Mãe de Santo e por outras casas que visitamos no passado. Ela não acredita e não tem Fé. Há alguns anos ela vem sentindo alguns sintomas que parecem indicar uma Mediunidade aflorada ou reprimida, como: ansiedade, cansaço físico e mental, insônia, suor nas mãos, fobia a lugares aglomerados, medo de ficar sozinha, inferioridade a outras pessoas, tonturas e principalmente batimentos cardíacos acelerados. Ela já foi em alguns Médicos e não diagnosticaram nada além do normal, dizem que é ansiedade e tensão. Ela tem 41 anos de idade. Por favor poderiam me esclarecer mais sobre este assunto. pois mesmo sendo Médium nós estamos sempre aprendendo. Desde já agradeço pela atenção e fiquem todos na Paz de Nosso Pai Oxalá...

    ResponderExcluir
  131. ola! há alguns anos frequentei um centro,usava a roupa branca,até tocava o atabaque apezar de não gostar(é que lá não tinha quem tocasse, e eramos só eu o pai de santo e mais duas pessoas)....porem nunca senti nada,nem um arrepio se quer,cheguei a duvidar se as pessoas incorporavam mesmo,enfim sai de lá...e agora anos depois fui em outro centro e pelo que me disseram (não lembro)meus guias vieram todos.porque será que isso aconteceu?neste mesmo centro um preto velho me disse que tenho quimbanda nas duas mãos,o que isso quer dizer?ele não me explicou.e disse tambem que o homem do cemitério me proteje muito,me pareceu até admirado com isso,então queria saber quem é esse homem,se é que é possivel.desde já agradeço . vera

    ResponderExcluir
  132. Salve, João.

    Você já postou, sobre sua namorada, várias das sensações que um paranormal médium pode experienciar estando com essa sensibilidade desorganizada, o que nos leva a crer, em princípio, que ela deva realmente procurar algum lugar em que se sinta bem para trabalhar, organizar e sintonizar essa mediunidade com energias e amigos espirituais que valham a pena ter-se ao lado.

    Estou lhe enviando os links de 3 matérias que já postei aqui no Blog e que inclusive fazem parte do terceiro livro da série UMBANDA SEM MEDO, matérias essas que acredito poderem aprofundar um pouco mais seus conhecimentos sobre a mediunidade.

    Leia as matérias, por favor, e depois, se houver mais ainda sobre o que pretenda aprender, pode voltar e perguntar.

    Os links, que estando aqui você terá que copiar e colar na aba de endereços de seu navegador, são:

    1- http://umbandasemmedo.blogspot.com.br/2008/11/sou-mdium-e-parte-i.html

    2- http://umbandasemmedo.blogspot.com.br/2008/11/sou-mdium-e-parte-ii.html

    3- http://umbandasemmedo.blogspot.com.br/2008/12/sou-mdium-e-parte-iii.html

    Receba um forte fraterno abraço.

    Claudio

    ResponderExcluir
  133. Vamos ver no que posso ajudá-la, Vera Lucia.

    vejamos este trecho: "e agora anos depois fui em outro centro e pelo que me disseram (não lembro)meus guias vieram todos.porque será que isso aconteceu?"

    Resp: Isto acontece, levando em conta que assim mesmo tenha sido, porque seu acompanhamento espiritual ou seu Carrego, como chamamos, é mais afinado com a egrégora deste outro local onde eles resolveram se apresentar.

    Agora este outro: "neste mesmo centro um preto velho me disse que tenho quimbanda nas duas mãos,o que isso quer dizer?"

    Resp: Isso quer dizer que esse mesmo acompanhamento espiritual ou seu carrego espiritual ao qual já me referi acima é composto de Espíritos Quimbandeiros numa grande ou maior parte. Ao dizer que "o homem do cemitério lhe protege muito" ele confirma sua tendência à Quimbanda.

    Sobre quem é, exatamente, este "homem do cemitério", para lhe responder eu teria que conhecer bem este preto velho que lhe passou a mensagem para compreender quem ELE entende ser "o homem do cemitério" já que poderia estar se referindo a vários Espíritos que assim se apresentam, dentre eles os Omulus, os Caveiras, os Tranca Ruas das Almas, os Catacumbas, os Quebra Ossos ... e por aí vai.

    Espero ter podido ajudá-la.

    Que Oxalá a proteja e Ogum a guarde em seus caminhos.

    Claudio

    ResponderExcluir
  134. Bom dia ,parabéns pelo blog.É muito interessante !!!
    Tenho 1 dúvida.Minha avó era mãe no santo(quimbanda),e minha mãe teria que ser sua sucessora quando ela morresse.Minha mãe virou evangélica e o centro da minha avó fechou(se é que se fala assim ).Eu sempre me senti atraída por esse tipo de religião.Comecei no kardecismo,e esse ano conheci um templo de umbanda.2 na verdade.No primeiro a Preta velha e o exu(em giras diferentes) disseram que eu mais cedo ou mais tarde vestiria o branco.Fui em outro centro e passei muito mal.Quando começaram os pontos de Preto Velho,eu tremia muito,senti uma vibração nas costas como se eu fosse enfraquecer e me curvar,formigamento no braço esquerdo...Passei pelo passe e o Preto velho que me atendeu disse:Já subiu.
    Quando fui me consultar de fato,outro PV disse que eu sou cavalo,tenho que rodar,e que se ele quisesse já poderia chamar minha entidade.Mas que não faria isso.E que já é famoso.Já é famoso,ele repetiu.
    O que significa já é famoso ???Que eu já tenho meu guia,protetor e etc já estabelecido e só falta eu me livrar do medo ?Pois quando eu senti os sintomas acima,eu segurei e ia começar a chorar .Aí parou !!!Você pode me dizer com mais clareza o que significa isso do FAMOSO ???Agradeço desde já,seu blog é de utilidade púbica !!!=*

    ResponderExcluir
  135. Salve, Maninha!

    Quanto a esta pergunta: "O que significa já é famoso ???Que eu já tenho meu guia,protetor e etc já estabelecido e só falta eu me livrar do medo ?

    A resposta é DEVE SER! Ou, tem tudo pra ser!

    Estabelecer certeza sobre o que diz um preto velho sem conhecê-lo pessoalmente e às suas formas de se comunicar é um tanto difícil, mas tudo indica que você não está longe da verdade não!

    Receba um forte e fraterno abraço.

    Claudio

    ResponderExcluir
  136. Boa noite Claudio !!!
    Obrigada pela resposta.Engraçado,como numa dessas casas eu sinto beeeeem mais vibrações que na outra.Deve ser porque minhas entidades se afinam melhor com essa casa,né.Enfim,o Pai Velho que me atendeu foi o Pai José da Guiné.Vou aguardar como vai ser minha caminhada na umbanda.Obrigada !!!

    ResponderExcluir
  137. "Engraçado,como numa dessas casas eu sinto beeeeem mais vibrações que na outra".

    Isso normalmente se deve a uma maior afinidade de seu acompanhamento espiritual com a egrégora desta casa em que você sente muito mais vibração

    Quanto ao Pai José da Guiné ... Conheço muito bem uma entidade desta falange e, se esse aí for igual ... Espero que seja sim!!!

    ResponderExcluir
  138. Boa noite Cláudio!
    Escrevi um comentário anterior, mas não sei se consegui enviar, então vou repetir.
    Sou espírita kardecista e tenho buscado conhecer melhor a umbanda, primeiro porque conheço uma pessoa muito especial que é praticante durante toda sua vida e segundo porque tenho encontrado uma paz, como nunca antes, cada vez que conheço mais o assunto, então se você puder me ajudar... Meu primeiro questionamento é: Até que ponto os sentimentos de um médium podem interferir ou influênciar nas orientações dadas pelo guia que ela incorpora, a uma outra pessoa? Vou exemplificar: Duas pessoas viveram um relacionamento, ela é médium (mãe no santo)e ele e toda sua família participam e vivem fielmente a doutrina do terreiro de umbanda. No entanto, ele terminou o relacionamento e ela nunca se conformou, se sente traída e o acusa de coisas terríveis! É visível o sentimento de rancor que ela guarda. Até que ponto é possível, se é possível, haver interferência nas orientações do guia que são dadas à essa pessoa que terminou a relação, uma vez que a médium demonstra claramente sentimentos ruins como ciúme, possessividade e orgulho ferido? Principalmente se essas orientações forem voltadas para uma nova relação que essa pessoa esteja vivendo? Tenho razões para acreditar se tratar de um terreiro de umbanda sério, com pessoas íntegras. A médium ao incorporar ela fica consciente e às vezes semi-consciente.
    Obrigada e desculpa se usei termos incorretos.

    ResponderExcluir
  139. Olá, Ana!

    Realmente você não havia conseguido enviar seu comentário anterior. Nada havia de seu lá na caixa de postagens.

    Quanto ao que você me pergunta, só pra não ser por demais prolixo, vou tentar ser sucinto:

    Dependendo do estado de espírito do médium, pouco importando se ele/ela se dá qualquer título, a INTERFERÊNCIA nas comunicações pode se dar em diversos graus. No estado psicológico em que você descreve a citada senhora, há a possibilidade de MUITA INTERFERÊNCIA, principalmente daquelas que envolvam INTROMISSÕES DE SUAS OPINIÕES PESSOAIS sobre qualquer tipo de assunto.

    O médium, para atuar como UM BOM MÉDIUM, tem que ser o mais passivo possível e deixar fluir por seu mental e seu aparelho fonador, não SUAS PRÓPRIAS IMPRESSÕES SOBRE ESTE OU AQUELE ASSUNTO, mas AS IMPRESSÕES DO(S) ESPÍRITO(S) que sobre ele atua(m), MESMO QUE ESSAS IMPRESSÕES SEJAM ANTAGÔNICAS ÀS SUAS PRÓPRIAS.

    Pessoas magoadas, com raiva de alguém ou alguma situação, descrente de sentimentos, etc., costumam intrometer essas emoções em suas comunicações, ao invés de deixarem fluir as verdadeiras mensagens que devam ser repassadas, ainda que inconscientemente (sem ser de má fé), o que não é nada bom.

    Espero ter podido ajudá-la.

    ResponderExcluir
  140. Obrigada Cláudio.
    Muito me ajudou sim, tenho lido a respeito e alguns autores falam sobre animismo, não sei se seria o caso! E vc está coberto de razão sobre "não ser nada bom", pois como a pessoa sempre direcionou seus passos sob a orientação do seu guia e o ignorar agora seria como desacreditar de tudo que ele viveu toda sua vida e que formou a sua personalidade. No entanto, ele tem consigo um forte sentimento que vai de encontro com as orientações dada, e isto está causando muito sofrimento!
    Mais uma vez obrigada e voltarei a conversar com vc, pois estou cada vez mais envolvida com a umbanda.

    ResponderExcluir
  141. Olá Cláudio,
    Tenho tirado muitas dúvidas e aprendido bastante com seu blog, e também estou lendo seu livro: Umbanda Sem Medo, já li o volume 1, estou no 2... gosto de suas respostas diretas, sem entrar tanto no esotérico.
    Sempre fui muito racional, por isso nunca me prendi a questões difíceis, sempre me desapeguei facilmente de coisas e de pessoas, mas agora me vejo em uma situação mais do que complicada e que por mais que eu tente não consigo virar as costas e seguir em frente.
    Essa questão difícil tem haver com o comentário anterior. Conheço uma pessoa há alguns anos, criamos uma relação de afinidade muito forte, sempre sentimos uma vontade imensa de estar perto um do outro, no entanto só começamos a viver uma história real há alguns meses. Quando começamos ele me falou sobre ter terminado uma relação recentemente com a médium do terreiro de umbanda que ele e a família dele frequentam, na verdade abriram esse centro a muitos anos... (por motivos maiores ninguém nunca soube dessa relação), ele me falou que não tinha rompido a relação antes devido há algum tipo de responsabilidade que tinha assumido, mas que não dava mais para continuar. Ele sempre demonstrou um sentimento de culpa que o atormenta, quando eu o questionava ele dizia que era por estar fazendo essa pessoa sofrer, por ser uma pessoa já bastante sofrida na vida e muito querida por ele e seus familiares, e que por isso precisaria continuar sendo muito amigo dela para que ela conseguisse viver seu carma. No início foi muito difícil para mim, por ser um tanto ciumenta, mas depois passei a ver as coisas de outra forma e passei até admirá-lo por tal atitude, apenas não queria que isso interferisse em nossa vida a dois.
    Como postei no comentário anterior ela nunca se conformou, e enfim nossa vida virou um inferno... tentei de tudo, até me aproximar dela para fazê-la perceber o sofrimento que ele estava passando... não adiantou! No meio disso tudo muita coisa aconteceu, coisas ruins e boas também, como mudanças em minhas atitudes, na medida que sofria e ainda sofro cresce em mim um sentimento de humanidade e tolerância (não sei explicar) e passei a ter pesadelos horríveis, quase não consigo lembrar deles, mas a sensação é angustiante, tenho sentido um medo inexplicável, uma necessidade de orar, de conhecer algo que não sei o que é, me sinto totalmente presa a essa situação, em alguns momentos sinto revolta, mas algo em meu coração diz que eu não desista e que siga em frente, pois não há outro caminho.

    ResponderExcluir
  142. Certo dia ele me disse que mesmo com a certeza de ter sido Deus que nos colocou um no caminho do outro, não poderia ir de encontro com o que ele tinha vivido toda sua vida e que tinha formado sua personalidade, que se o fizesse era capaz de enlouquecer. Que há algum tempo seu guia já lhe dizia que nossos destinos não cruzavam e não poderíamos ser felizes juntos... entrei em desespero , perdi a noção e a acusei de mentirosa e de falsa. Diante dos fatos criou-se a seguinte situação: para ficarmos juntos ele teria que desacreditar daquilo que o fortalece ou não ficamos juntos! Mas tenho uma certeza forte demais (pura intuição), que não consigo ignorar, que temos algo para construir. Ele diante disso, mesmo sofrendo, diz que quer deixar que o tempo e Deus coloquem as coisas no lugar, e nos traga todas as respostas, ele não afirma estar vivendo o que foi orientado, mas também não consegue simplesmente ignorar, na verdade ele quer paz! Sinto como se ele estivesse esperando algo acontecer.
    Ele não sabe que estou estudando a umbanda e acredito também que ele desconheça a possibilidade de alguma interferência psicológica involuntária da médium sobre a mensagem, foi pura ignorância minha e dele. Hoje, depois de tantas acusações que proferi a médium e a umbanda, quando vou tocar no assunto ele já se arma na defensiva, e eu não sei como mostrar-lhe essa possibilidade sem parecer mais uma vez que quero anular o que ela disse.

    ResponderExcluir
  143. Me ajudaria (e muito) se você tivesse alguma indicação de algum livro ou artigo que falasse um pouco mais sobre o assunto da interferência (se existir!). Em tudo que tenho lido, a possibilidade é rapidamente mencionada, mas nada mais profundo. Não quero simplesmente resolver a situação, acredito que não seria apenas a possibilidade de haver um terceiro caminho que mudaria a situação, porque na prática tudo continuaria o mesmo. Mas preciso de respostas para mim mesma, acredito que com isso eu possa aliviar o sentimento de exclusão que tenho sentido e principalmente para me preparar para um dia quando um médium (guia) me der alguma orientação eu saiba discernir com bom senso sobre a mensagem e não me sinta entre a cruz e a espada se essa vir a ser contraditória com meus sentimentos.
    Tenho sentindo muita vontade de ir a um centro de umbanda, não para perguntar se é ou se não é, mas para ver e viver tudo que tenho sentido a cada conhecimento novo. Mas não conheço nenhum outro além do que ele frequenta (nunca fui lá por causa da situação) e tenho receio de ir a um lugar inapropriado, pois como você mesmo falou tem muito lugar por aí que se diz ser centro de umbanda sem ser!
    Desculpa pelo texto enorme, mas me sinto perdida no meio disso tudo. Quando converso com alguém, é como se não entendessem o que eu falo e não me sinto segura para procurar ajuda em nenhum lugar.
    Mais uma vez te agradeço muito!

    ResponderExcluir
  144. Primeiramente muito obrigada,por tirar todas as nossas duvidas,a cada resposta que vc dá me esclarece muita coisa,muito obrigada mesmo.Então me oriente por favor,é que estou frequentando um centro que gosto muito,a mãe de santo é uma pessoa muito boa.Fui convidada a trabalhar lá,foi aqui que fiquei confusa,eu gosto da casa eu não gosto é dos mediuns que trabalham lá,eles são muito soberbos,metidos mesmo,a imprenssão que tenho é que a maioria está alí pra aparecer,é um centro grande e muito respeitado na cidade então as pessoas acham que da status (sei lá).Mas a duvida é a seguinte será que eu devo ficar,mesmo não me sentindo bem no meio daquele povo,ou procurar um lugar mais simples?Obrigada por tudo Vera

    ResponderExcluir
  145. Salve, Ana! Vamos ver no que posso lhe ajudar respondendo por parte.

    Sobre se pode ser animismo a resposta é: pode ser como pode não ser! Médiuns em desequilíbrio psicológico, tanto podem expressar idéias anímicas, quanto, por insistência e de tanto "passar na frente da entidade", acabar mistificando. Uma análise mais apurada, só se consegue podendo observar os acontecimentos na medida em que ocorrem.

    O caso dessa pessoa que ganhou seu afeto me parece poder ser enquadrado como auto-culpa ou auto-punição. Parece-me que ele vai ter muita dificuldade de "se perdoar" por estar quebrando algum tipo de voto de lealdade.
    Quanto a seus sonhos estranhos - pesadelos horríveis, como você os descreve - sugiro, sinceramente, que você vá a algum outro Terreiro ou Centro para verificar o que possa estar acontecendo. Achei muito estranho você PASSAR A TER PESADELOS após ter se aproximado da antiga parceira dessa pessoa.
    Siga seu coração, sim, mas "ponha as barbas de molho" (acautele-se).

    Quanto à indicação de livros, sugiro que você leia a matéria que se encontra aqui mesmo, no Blog, em http://umbandasemmedo.blogspot.com.br/search?q=animismo+mistifica%C3%A7%C3%A3o sob o título "MEDIUNIDADE - MISTIFICAÇÃO - ANIMISMO. eu, sinceramente, não me lembro de algum livro que tenha se aprofundado de maneira sólida e ao mesmo tempo fácil de se entender. Este assunto costuma ser até evitado, parece-me que exatamente para que se torne assunto de segundo plano.
    Como já escrevi acima, volto a dizer com realce: VÁ, SIM, A ALGUM OUTRO CENTRO DE UMBANDA. Informe-se com pessoas de sua confiança, visite, tome passes, faça uma consulta ... Para se chegar a algum lugar, sempre há a necessidade de se dar o primeiro passo e, neste caso, o medo de dá-lo pode ser altamente prejudicial.
    Só não vá se entregando no primeiro lugar que for. BUSQUE E AS PORTAS SE ABRIRÃO! Mesmo que demore um pouco, pode ter certeza de que você encontrará a porta certa.
    Sobre este Centro para o qual você foi convidada ... sinceramente ... fique lá não, mesmo que goste da maneira que você escreve, pois, se você não gosta dos médiuns de lá, percebe que são soberbos e "querem aparecer", com certeza você não vai se adequar à egrégora local e vai acabar tendo muitas dores de cabeça por causa disto.
    Procurar um lugar mais simples ou melhor dizendo,um lugar em que você se sinta muito bem de todas as formas, confiante por conseguinte, é fator primordial para um bom inicio na caminhada por sua espiritualidade dentro da Umbanda.

    Espero ter podido ajudá-la. Receba um forte e fraterno abraço,

    Claudio

    ResponderExcluir
  146. Vou te contar, também não sei se está certo ou errado, mas os atabaques mexem com minha energia de uma forma que você não faz idéia, não saberia estar em um terreiro sem esses toques de aruanda!!!

    ResponderExcluir
  147. Mas tambores mexem mesmo com o psiquismo humano, Dany.

    Já está provado que tambores em ritmos cadenciados podem levar a mente humana a estados de transe (estado alterado de consciência), desencadeando, a partir daí, possibilidades mil.

    Repare quais são os ritmos, na atualidade, que mais chamam as pessoas para participarem das "danças" (aqueles em que as pessoas, quando se dão conta, já estão acompanhando) e verá que em todos os casos esses ritmos são cadenciados por tambores a exemplo do samba mesmo e do funk.

    Tambores são usados para induzirem estados de transe desde a mais remota antiguidade. O que se deve estar preocupado sempre é com O QUE NOS ATUARÁ ATRAVÉS DESSE ESTADO DE TRANSE que, na verdade, é apenas um estado passivo de consciência que abre portas para atuações exteriores a esta consciência, das mais variadas espécies, .

    ResponderExcluir
  148. Salve Cláudio!

    Mais uma vez obrigada pelas respostas e vou buscar sim um caminho e as portas abertas. Mas só para me ajudar mais uma vez, você conhece algum terreiro em Salvador, Bahia?

    Um forte abraço.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Poxa, maninha!!

      Sinto muito mesmo, mas não conheço qualquer Terreiro em Salvador - Bahia. Em uma das páginas deste Blog cheguei a abrir possibilidade para que qualquer um que confiasse no Terreiro que frequenta ou dirige pudesse divulgá-lo e, no entanto, mesmo havendo lá mesmo pedidos por endereços de Terreiros em Salvador, até agora ninguém de lá se pronunciou. Você vai ter que seguir o velho método do "busque até que ache" mesmo.

      Excluir
  149. MEU GUIA DE CABEÇA E XANGO DA PEDREIRA TRABALHO COM ELE NO TERREIRO ONDE FREQUENTO MEU PAI TANBEM TRABALHA NO SANTO MAIS QUANDO O GUIA DELE PRETO VELHO PEDE PARA EU TRAZER MEU GUIA NA TERRA PARA AJUDA LO EM ALGUM TRABALHO QUEM VEM É O CABOCLO DA MATA VIRGEM GOSTARIA DE SABER PORQUE ISSO OCORRE SERA QUE MEU GUIA DE CABEÇA NA VERDADE É O CABOCLO? AGRADEÇO DESDE JÁ

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Veja bem, meu caro Zé.

      Se o verdadeiro Caboclo em "sua cabeça" é Xangô da Pedreira ou Mata Virgem, eu nada posso dizer porque isto vai se resolver com o tempo e pela sua própria sensibilidade. O que lhe posso adiantar, com toda a certeza, é que a Banda dos Mata Virgens costuma se apresentar muito bem por "filhos de Xangô" - aliás, uma excelente falange de trabalhadores.

      Conheci não um, mas vários médiuns (tanto homens, quanto mulheres) que, sendo "filhos de Xangô", tinham como CABOCLO DE FRENTE - o trabalhador de fato - um da falange dos Mata Virgens.

      O que é mais importante para o seu caso é que você não fique torcendo por qualquer deles. Mantenha-se passivo, como todo médium deve ser ao "dar passagem" para seus protetores e deixe que eles mesmos se entendam pelo lado de lá. Sendo um ou outro (ou até mesmo os dois) o responsável pela sua banda, pode ter certeza de que você estará bem amparado!

      Que Nzambi ilumine seus passos!

      Excluir
  150. PRIMEIRAMENTE PARABÉNS PELO BLOG, E SEGUNDO POR FAVOR ME TIREM UMA DÚVIDA POR FAVOR...
    FUI CRIADA NO EVANGELHO PORÉM SEMPRE ACREDITEI EM MUITA COISA RELACIONADA AO ESPIRITISMO, COMO POR EXEMPLO QUE DEPOIS QUE NOSSO ESPÍRITO DEIXA O CORPO A VIDA CONTINUA, REENCARNAÇÃO ETC...
    A CERCA DE UM ANO E MEIO FUI PARA MINAS GERAIS, QUANDO DEI POR CONTA, POR ALGUM MOTIVO QUE NA MINHA OPINIÃO VAI MUUITO ALÉM DE COENCIDENCIA FUI PARAR NA CASA DE UM PESSOAL ONDE TODOS ERAM UMBANDISTAS, COMECEI A ASSISTIR SESSÕES E A SENTIR AS VIBRAÇÕES, DEPOIS DE UM TEMPO COMECEI A ME DESENVOLVER RECEBI ALGUMAS ENTIDADES, POMBA GIRA, EXU, PRETO VELHO CABOCLA E PRETO VELHO, DEPOIS DE UM TEMPO TIVE QUE VOLTAR A SÃO PAULO POR MOTIVOS FAMILIARES, COMECEI A FREQUENTAR A IGREJA DA MINHA AVÓ APENAS PARA NÃO CHATEAR NINGUEM MAS CONFESSO QUE ISSO ME ENFRAQUECEU MUITO ESPIRITUALMENTE, POIS MUITA COISA QUE ACONTECE NESA RELIGIÃO EU DESCORDO, ENFIM HOJE SINTO AS PRESENÇAS, NÃO VEJO NINGUEM, SINTO QUE TEM ENTIDADES QUERENDO VIR E AUTOMATICAMENTE TRAVO, É ALGO MAIS FORTE QUE EU, CHEGO A PASSAR MAL POR TRAVAR, PRECISO DE AJUDA ESPIRITUAL MAS TENHO MEDO DE ACABAR INDO EM CHARLATÕES, OQUE EU FAÇO? PRECISO DE AJUDA URGENTE!!!

    ResponderExcluir
  151. É, Drika ... problema desagradável o seu, viu?

    Não há outro modo (pelo menos eu desconheço)de dar continuidade e treinamento apropriado à sua mediunidade da forma que ela se apresentou, segundo você mesma, senão em um Centro Espírita Misto ou de Umbanda. Charlatães existem em quaisquer grupamentos, inclusive os ditos religiosos DE TODAS AS ESPÉCIES, de forma que achar o lugar certo é como achar agulha em palheiro, sendo a busca atenciosa algo necessário e vital para qualquer um de nós.

    Em nossa página aqui mesmo, neste endereço: http://umbandasemmedo.blogspot.com.br/2011/04/divulgacao-de-terreiros.html , temos alguns irmãos que disponibilizaram os endereços e telefones de seus terreiros para auxiliar pessoas que, como você, estão em busca de algum lugar em que possam confiar. Se você não está nos locais onde esses Terreiros existem, vai ter mesmo que fazer como a maioria: buscar, buscar, buscar, até que sinta dentro de si mesma, que em determinado local poderá se sentir a contento, o que não pode ser resolvido por puro impulso ou "porque o local é mais perto da minha casa", se é que vc me entende.

    Faça uma coisa: Todos os dias ao se deitar para dormir, eleve seus pensamentos a essas entidades que já se apresentaram por você e peça-lhes COM FÉ (convicção) que a encaminhem para algum lugar em que, tanto elas quanto você mesma, vão se sentir bem e o local seja honesto. Faça isto na certeza de que eles poderão levá-la, de algum modo e em algum momento, ao local apropriado e ESTEJA ATENTA AOS SINAIS que podem vir através de um convite, de um aviso, de um sonho ou outra forma qualquer que eles possam achar mais apropriada.

    Confie neles e confie principalmente NO SEU DEUS INTERIOR que, por certo, você será orientada no caminho certo.

    Que Tupã a oriente e guarde, são meus sinceros votos!

    Claudio

    ResponderExcluir
  152. o que significa uma pessoa passar por frente de sua casa e cuspir no chão?
    tem uma pessoa que sempre que passa pela minha casa e meu local de trabalho ela cospe no chão. Creio que ela nao goste de mim. Por favor me respondam urgente..

    ResponderExcluir
  153. bem, em princípio significa FALTA DE EDUCAÇÃO MESMO, embora possa estar ligada a esta sensação que você mesmo descreveu: ELA NÃO GOSTAR DE VOCÊ.

    Se você está pensando que possa ser algum tipo de "macumba", pode crer que não, embora essa carga de "não gostar" acompanhada pelo ato de cuspir, possa até lhe causar algum mal, por sua crença de que assim possa ser, se você ficar dando muita atenção ao ato e, principalmente, ficar com medo.

    Quer "desmontar" essa pessoa? Quando a vir cuspindo, se ela olhar pra você após, abra um grande sorriso pra ela. Um sorriso que mostre que você "não esta nem aí" e que, por outro lado, ACHA ATÉ ENGRAÇADO o ato.

    Garanto-lhe que em pouco tempo ela já não fará mais isto porque a insegurança vai se instalar nela, desta feita.

    ResponderExcluir
  154. gostaria de saber se uma pessoa pode receber dois eres dois baianos tipo assim ele recebe o ere joãozinho e o pedrinho e o outro eh ele recebe o baiano do cangaço e o baiano ze do coco pode acontecer isso ???

    Obrigado aguardo resposta

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Priscila, preste bastante atenção!

      Se isso for em algum Candomblé, por onde rondam as entidades chamadas de ERÊS, pode ter certeza de que a resposta é NÃO!

      Em Umbanda não é muito comum isto não. Duas CRIANÇAS e dois BAIANOS? Sei lá! Só vendo isto ao vivo e a cores eu poderia afirmar se sim, ou não!

      Por que você pergunta isto? Porque há dúvidas em relação à incorporação de fato da pessoa em questão?

      Excluir
  155. Voltando a pergunta 19. Porque se o chefe da casa for Seu Zé Pelintra não é Umbanda??? Não encontrei nada na internet que falasse sobre esse assunto. Obrigado pela oportunidade de poder tirar nossas dúvidas.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. É muito simples sua resposta, Everton.

      Como a falange dos Zé Pelintras é de espíritos EXUS - vide pergunta e resposta de número 20 a seguir, leia também a matéria sobre EXUS na página http://umbandasemmedo.blogspot.com.br/2011/09/exu-na-umbanda-o-grande-misterio-um.html (copie e cole em seu navegador)e também as PERGUNTAS E RESPOSTAS SOBRE EXUS na página http://umbandasemmedo.blogspot.com.br/2011/11/perguntas-e-respostas-sobre-exus.html (copie e cole em seu navegador), mais especificamente a partir da pergunta de número 5 - não pode ser Chefe de Terreiro de Umbanda. De Quimbanda sim, mas de UMBANDA DE FATO E DIREITO, não!

      Seria o mesmo que colocar Tranca Ruas, Barabô, Sete Encruzilhadas ou algum desses a quem chamam de Malandros, com todo o respeito que lhes devo,como Chefes de Umbanda também. Isso significaria A QUIMBANDA CHEFIANDO (ou CONDUZINDO) A UMBANDA.

      Excluir
  156. então c.zeus estou frequentando um terreiro de umbanda em que um filho de santo recebeu o baiano zé do cangaço e depois recebeu o zé do coco
    só que eu nunca vi em umbanda acontecer isso se eh que voce esta m entendendo sabe e eu queria saber por que até hj nunca vi algo assim como faço pra saber se eh ou naum eh tem como vc me dar uma ajuda

    obrigada

    obs:o senhor eh pai de santo???

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Minha cara Priscila.

      Diferentemente de você, não em relação à falange de baianos, mas de Caboclos e Pretos Velhos, principalmente dos que fazem parte da chefia de alguma casa de Umbanda, eu já vi este tipo de situação em que o médium canaliza, não um Caboclo ou Preto Velho, mas mais de um da mesma LINHA (Oxossi, por exemplo), sendo (também como exemplo) o primeiro o seu protetor ou guia e o segundo um Caboclo de TRABALHO, como costumamos chamar, o qual, este sim, acaba dirigindo as giras e praticamente chefiando a banda e às vezes até um terceiro (quase exu, ou metá-exu) que só aparece em momentos de grandes demandas.

      O caso particular a que você se refere, como eu já disse, não é muito comum, pois BAIANOS não costumam ser Chefes de terreiro de UMBANDA DE FATO e, por isto mesmo não costumam ceder seus lugares a outros para que, por suas qualidades, passem a chefiar os trabalhos. No entanto, isto não é impossível em se tratando de ESPÍRITOS e os tratos que possam fazer no plano Astral em relação ao médium com que vão trabalhar. Por isto mesmo é que lhe escrevi antes que, PARA VALIDAR, OU NÃO, esse tipo de troca de entidades, só mesmo estando perto do evento para sentir se há realmente uma troca de entidades ou se é o médium que está fantasiando, ou mesmo se é a mesma entidade que está de gracinha e se apresentando de duas formas diferentes, o que também pode acontecer e sobre o que já narrei situação semelhante aqui mesmo no Blog quando contei sobre uma certa entidade que vinha numa mesma pessoa como preto velho, caboclo e exu, o que acabou sendo desmascarado.

      Percebo sua preocupação e entendo-a, mas, infelizmente, não dá para AFIRMAR, com todas as letras, não estando presente no evento, que a manifestação é real, ou não, é anímica ou mistificação, etc. Lembremo-nos que em Umbanda estaremos lidando com espíritos que PENSAM E AGEM POR SI e, desta forma, o que eles decidem por lá, nem sempre nos é comunicado, e muitas vezes só perceberemos esta ou aquela possibilidade em alguns lugares, enquanto que em outros, jamais.

      Fique à vontade para dar continuidade se ainda não consegui me fazer entender, ok?

      Forte abraço!

      Claudio

      Excluir
    2. Quanto à sua pergunta.

      Não sou mais pai NO santo ou dirigente de terreiro há algum tempo pois deixei de dirigir trabalhos e médiuns e hoje trabalho sozinho, eu e minha banda dentro do que posso - por assim ter sido decidido pela minha espiritualidade - em atendimentos particulares e pesquisas no campo dessa mesma espiritualidade, bem assim como no campo da mediunidade como parte da paranormalidade humana.

      Excluir
  157. Como foi sua primeira incorporação na umbanda?
    A minha foi consciente. Numa gira de caboclo, me senti trêmulo e muito ansioso repentinamente; a chefe da casa segurou minhas cabeça e fez um movimento como se fosse para eu rodar e assim ocorreu. Rodei, rodei, rodei, sem ficar tonto, sem conseguir parar e tudo de olhos abertos. Tendo consciência de tudo, só que não conseguia controlar meus atos. os atabaques pareciam mais altos e o canto dos filhos da casa também e o impressionante é que mesmo rodando muito não fiquei tonto em momento algum... apenas rodei.. e mesmo estando ali não conseguia para sozinho. depois que passou tudo me senti leve, com muita sede e um pouco de dor de estômago mais em paz e tive a certeza de que estou no caminho certo, porque esta entidade veio linda mente. Só ainda não sei quem é, porque não falou. só Rodo e se foi. Foi bem rápido.
    Axé!!!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Salve, "S"!!

      Como já tive a oportunidade de contar por diversas vezes, não só aqui mesmo mas também nas comunidades de debates das quais participo (hoje em dia quase que somente em UMBANDA SEM MEDO no orkut que para mim, particularmente, ficou muito melhor após a debandada do povo, do orkut para o facebook) iniciei minha caminhada pela espiritualidade em Centro basicamente Kardecista, no qual haviam também, sessões de uma Umbanda, que na época era conhecida como Umbanda Branca em que nenhum artefato material (velas, guias,etc) era usado, sendo esses artefatos, por muitas vezes, plasmados pelas próprias entidades em terra de acordo com suas necessidades (isto era acompanhado por médiuns videntes que ora ou outra descreviam a presença astral dos artefatos sem que eles estivessem presentes na matéria) e depois vim a frequentar a Umbanda que naquela época, além dos terreiros já instituídos, era praticada também familiarmente, dentro da residência de um ou outro, sem essa parafernália toda que dizem hoje ser "importantíssima", tendo sido numa dessas reuniões que acabei sendo tomado pelas primeiras vezes por alguns amigos que não se apresentavam na Umbanda do Centro Kardecista. Daí pra frente acabei enredado neste segundo tipo de Umbanda, desta feita mais tradicional, tendo frequentado diversos grupamentos e, posteriormente, dirigido alguns deles, até mesmo alguns que entrei para ser apenas médium, como todos os outros, e acabava, por força de minha banda, sendo levado a chefiar giras.

      Desde minhas primeiras manifestações mediúnicas na Umbanda tradicional e cruzada ou traçada, percebi a grande diferença no nível de atuação, tanto das entidades "novas" para mim, quanto aquelas que me acompanharam desde o Centro Kardecista, no qual aprendíamos a controlar ao máximo as manifestações. Dentro da Umbanda de Terreiro eu praticamente não conseguia controlar as manifestações (e depois, mais tarde, percebi que ainda conseguia menos se a sessão fosse em algum campo vibratório, tipo mar ou mata) como fazia no Centro Kardecista e, embora me mantivesse consciente na maioria das vezes, percebia um perda total do controle de tempo, de modo que, poderiam se passar 4 ou mais horas que para mim era como se só houvesse passado uma meia hora ou uma hora no máximo, o que já indicava que eu não estava acordado o tempo todo, o que muitas vezes me foi confirmado pelo fato de virem depois, conversar comigo sobre o que a entidade havia falado em determinado momento e eu não me lembrar, nem do momento e nem do que havia sido dito, a ponto de (JURO) muitas vezes eu achar que a pessoa que me interpelava "estava era viajando na maionese" e inventando aquela fala, pois, de minha parte, me entendia ainda como médium consciente.

      Excluir
    2. CONTINUANDO ...

      A experiência pela qual você passou não é rara e já vi muitos médiuns passarem por ela. Eu não passei porque, como já deixei nas entrelinhas, o trabalho de educação mediúnica pelo qual passei antes de frequentar a Umbanda tradicional, me permitiu dar passagem para espíritos com o mínimo de traumas ou descontroles por parte minha e das próprias entidades que "me pegavam" bem mais forte (isto é verdade), mas sem qualquer exagero ou necessidade de rodadas para tal.

      Só pra você ter uma idéia de como eu era controlado desde o início pelas entidades, houve uma vez, ainda em meu início de caminhada, em que fui visitar um certo Terreiro em que todos os assistentes eram levados para o centro do mesmo para que passassem pelos passes iniciais das entidades. Foi só começarem a tocar os atabaques e cantarem para oxossi que repentinamente me vi dançando à la Caboclo, sem qualquer controle sobre minhas pernas e braços mas, no entanto, totalmente consciente, vendo tudo e todos, querendo parar sem poder e sentindo uma imensa vergonha. O que aconteceu é que o Caboclo, dando uma de engraçadinho, só me tomou o controle motor dos membros superiores e inferiores deixando minha cabeça totalmente livre de qualquer atuação.

      Pode ter certeza de que não foi nada agradável na hora. Depois não! Eu até ri muito da palhaçada após ter entendido a mensagem nela embutida!!!

      Fraterno abraço.

      Excluir
    3. eu so passava para tomar passe sempre falei com caboclo se fosse para mim entra eu queria ai teve um dia que a chefe da casa encorporo o cabocla dela e ela pergunto se eu gostaria de ir para o desenvolvimento eu falei que sim ela me chamo para o centro e falo para mim me dançar que nem ela e derrepente me vi rodando via tudo e ouvia mais não conseguia me controlar


      e queria que voce tabem sofre descriminação por ser da umbanda?

      Excluir
    4. Essa é, deveras, uma experiência inicial interessante. Algumas entidades, por elas mesmas, tendem a rodar o médium para retirá-lo do ESTADO DE ATENÇÃO e levá-lo ao ESTADO DE QUASE TRANSE.

      Eu não sofro discriminações pessoais por ser umbandista porque sei me impor, como também sei respeitar as imposições alheias se estiver em "campo não propício".

      Pessoalmente só falo de Umbanda com quem pretende falar de Umbanda pois não tenho qualquer pretensão de criar rebanhos ou mesmo trazer qualquer um que seja, de sua religião ou culto, para a Umbanda que, ao meu ver, ainda que muitos e muitos pretendam conhecê-la, frequentá-la e até mesmo se auto-afirmarem umbandistas, escolhe ela mesma, quem fica ou é melhor que vire EX.

      Excluir
  158. Boa tarde!
    Gostaria de tirar uma dúvida, frequanto um centro de umbanda e gostaria de saber se a Maria Padilha das Almas coloca trabalho Padê ( unir casal) na encruzilhada aberta dia de segunda-feira?
    Agradeço ,
    Tania

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Salve, Tania.

      A resposta é SIM, por que não?

      Se bem que, antigamente, o dia certo para se fazer entregas em encruzilhadas era a sexta feira e, se fosse para Pomba Gira era em encruzilhada em "T" (não em aberta). Esta é a forma que eu, particularmente, se tiver que fazer, faço, a não ser que haja comando ao contrário.

      Excluir
  159. Boa noite, queria tirar uma duvida aos que souberem sou grato..

    Em minha familia tem duas pessoas que recebem suas entidades desculpe o termo ja que nao sei o correto mas enfim, Um recebe exu marabo e outra pomba gira cigana mas os dois nao se bicam de modo algum, e mesmo pesquisando nao achei nada sabem me dizer se há alguma rivalidade ou algo do tipo entre as duas entidades?

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Salve, Allan.

      Você não achará absolutamente nada sobre isto porque, se há divergências entre essas ENTIDADES (você está certíssimo em tratá-las assim) essas divergências serão pessoais entre elas enquanto espíritos, que são seres quase nada diferentes de nós mesmos e, por isso mesmo, podem trazer consigo e entre eles mesmos, quase todas as "neuroses" que também nos afetam, principalmente em se tratando de entidades no grau evolutivo de exus, como é o caso.

      Por esse desentendimento se tratar de uma particularidade entre esses dois espíritos aí, ESPECIFICAMENTE, não pense que todos os outros que derem como nomes Marabô e Cigana terão que ser da mesma forma.

      Espero que não seja isto, mas vejo-me no dever de alertá-lo também para uma outra possibilidade: A de que as divergências nasçam, verdadeiramente, entre os dois médiuns e acabem se refletindo na "incorporação" (e aí é entre aspas mesmo - espero que entenda) das entidades.

      Costumava ver situações assim quando médiuns disputavam lugar de destaque para suas "entidades" em terreiros não muito bem dirigidos.

      Era aquela velha história dos "médiuns" que "se vestem de entidades" (fingem estar incorporados) para falarem o que não têm coragem de falar em estado normal. Uma verdade que acontece aos montes da qual a maioria se esquiva de falar sobre.

      Se você ler nossas matérias sobre EXUS NA UMBANDA que se iniciam em http://umbandasemmedo.blogspot.com.br/2011/07/exu-na-umbanda-o-grande-misterio-um.html (copie e cole em seu navegador), certamente entenderá um pouco mais sobre as ENTIDADES EXUS e seus comportamentos.

      Receba um fraterno abraço,

      Claudio.

      Excluir
  160. Boa Noite! Sou um estudante-amador de artes visuais e trabalho as vezes com confecção de bonecos. Totalmente amador, não profissional. Já faz um tempo que eu fiz um boneco de um Orixá, o Obaluaê porém eu não frequento nenhuma casa de candomblé e sou meio que um leigo no assunto. Mas acho a religião muito rica, uma cultura muito bonita. Não sou um descrente. Eu acredito, tenho minha fé e vontade de conhecer, mas na minha cidade eu não soube de nenhum terreiro, nenhuma casa de candomblé. Mas o que tem me deixado inquieto é "SE EU POSSO OU NÃO FAZER UM BONECO DE UM ORIXÁ E SE O FATO DE EU JÁ TER FEITO PODE ME CAUSAR ALGUMA COMPLICAÇÃO OU SE EU ESTOU ERRADO EM ALGUMA COISA" Hoje mostrei o boneco para uma amiga minha que é Umbandista. Ela me disse que se fosse ela ela iria em um terreiro pedir permissão para fazer o boneco e que ela não acha bom eu ter uma "imagem" do candomblé na minha casa sendo que eu não frequento, sendo que eu não sou um praticante. Até concordei com ela. Mas é que eu não tinha visto problemas antes. Agradeço desde já, abraço,

    Mateus.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Salve, Mateus!

      Qualquer coisa que seja relativa a um mal ou a um bem que venha a ocorrer com você, para este caso, estará relacionado muito mais ao que VOCÊ PENSAR QUE PODE ACONTECER.

      Pensar firme (MENTALIZAR) é gerar energia que cria algo que, de início chamamos de energia pensamento. Na continuidade e por muita insistência pode gerar falsos elementais ou elementais artificiais, que estarão, a partir do momento em que VOCÊ DETERMINAR QUE ASSIM SEJA, atuando via essas imagens em você mesmo ou nas pessoas à sua volta. Desta forma, se você ACREDITAR FIRMEMENTE, E DETERMINAR, AUTOMATICAMENTE, que essas imagens vão lhe trazer tropeços, ASSIM SERÁ NUM FUTURO BEM PRÓXIMO. Da mesma forma, se você CRER E DETERMINAR que elas só podem lhe trazer coisas boas, ASSIM TAMBÉM SERÁ.

      Entenda, porém uma coisa: Se você for tomado pelo MEDO, pela INSEGURANÇA que os outros lhe trouxeram quando lhe fizeram essas descrições, o melhor é que não as faça mais mesmo, pois só este MEDO e esta INSEGURANÇA, já criarão energias pensamento bem propícias para acontecimentos futuros desagradáveis.

      Em resumo: VOCÊ PODE CONTINUAR A FAZÊ-LAS, SEM TRAUMAS, SE NÃO TIVER MEDO E NÃO SE SENTIR INSEGURO por efeito do que lhe disseram; VOCÊ DEVE PARAR DE FAZÊ-LAS EM CASO CONTRÁRIO.

      Fui claro?

      Fraterno abraço.

      Claudio.

      Excluir
  161. ola gostaria de saber pq os caboclos rodam e pq quando os médium começa e desenvolver eles só rodam

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Salve, "S"!

      Vou lhe ser muito franco, ok?

      Não se pode dizer que os Caboclos rodam porque isso só acontece, VER-DA-DEI-RA-MEN-TE, com alguns deles, sendo que a GRANDE MAIORIA NÃO RODA. Se em determinado local, todos os Caboclos rodarem, você pode ter certeza de que é por pura influencia ambiental sobre o psiquismo dos médiuns que, pensando ser esta a verdade, tratam de "autenticar(?)" suas manifestações através desse artifício.

      Quanto aos médiuns "só rodarem" em começo de desenvolvimento, ISSO TAMBÉM SE DEVE A IDÉIAS PRÉ-IMPLANTADAS em seus subconscientes.Isto acontece muito com médiuns que foram forçados a rodar para que, segundo se diz, a entidade os possa "pegar".

      O artifício de se rodar o médium executado pelo(a) dirigente, que só deve ser utilizado em raríssimos casos, funciona no psiquismo de modo a quebrar a vigilância deste em relação ao que acontece e às sensações que podem ocorrer pela aproximação da entidade, o que, normalmente, o médium iniciante tenta controlar ou dominar, mesmo que inconscientemente, por medo, dificultando a real incorporação. Quebrada essa vigilância em função da rodada, fica mais fácil para o espírito adentrar os escudos naturais e dominar, ainda que parcialmente, seu médium.

      O problema com médiuns que são desenvolvidos à base de rodadas é que eles acabam se viciando nelas e, também quase que inconscientemente, passam a rodar assim que sentem ou acham que sentem qualquer aproximação, passando então a impressão ERRADA de que todo médium em desenvolvimento roda, roda, roda, roda ....

      Se for pra classificar espíritos que costumam rodar seus médiuns, esses seriam os espíritos das águas e do ar (espíritos humanos e elementais). Esses sim, por algumas características próprias que não cabem aqui serem decifradas, tendem a rodar mais ou menos os médiuns em que vão atuar.

      Espero tê-lo(a) ajudado.

      Excluir
  162. Oi boa noite! Comecei a receber minhas entidades a pouco mais de um mês, também sou consciente e isso me perturba de mais, principalmente as giras de caboclo, pos vejo que muitos caboclos falam numa língua diferente, e se isso não acontecer? Me dê uma ajuda por favor

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Salve, Silvia!

      Deixa eu ver se entendi bem.

      Você está preocupada pelo fato de ver outros Caboclos, em outras pessoas, "enrolarem a língua" pra falarem e pelo fato de você estar muito consciente ainda, quer saber se o Caboclo ou Cabocla que vem por você vai chegar a isto, ou não?

      Confirme pra mim, por favor?

      Fraterno abraço,

      Claudio

      Excluir
    2. Claúdio, é isso mesmo, vejo que os caboclos bradam, falam em outra língua, as vezes até dificel de entender e tenho medo do meu caboclo abrir a boca e isso não acontecer, ele sempre chega nos pontos do caboclo Rompe Mato, mas não sei se é o próprio mas ele só dança, não grita e não fala, agradeço desde já pela sua ajuda.

      Excluir
    3. Veja bem, Silvia,porque a exemplo da resposta que dei acima ao "S", vou lhe ser bem franco também.

      Caboclos só falam em "outras línguas" em casos muitíssimo especiais, quando, por exemplo, estão lidando com espíritos que parecem não entender a nossa língua, ocasião em que usam deste artifício para se comunicarem mais diretamente com o outro espírito incorporado e para que o médium que o incorpora NÃO SAIBA o que estão falando um com o outro. Apenas Caboclos muito enraizados na língua matriz e que não sabem usar perfeitamente a capacidade de retransmissão do médium (o que denota ainda um certo atraso evolutivo desses espíritos) é que ficam tentando se comunicar pelo idioma ao qual ainda estão apegados.

      E ainda temos que levar em conta o fato desse "falar em outras línguas" ser REAL DE FATO, porque tem muita gente por aí que diz "falar em línguas desconhecidas", justamente pra que não haja quem possa comprovar que o que fazem, de fato, é apenas ENROLAR A LÍNGUA para causar impressões de poder ao seu público.

      Não se preocupe se o Caboclo ou Cabocla que você traz vai ou não falar "em outras línguas". Aliás, a bem da verdade, é melhor até que NÃO FALE pois, Caboclo EVOLUÍDO sabe muito bem se expressar em nossa língua natural!

      Espero ter podido ajudá-la!

      Receba um fraterno abraço,

      Claudio.

      Excluir
    4. Só pra complementar porque havia esquecido, é muito mais comum Caboclos na condição de BUGRES e aqueles que se apresentam com nomes de feras, tipo Pantera Negra (os mais selvagens deles) agirem desta maneira. Os mais socializados não costumam agir desta maneira porque sabem, muito melhor, usar seus aparelhos mediúnicos (médiuns) para se comunicarem.

      Excluir
  163. Claudio, muito,muito obrigada mesmo, já estava quase desistindo, não lhe conheço, mas já lhe considero um amigo.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Desiste não, amiga!

      Apenas tenha a certeza de que você está agindo HONESTAMENTE com você mesma e com SEUS AMIGOS ESPIRITUAIS. Agindo desta maneira você pode ter certeza de que eles arrumarão um jeito de orientá-la sempre que possível e da melhor maneira possível.

      Lembre-se: ELES SÃO GENTE QUE NEM A GENTE e, como GENTE eles têm sentimentos, emoções e sabem reconhecer, muito bem, quem lhes dá, ou não, o devido valor. Isto sim é importantíssimo se ter em mente.

      Forte abraço pra você!

      Claudio

      Excluir
  164. Suadozo Clauido já li os livros que você postou na net coo outros.
    Me chamo Marcio e moro no Rio Grande do Sul e gostaria de saber o porque que vocês ai de cima acham que o Zé pelintra não pode ser chefe de umbanda? Pois tenho um e meu trablha com o Zé pilintra por todas as linhas, com Zé caboclo, Zé da encruzilhada e Zé das almas e te digo ele trabalha contra as doenças levanta defunto. e te digo faz verdadiros milgres quase inacreditaveis,sou suspeito é claro mas é a pura verdade risos.
    Ganhei ele quando abandonei o Candomblé ao qual ja tinha 20 anos no culto e me decepcionei e abandonei tudo, eu estava numa situação horrivel, tanto financeira, suade e familiar
    quando em uma noite chaguei de uma festa e fui deitar ele chegou em mim dormindo! minha namorada quaze teve um infarto pori já chegou se expresando, que tinha vindo para me tirar do buraco e te digo em pouco tempo minha vida deu uma volta de 360 graus para melhor, cultuo a 5 anos, ganhei coisa nesse tempo que jamis consegui junto ao Candomble, com todas aquela matança e digo mais quando propuz não fazer sacrifico para ele prontamente ele aceitou e disse que isso é coisa do ser humano não deles exus ou como ele gosta de ser chamado de ENERGIA ATIVA DO UNIVERSO. Como diz meu Zé nomes pouco importa e se ele hoje tem que parecer um bebado e porque no inconsiente das pessoas o fizeram assim e seria dificil para ele hoje mudar algo que o coletivo idealizou e digo mais sortudo daquele que tem um Zé pelintra para cultuar e ser cuidado por ele!

    Forte Abraço a todos

    Marcio

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Salve, Marcio.

      Vou repetir, em primeiro lugar, a resposta que dei para o Everton Felix de Oliveira em 26 de setembro, aí acima.

      "Como a falange dos Zé Pelintras é de espíritos EXUS - vide pergunta e resposta de número 20, aqui mesmo, e leia também a matéria sobre EXUS na página http://umbandasemmedo.blogspot.com.br/2011/09/exu-na-umbanda-o-grande-misterio-um.html (copie e cole em seu navegador)

      Leia também as PERGUNTAS E RESPOSTAS SOBRE EXUS na página http://umbandasemmedo.blogspot.com.br/2011/11/perguntas-e-respostas-sobre-exus.html (copie e cole em seu navegador),
      mais especificamente a partir da pergunta de número 5.

      Zés Pelintras não podem ser Chefes de Terreiro de Umbanda. De Quimbanda sim, mas de UMBANDA DE FATO E DIREITO, não!

      Seria o mesmo que colocar Tranca Ruas, Barabô, Sete Encruzilhadas ou algum desses a quem chamam de Malandros, com todo o respeito que lhes devo, como Chefes de Umbanda também. Isso significaria A QUIMBANDA CHEFIANDO (ou CONDUZINDO) A UMBANDA."

      O fato do Zé que trabalha por seu intermédio trabalhar contra doenças e para o bem, também é considerado nos links que citei acima.

      Leia, por favor os links indicados. Se após ler tudo, ainda não tiver compreendido o porquê de um espírito exu (entidade da Quimbanda) não poder dirigir Umbanda, volte depois com suas impressões e mais perguntas, ok?

      Fraterno Abraço,

      Claudio

      Excluir
  165. BOA TARDE
    Pode me esclarecer uma duvida? eu li todos os topicos desta pagina mas não encontrei, é o seguinte: Um amigo meu foi em uma fraternidade de umbanda e chegando la no decorrer dos atendimentos ele sentiu algo diferente e entrou em transe, e logo em seguida o mentor da casa veio atender ele e ai ele do nada começou a falar em outra linguagem que não sei qual era, algo tipo hebraico, arabe , sei la...então começou a dialogar com o mentor da casa que diziar ser o capa preta de cemiterio, ai ele ficou gesticulando, e tipo notei que ele discutia mesmo em uma linguagem totalmente sem sotaque nenhum, igual um nativo daquela idioma, ele ficou irritado, nao concordava com algo, chorou, sorriu e por fim se acalmou e entao voltou a si, minha duvida é: É NORMAL ALGUEM RECEBER UMA ENTIDADE ASSIM QUE FALA EM LINGUAS? AQUELA ERA O MENTOR DELE? POR ELE TER RECEBIDO ELE É MEDIUM E SEMPRE QUE FOR LA VAI FALAR EM LINGUAS OUTRA VEZ? PEÇO QUE POR FAVOR ME RESPONDA NO MEU EMAIL TAMBEM. OBRIGADO.

    MEU EMAIL É herman.monteiro@outlook.com

    Obrigado.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. AS RESPOSTA FORA ENVIADAS AO HERMAN NO MESMO DIA EM QUE AS PERGUNTAS CHEGARAM, mas Pelo fato dessas dúvidas poderem ser a mesmas de outros mais, resolvi publicá-las também aqui.

      PERGUNTA:É NORMAL ALGUÉM RECEBER UMA ENTIDADE ASSIM QUE FALA EM LÍNGUAS?

      R:É normal embora NÃO CORRIQUEIRO". Isso tem um nome e chama-se XENOGLOSSIA

      PERGUNTA:AQUELA ERA O MENTOR DELE?

      Não obrigatória ou necessariamente. Para se afirmar isto deve-se acompanhar o desenvolvimento mediúnico desta pessoa para se poder concluir se sim, ou não, mais pra frente!

      PERGUNTA:POR ELE TER RECEBIDO ELE É MÉDIUM E SEMPRE QUE FOR LA VAI FALAR EM LÍNGUAS OUTRA VEZ?

      R: Não necessária ou obrigatoriamente. Pode acontecer como pode não acontecer, dependendo da entidade que vá com ele se contatar numa próxima vez.

      Excluir
  166. Boa noite!!!
    Estou com uma dúvida....
    Estou frequentando um centro de umbanda (acho,né) e na primeira consulta me falaram que uma pessoa tinha feito um trabalho para me separar do meu marido e me prejudicar. Realmente tem uma mulherzinha que perturba muito, isso é fato, pois meu marido teve um filho com ela e ela faz tudo para nos prejudicarmos. O Exu me falou para me consultar com o guia chefe e pediu para uma assistente escrever em um papel pra mim, que haviam feito um trabalho de amarração e um para nos separar. Fui essa semana para fazer a consulta com o tal guia chefe, e me falaram que esse trabalho tinha sido muito forte e que tinha tido até sacrifício de animal, que para mim desfazer essa amarração eles teriam que fazer a mesma coisa. Que eu teria que comprar uns materiais ou dar o dinheiro para eles comprarem. Fiquei incrédula na hora, pois não acho justo tirar uma vida...O que essa "vida" fez pra mim??? Estou com muitas dúvidas em relação a esse centro, me sinto muito bem lá, mas depois disso fiquei decepcionada. Eles vão entrar em contato ainda comigo para falar qual vai ser o procedimento. O que me sugere fazer??? Será que posso fazer esse trabalho, mas sem esse "sacrifício"??? Obrigada

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Sendo simples e direto: PROCURE UMA SEGUNDA OPINIÃO, num outro Terreiro ou Centro, mas sem mencionar o que você me relata acima, ou seja, sem mencionar que esteve em outro Centro e, principalmente, sobre o que lhe indicaram fazer.

      Faça o que estão lhe indicando, SOMENTE SE HOUVER COINCIDÊNCIA DE INFORMAÇÕES, ok?

      Sendo bastante sincero: Quando acontece esse negócio de "ME DÊ O DINHEIRO QUE EU COMPRO", minhas suspeitas crescem na mesma medida dos valores cobrados. No entanto, eu também posso estar enganado e, por isso mesmo estou fazendo a indicação acima.

      Que Nzambi seja sempre LUZ em seus caminhos.

      Claudio

      Excluir
  167. Oi Claudio,
    Hoje fui de novo no centro, me passaram a lista para mim mesmo comprar os materiais e me cobraram um pequena taxa para fazer o trabalho. Estou com muito medo, pois me pediram 8 galinhas e que essa lista poderia dar por volta de 1.000 reais. Me informaram que esse era um caso em que a pessoa usou animais tb, perguntei se não havia outra forma, mas me disseram que como ela usou animais teria que ter animais tb para desmanchar isso tudo. Que eu escolheria entre minha vida ou a do animal. Marcaram para mim fazer segunda feira que vem o trabalho. Não tem como eu saber se realmente isso foi feito, mas tenho plena certeza que essa pessoa quer nos ver mal, pois ele queria que meu marido ficasse com ela depois do filho, mas como ele não ficou ela inferniza nossa vida ate onde pode.
    Desde ja agradecida.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Antes de mais nada, Aparecida, desculpe-me a demora em respondê-la. Tenho estado muito ocupado e quase sem tempo de acessar o Blog.

      Acredito que já seja até meio tardia e sem efeito a minha resposta, até porque, a despeito de eu lhe ter dito para procurar um outro local para novas avaliações, você mesma decidiu executar o trabalho determinado anteriormente. Neste caso, então, o que lhe resta é fazer o que estão lhe indicando e da forma que lhe está sendo indicada porque ESTE É O ÚNICO MÉTODO DE TRABALHO QUE OS MÉDIUNS DESTE TERREIRO APRENDERAM. E como só aprenderam a fazer desta forma, é assim que farão.

      Siga na fé em Nzambi e ele a acompanhe a cada passo de sua vida

      Excluir
  168. Claudio meu amigo, essa consciência na incorporação tá muito complicado, tomos meus banhos de defesa, acendo minhas velas, mas...
    As entidades da minha casa assim como vc , falam que é assim mesmo, mas estou totalmente insegura, isso é só um desabafo, hoje cheguei do terreiro e me deu vontade de falar com vc um pouquinho, um grande abraço amigo.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Sem problemas, Silvia.

      A "coisa" é demorada mesmo e quem tem muita pressa, acaba incorporando o famoso "ESPÍRITO EU MESMO".

      Cada um leva mais ou menos tempo pra poder se considerar MÉDIUM PRONTO, o que depende muito do TREINAMENTO que o Centro oferece e no qual o médium exercita sua paranormalidade.

      Desculpe-me o atraso. Acontece que ando muito atarefado e com muito pouco tempo para acessar a Internet e o Blog.

      Que Oxalá brilhe em toda a sua luz por todo o seu caminho!

      Excluir
  169. frequento um terreiro, onde o guia chefe dis que eu ja deveria estar incorporando( fazem 8 meses que estou em desenvolvimento), ele diz que eu nao deixo as entidades chegar, mais na verdade nao sei o que fazer, dizem pra eu imaginar uma luz bem forte, ou uma cachoeira etc... nas ultimas sessoes tenho saido mal e os guias da casa dizem que é por eu nao deixar minha entidade chegar, o q posso fazer pra conseguir incorporar, existe alum trabalho ou alguma entraga ou alguma prece que eu possa fazer na hora, tendo em vista que qndo estou girando as vezzes perco a concentraçao se alguem encosta em mim .

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Salve, Rodrigo. Vamos por partes.

      Você diz: " ele diz que eu nao deixo as entidades chegar, mais na verdade nao sei o que fazer, ..."

      Depois você diz "dizem pra eu imaginar uma luz bem forte, ou uma cachoeira etc... "

      Em princípio eles não estão errados - é mais ou menos isso o que se deve fazer. Mas, além disto, você deve ficar, mentalmente, o mais alheio possível do que está ocorrendo à sua volta, ou seja, totalmente envolvido em suas imagens mentais, que devem ser prazerosas, para que sua AURA se expanda e ofereça menos resistência a ESTÍMULOS EXTERNOS, que serão aqueles que os Espíritos tentarão produzir para fazerem os contatos necessários para a canalização.

      Mas há de se avaliar, também, por sua situação atual, se você é mesmo MÉDIUM DE INCORPORAÇÃO porque nem todos o são. Se isto é fato comprovado, pergunto-lhe: Em que situação você ficou sabendo que seria MÉDIUM DE INCORPORAÇÃO?

      Alguém lhe disse? Você teve experiência deste tipo antes de frequentar Terreiro? Já sentiu o "toque energético dos Espíritos" em algum outro lugar? Se o seu caso não estiver entre os citados, descreva pra mim como foi que você chegou à onclusão de que seria MÉDIUM DE INCORORAÇÃO, por favor.

      Fraterno abraço,

      Claudio

      Excluir
  170. ola gostaria de saber se os mediu consegue falar com seu guias sem esta imcoporado tipo na casa que vou eles recebem preto velho baiano e caboclo

    ele consegue conversar com eles no dia dia tipo conselhos etc

    ResponderExcluir
    Respostas

    1. Sem mais delongas "S". A resposta a SIM!!! Pode-se conversar, perfeitamente, com Guias sem se estar incorporado. Exatamente como fazia Chico Xavier que nunca incorporou entidade alguma. Isso só depende da preparação e sintonia entre médium e Espírito.

      Excluir
  171. Boa noite!
    Sou médium e comecei a me desenvolver há praticamente 7 meses. Minhas entidades tem se desenvolvido de forma tranquila e até, aparentemente, rápida. Uma das que mais se manifestam de forma fluída é o Malandro, tanto que já deu até seu nome...
    Porém, na sua última manifestação, minha mãe percebeu que ele tem o hábito de colocar a mão na cabeça dos consulentes e ela criticou esse ato, alegando que quem vem pela linha do povo de rua não pode colocar de forma alguma as mãos na cabeça de ninguém. Isso procede?

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Procede SIM, Rafael.

      Malandros são em essência, Espíritos exus; e como tal, NÃO DEVEM COLOCAR A MÃO NA CABEÇA DE NINGUÉM, a não ser em muito especiais situações. Isto deve ser ensinado a ele que, por sua vez, deve compreender e respeitar o ensinamento/determinação.

      Excluir
  172. Oi,tenho algumas dúvidas sobre o meu orixa e etc?
    Minha madrinha disse que meu orixa é o caboclo cobra coral e ela me disse que eu poderia recebe-lo quando estiver com 20 anos,mas minhas dúvidas são as seguintes:
    1-Toda vez que ele quer vela meu joelho esquerdo dói,é normal
    2-Quais as características dele
    3-Sua historia

    E ela disse que eu sou de obaluaê e gostaria de saber:
    1-Quais as características dele
    2-Sua historia

    E uma última questão o que sinto quando estou com o espirito no corpo?

    Detalhes Adicionais
    Quando eu rezo em frente a uma vela eu choro demais e minha madrinha disse que isso é de iemanja,vcs acham?Se não é o que acham?

    E tbm ela pediu pra mim escolher uma imagem no terrero dela e fui direto na cigana será que isso diz algo?

    Por isso estou muito confuso


    Obg *__*

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Vamos ver no que posso ajudá-lo. Respondendo em caixa alta, ok?

      1-Toda vez que ele quer vela meu joelho esquerdo dói,é normal? - PODE SER. TALVEZ UMA FORMA QUE ACHOU PARA IDENTIFICAR-SE PARA VOCÊ COMO FAZEM OUTROS E DE OUTRAS MANEIRAS PARTICULARES.
      2-Quais as características dele - NÃO EXISTE ISSO NO PLANO GERAL. CADA ENTIDADE TEM SUAS PRÓPRIAS CARACTERÍSTICAS. OS NOMESQUE DÃO NÃO SÃO PRÓPRIOS MAS SIM OS DE FALANGE
      3-Sua historia - VOCÊ SÓ A SABERÁ DELE MESMO SE ASSIM LHE CONVIER, EM ALGUM DIA.


      E ela disse que eu sou de obaluaê e gostaria de saber:
      1-Quais as características dele - VODUM/ORIXÁ DA PESTE, DAS DOENÇAS DA PELE E DAS ALMAS, AQUI NO BRASIL.
      2-Sua historia - SÃO MUITAS. SUGIRO QUE PROCURE NO GOOGLE.

      E uma última questão o que sinto quando estou com o espirito no corpo? - VOCÊ TEM QUE VIVENCIAR A EXPERIÊNCIA POIS CADA UM SENTE DE FORMA DIFERENTE DO OUTRO.

      E tbm ela pediu pra mim escolher uma imagem no terrero dela e fui direto na cigana será que isso diz algo? - NÃO NECESSÁRIA OU OBRIGATORIAMENTE. A NÃO SER QUE ELA TENHA "PREPARADO O TERRENO" PARA QUE SUA ESCOLHA FOSSE UMA REVELAÇÃO.

      Excluir